Carregando...
Notícias

Equipe de Curitiba representará o Brasil na Imagine Cup 2014

liason-thumb2

E mais uma vez a galera brazuca vem fazendo bonito no cenário de desenvolvimento independente de jogos. Uma equipe de estudantes de Curitiba conseguiu uma vaga na Imagine Cup – evento promovido pela Microsoft, desde 2007, para reconhecer as inovações tecnológicas produzidas por estudantes de todo o mundo.

A equipe de pós-graduação em Aplicativos para Jogos Digitais, da Universidade Positivo, composta por Eduardo Schildt, Luiz Henrique Gomes Monclar, Rhandros Dembicki e Robson Keidy Sewo são os únicos representantes brasileiros na final mundial do evento, que acontece de 29 de julho a 2 de agosto, em Seattle-EUA. A disputa vale um de US$50 mil. Ao todo, 34 países participam da fase final da Imagine Cup 2014, com projetos também nas categorias Inovação e Cidadania Mundial, além de Games.

Dungeon2O jogo que irá nos representar nos Estados Unidos, e que terá a missão de vencer os projetos de outros nove países da categoria games, se chama “Liaison”. O game é baseado na amizade de um menino e seu cachorro que, presos em um calabouço, devem buscar a saída do castelo, decifrando enigmas.

Conversamos um pouco com Luiz Henrique Gomes Monclar, que é o Game Designer de Liaison. Ele nos contou sobre os desafios que a equipe enfrentou até chegar a final, como se inspiraram para desenvolver o jogo e o que esperam do futuro.

– Confira:

Girls of War: Primeiramente, parabéns pela classificação para a Imagine Cup. Com certeza participar da competição é o sonho de todos os que estão estudando jogos digitais. Conte-nos um pouco do início do projeto: como a equipe se formou e quais os principais desafios que tiveram para chegar até a competição.

Luiz Henrique: Muito obrigado! Estamos muito felizes com a classificação para a final da IC2014 sim, não tem como não ficar! Participar desta competição é sim com certeza um grande sonho e que felizmente estamos realizando este ano.

O projeto começou a ser desenvolvido em Dezembro de 2013, junto com a formação atual da equipe. Digo isto porque a equipe original era composta pelos mesmos integrantes que foram até a Imagine Cup que rolou em Sydney em 2012, onde conquistaram o vice-campeonato com o jogo Do More. Porém, dois dos integrantes (um deles meu irmão) deixaram a equipe para concentrarem-se em projetos próprios, estudos e trabalho neste ano. Foi aí que eu e o Robson (programador) entramos a convite do Michael Bahr (mentor e também nosso professor), para contribuirmos com o Eduardo Schildt e com o Rhandros Dembicki (ambos artistas 2D e 3D).

Quanto aos desafios, rolaram muitos até chegarmos aqui. O principal, com certeza, foi o tempo. Todos nós, desde o começo do projeto até agora estamos tendo que administrar bem o tempo para poder trabalhar no Liaison. Temos trabalho e estudos alternando, então, nos sobra somente horários difíceis, como sextas e domingos. Feriados foram praticamente inexistentes para nós nestes últimos meses.

Forest1

GoW: Liaison é um jogo de plataforma e puzzles. Por que a escolha desse tipo de gameplay? De onde veio a inspiração para o game (tiraram referências de outros jogos)?

LH: Todos da equipe cresceram jogando jogos de plataforma, provavelmente a maioria dos leitores também, e nós queríamos muito fazer um game deste tipo. A inspiração para o jogo em si veio do conceito de amizade, que é exatamente sobre o que o jogo fala. Na questão do gameplay, tivemos sim muitas referências e fortes inspirações de jogos que gostamos muito, como The Lost Vikings, Limbo, Trine, The Cave, Braid… E muuuitos outros. Fica até meio difícil citar inspirações, pois praticamente todos os jogos de plataforma que jogamos até hoje acabam contribuindo de alguma maneira sobre o que fazer (ou não fazer).

GoW: Vocês pretendem lançar oficialmente o jogo? Caso sim, há alguma data prevista e para quais plataformas?

LH: Muito do que vai acontecer no futuro do Liaison depende totalmente do resultado da competição, então, no momento não temos uma data exata. Temos a pretensão sim de lançar o jogo, gostamos muito dele e das possibilidades quanto a mecânicas e jogabilidade, mas a velocidade com que podemos desenvolvê-lo está diretamente ligada ao resultado da competição. Inicialmente as plataformas seriam PC e Xbox Live.

A equipe do Liaison.

 

E quem quiser conhecer mais do game Liaison é só curtir a fanpage do jogo AQUI.

Go Go Indies! \o/

Um comentário
  1. Alessandro Messias

    Muito bacana o post e parabéns a equipe, pois na realidade Brasil tem que ter muita força de vontade para tocar um projeto desse, torcer para eles serem vitoriosos.
    E realmente Vivi go go Indies ^^.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *