Carregando...
Colunas

Crônicas de uma Gamer Enlouquecida: a quest do batismo

Neste sábado fui à igreja… Óóóó!!! Mas calma gente, os paladinos ainda não encontraram o meu esconderijo secreto no oitavo círculo do inferno de Dante. A ocasião era apenas para realizar o batizando da Beatriz, minha afilhada. Olha só que coisa: achei que já tinha visto muitas loucuras na vida, mas essa de alguém me chamar para ser madrinha foi épico! Mas por que estou contando isso a vocês? Simples, pequeninos herculoides hereges, porque nem na igreja eu paro de pensar em games…

Cheguei a tempo do batismo, mas tive que assistir toooooooda uma missa por conta disso. Senta, levanta, senta, levanta… Meu priminho endemoniado (sim, ele mesmo que jogava videogame comigo quando éramos crianças), que era o padrinho, não parava de reclamar e encher o meu saco, o que me fez agredi-lo discretamente (naturalmente já tenho +20 de stealth) em plena missa, ou seja, fui punida com +10 de curse.

Para passar o tempo, enquanto o batismo em si não começava, comecei a montar a ficha dos ajudantes da missa: tiazinhas cantando no canto e os quatro garotinhos estão, no máximo, no level 5 e com magias básicas. Nada de robe especial de proteção no momento.

Os carinhas mais velhos, e que ficam próximos do padre, level 15 e já com um shield +5 com proteção contra curse e magia “cleansing area”, com range mediano de blessing. O padre estava com um manto muito show que, com certeza, dá uns 60 de protection vs evil. Ele também tinha um anel que dava +15 contra undead, usava um “scarf of heavens” enrolado no pescoço e, no fim, estava healando geral – o que curou a minha curse inicial por agredir o meu primo.

Enfim, o batizado: sobe no palanque, fala as palavras que o padre me disse e…

Quest Complete!!! E ainda desbloqueei os seguintes achievements:

 

“On the highway to h… Heaven” (Cheguei na igreja a tempo)

“Wrathchild” (agredi meu primo em plena missa)

“Heaven can wait” (no meio da oração, comecei a montar a ficha do pessoal)

“Don’t burn the witch!” (sobrevivi a uma ida a igreja, não fui exorcizada e não virei pó)

“Devil May Cry” (a Bia – minha afilhada – é uma graça! Senti um leve suor no canto dos olhos)

 

PS: eu numa igreja em pleno sábado à noite. Pare o mundo que eu quero descer!

– Leias as Crônicas antigas (antigas mesmo!) clicando AQUI.

30 comentários
    1. Vivi Werneck

      Fire, eu não tenho absolutamente nada contra religião. As vezes o problema é como as pessoas interpretam cada religião que participa. No mais, respeito a crença das pessoas numa boa. Acho que se a galera respeitasse a crença dos outros a gente não veria tanta m*** acontecendo aí pelo mundo. Mas enfim, eu, particularmente, não me identifico com igrejas e afins.

  1. Nero Valentine

    Depois de tanto tempo,uma crônica ressurge das cinzas!
    Essa é pra exaltar de pé igreja! sóquenão.
    Enfim,excelente texto Vivi,me fez gargalhar como sempre,mantenha a coluna viva,é certamente uma das melhoras do blog.

  2. Vivi Werneck

    Um outro dilema foi: o que vestir? eu não tenho roupa pra ir na igreja! tentei me ater num visual formal (como se eu fosse para uma reunião de trabalho) para não assustar muito. Ah, e nunca acredite quando alguém te disser: “ah, pode vestir qualquer coisa. Não tem luxo não”. Só um conselho!

  3. Alessandro Messias

    Vivi, igreja, batizado… Acho q to numa realidade alternativa só pode ou a mãe de sua afilhada tem um poder de persuasão além da compreensão hehehehehe.
    Ótimo texto Vivi ri muito. ^^

  4. Rodrigo Oliveira

    Primeira vez comentando! Nunca ri tanto na minha vida lendo um post aqui no Girls of War como ri nesse!

    PS: Já to com +100 de curse, se eu entrar numa igreja não tem mais salvação, viro pó mesmo sem direito à respawn =/

  5. Alessandro Silva

    Muito Legal Vivi, só você mesmo pra montar a ficha do pessoal dentro da igreja! Curti demais mesmo!
    Aguardando a próxima! Bjos!

  6. PH!

    Esse é o tipo de post que me faz continuar seguindo vc, Mestra! Nossa, como eu ri dos achievements (principalmente o Devil May Cry)!

    Muito bom, Mestra Vivi. Tive que interromper os estudos pra comentar. Se eu reprovar, pelo menos reprovarei rindo! 😀

    1. Vivi Werneck

      Muito bem irmão PHarça! Temos que tirar coisas positivas até de situações ruins (isso deve ser efeito do healing de ontem ainda). Afinal, até um pé na bunda joga a gente pra frente! ^_^

  7. Sputnik

    Dias depois a igreja queimou espontaneamente, com todas as criancinhas, padres, e ajudantes de padre (ou seja lá o que for aqueles caras que ficam segurando bandejas e etc) dentro. A igreja queimou até virar pó e desse pó saíram seres contorcidos, cegos e gemendo de dor, com a pele ainda borbulhando, susurrando (enquanto gemia) o nome: Werneck…

    Enfim, boa noite (:

  8. Georgina

    Parabens Vivi tava morrendo de saudades dessas cronicas, só vc mesma para transformar um batizado em algo hilario. Passei por isso a 10 anos e hoje minha afilhada me empresta o PS Vita dela pra poder jogar os joguinhos que só sairam para o Vita: Uncharted: Golden Abyss e o Assassin’s Creed 3: Liberation quem sabe se essa benção toda não acontece com vc? Mais uma vez parabens pelo post.

  9. Edison

    uia cronica nova ^^ que blz rir logo de manha, fico imaginando a cena da Vivi na igreja nem um pouco distraída pensando nas fixas

  10. Shaka

    “pequeninos herculoides hereges”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, daqui a pouco nossa categoria vai ter uns 10 nomes diferentes.

  11. Filipe Sá

    Aaaah, e eu imaginava que era o único que imaginava coisas aleatorias quando ia pra igreja… Obrigado Vivi por compartilhar essa sua experiencia! =D

  12. HaPa

    Vivi tem uma coisa que os videogames não falam, o sangue de Jesus da da 100% de Blessing, 100% contra curse, 100 % restoration, 100% cure e da 100% de salvation. E pra isso tudo vc so precisa ser level 1 em Faith. Deus abençoe sua vida, trabalho e família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *