Carregando...
Análises

inFamous: Second Son [análise]

infamous-second-son-topo

Desde que terminei os dois primeiros jogos da série inFamous, e que fecharam bem a história, admito que fiquei um pouco receosa com o que a Sucker Punch iria arrumar com o inFamous Second Son. Na época do anúncio, a primeira coisa que me deixou p*** da vida foi saber que o game seria exclusivo para o PS4 (e não também para PS3). Isso fez com que eu tivesse que adiantar o leilão do meu rim esquerdo para comprar o novo console da Sony.

Mas quer saber? Valeu muito à pena, pois o jogo superou seus antecessores – especialmente no quesito gameplay (visualmente também, mas como estamos falando de hardwares diferentes acho injusto comparar). A história, no entanto, ainda prefiro a dos dois primeiros jogos. Falando nisso, não é necessário ter jogado inFamous 1 e 2 para entender o Second Son. São enredos independentes e o início do novo jogo resume o que aconteceu antes.

infamous-second-son2Agora você poderá dominar não apenas um, mas quatro tipos de poderes diferentes ao longo do gameplay, cada um deles possui um “especial” que detona tudo a volta (você precisa encher uma espécie de medidor de karma para isso). A parte legal é a possibilidade de fazer combos entre esses poderes, o que será muito útil contra um grande número de inimigos e para superar obstáculos. Raramente você vai enfrentar apenas um grande chefão motherfucker, geralmente seus desafios serão destruir hordas e mais hordas de inimigos de uma só vez (cuidado com os tankers, eles detonam a sua vida rapidamente e são um saco de matar).

Existe um adversário, em específico, que você precisa derrotar para desbloquear um dos poderes que é bem tenso. Esse admito que foi o mais complicado de vencer. De resto, recomendo fazer o máximo de sidequests possíveis antes de avançar na história para upar seus poderes e facilitar as coisas. Novamente, você poderá escolher se quer seguir a história do lado do bem (Good Karma) ou do mal (Evil Karma) – cada um desbloqueia poderes específicos e finais diferentes.

Gravei um vídeo com um pouco do gameplay de Second Son, com foco especial nesses quatro poderes. A gravação é bem curta, pois o PS4 só permite o upload de vídeos com – no máximo – 15 minutos. Espero que curtam:

inFamous Second Son é um “must play” exclusivo do Playstation 4 e já tem um DLC à caminho, chamado inFamous: First Light, que conta a história de uma das personagens que você encontra no jogo. O conteúdo extra será lançado em agosto de 2014.

 

– Assista também um teaser que gravei dessa análise e “deslumbre-se” com o poder da diva do neon. Clique AQUI.

16 comentários
  1. Fire (pimenta no @ dos outros é refresco)

    Adorei o vídeo Vivi, só achei estranho vc estar tão encantada com o poder da diva neon. Vc podia fazer mais videos do game como um compacto dos melhores momentos desesperadores!

    Ah, e não gasta muito dinheiro não, pq The Witcher 3 será lançado no comecinho do ano que vem e vc provavelmente terá que dar um power up na máquina pra poder jogar com a gente! u-u

  2. Júnior Pax

    Gostei muito do vídeo Vivi, deu pra ter uma ideia da mecânica do jogo e sua beleza gráfica. Pode estar enganado, mas achei os gráficos do Infamous Second Son um pouco melhor que o do Watch Dogs. Sei que são jogos com engine e propostas completamente diferentes, mas pelo vídeo tive essa impressão.

    Vivi, você tem planos de análise ou video gamecídio para Watch Dogs?

    Parabéns Vivi e obrigado por apresentar a nova geração pra galera do Girls of War… E que venham muitos outros: Destiny, Dragon Age: Inquisition, Far Cry 4, The Witcher 3, Uncharted 4… 

    PS. Agora estou na torcida pra Bebs, JeJé e a Bruna embarcar na nova geração!

    1. Vivi Werneck

      Watch Dogs já é o próximo da lista. Comecei a jogar ele recentemente. E as outras meninas devem pegar seus PS4s em breve. O pessoal aqui adotou a Sony mesmo ao que parece rs. Bjos

          1. The Punisher

            Ah…com certeza eu não pagaria mais, nem se eu quisesse, já que não posso. Na internet já vi PS4 até de R$1.400,00.

  3. Max Augusto

    Quanto ao sistema de carma, só achei que por mais que permaneça a escolha entre o bem e o mal, a história e toda a narrativa do jogo tendem a te levar para o lado do bem. Não que isso seja ruim, haja vista que gostei bastante da narrativa (principalmente da interação entre a dupla de irmãos), somente enfraquecem a ferramenta que era um dos diferenciais da franquia.

  4. HaPa

    Vivi você comentou que pegaria o jogo Witcher 3. A pergunta que não quer calar Bethesda quando vai sair fallout 4 ou the Elder scroll VI? enquanto isso vamos jogar the Witcher 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *