Vidya Gaem Awards elege de verdade os melhores e piores de 2011

Tags: 4chan, VGA, Vidya Gaem Awards

Você se decepcionou com as últimas premiações de videogame que assistiu? Achou uma baboseira determinado jogo ter ganhado ou puxa-saquismo extremo aquele outro jogo ser eleito como o mais antecipado de 2012? Você não entendeu o texto de sites que elegiam jogos de 2010 como concorrentes para melhor jogo de 2011? Como assim o Wheatley não ganhou aquela porcaria? O pessoal do 4chan também. Ou mais ou menos isso.

O 4chan é um site bem conhecido por pessoas que precisam trabalhar, mas são sugadas pelo seu conteúdo e acabam perdendo o dia todo lá. Os usuários resolveram fazer uma votação e organizar um /v/GA honesto para eleger os melhores e piores do ano. Vale muito a pena assistir para ver alguns tapas na cara da sociedade e escutar algumas verdades que já passaram da hora de serem faladas.
E sei que vou sentir as consequências, mas TUDO que falam sobre Dragon Age II eu assino embaixo.

O programa tem quase duas horas, então reserve o final de semana, compre pipoca e assista. Se eu ainda não o convenci a assistir, aqui vai algumas das categorias do prêmio:

Só não concordei com o “most hated fanbase”, que ganhou os fãs da BioWare. Pra mim realmente são as pessoas que querem te fazer engolir Minecraft.

E eu poderia muito bem ter escrito o texto do Hyperbole Awards, porque concordo com cada vírgula que foi dita.

 

Carla Rodrigues
Share on Tumblr
Feed do Post
56 Comentários em "Vidya Gaem Awards elege de verdade os melhores e piores de 2011"
  1. Danilo Cho
    15/02/2012

    First….. uahsahusauhashua(nunca tive essa oportunidade)
    Hamburger Help Award LOLZ

    • Vivi Werneck
      16/02/2012

      aaahhh nao! esse negócio de “first” aqui não meu filho! vou te devolver pro orfanato heim! rs

      • Danilo Cho
        16/02/2012

        Desculpe mamãe D=
        Qual vai ser meu castigo? sahusahuashu

      • Leandro
        16/02/2012

        isso mesmo Vivi, põe ordem no barraco!

    • Kenshi
      16/02/2012

      Ih danilo… masl foi adotado e ja ta pedindo pra morrer… óia a machadada VIP pra vc ahauhauhauahau

  2. The Punisher
    15/02/2012

    o.O Mais de 1hr? depois

    • Carla Rodrigues
      15/02/2012

      Eu queria que tivesse mais duas horas. Juro.

      • Vivi Werneck
        16/02/2012

        Carlinha, quando eu chegar em casa eu juro que assisto!

        • Carla Rodrigues
          16/02/2012

          Apesar de ser MUITO engraçado, acho que você não vai curtir muito pelo ódio que eles tem de Dragon Age II hahahaahh

          • Vivi Werneck
            16/02/2012

            Dragon Age II realmente foi meio frustrante. Não é horripilantemente horroroso como dizem, mas muito inferior ao Dragon Age Origins.

  3. leandro(leon belmont)alves
    16/02/2012

    acabo de chegar e dou de cara com esse vídeo de mais de duas horas…pombas!!! vou ver

    que Tails mais feio, até eu desenhava melhor.hahahahhahah e essa parte do Sonic cagan….acabaram de matar ainda mais a imagem dele, putz!

    Dead Island ganhou o de melhor trailer???? eu hein? só porque a menina foi morta por zumbis? vai entender..Dark souls merecia o caneco. de desenvolvedor de jogos vai para Portal 2…óbvio, muito óbvio mas merecido. e a marketing de Call of Duty MW3 é do caramba mesmo. só tendo o ator de Fúria dos Titãs e personagem de Call of Duty Black Ops(Sam Wortinhgnton dublou o Alex Mason…acho) e o gordinho do Superbad não tinham como perder. :)

    e Catherine NÃO GANHOU? MARMELADA!!!! :/

    e Dukem Nuken merecia ser o tropeço do ano. sinceramente…os personagens de Killer Instinc dançando é impagável. e gostei dos vídeos que passam enquanto os prêmios não rolam. a montagem do Sonic na Itália de Assassins Creed foi WOW! e de piores gráficos, o Skyrim não levou? 0__0

    e uma coisa que reparei nessa premiação…CADÊ OS RPGS?? SUMIRAM DO MAPA OU O QUÊ? nenhum Dragon Quest? Final Fantasy….deixa pra lá(só eu gosto do FFXIII mesmo)Xenoblade, qualquer um rpg tradicional(vulgo japoneses) não está em nenhuma premiação. quer dizer que o gênero morreu mesmo…

    pelo menos foi divertido assistir, ao contrário do Grammy….argh!

    • Carla Rodrigues
      16/02/2012

      Po, mas o prêmio de melhor trailer para Dead island foi mais do que merecido. Ele mexeu com todo mundo, foi bem inovador e mostrou gráficos surpreendentes, além de uma história bem emocionante.
      O que no final da contas me levou a concluir que só esses minutinhos de trailer foram melhores do que o jogo inteiro. Eu não curti e não cumpriu com as minhas expectativas.

  4. Hélio
    16/02/2012

    Dead Island pra melhor trailer eu até entendo. Pois, por mais q o game tenha se revelado uma porcaria, o trailer da menina realmente chamou muito a atenção qdo ainda não sabíamos q Dead Island era uma bomba.

  5. Hélio
    16/02/2012

    Vou assistir depois, em casa. Pq um vídeo de 2 horas no trampo nem rola, né? rsrs

  6. Vivi Werneck
    16/02/2012

    “Só não concordei com o “most hated fanbase”, que ganhou os fãs da BioWare. Pra mim realmente são as pessoas que querem te fazer engolir Minecraft”

    Concordo Carlinha. Eu poderia citar outros “most hated fanbase”, mas prefiro não causar intrigas rsrs XD

    • Carla Rodrigues
      16/02/2012

      hahahaha say no more

  7. Cristian
    16/02/2012

    Depois de uma abertura tosca que já passa dos 2 primeiros minutos nem me animei a terminar de ver, pois estou no trabalho e internet daqui não vai empurrar esse vídeo para que eu possa adiantá-lo!!

    Enfim, irei baixar esse vídeo quando chegar em casa, e é muito provável que eu coloque ele no celular para assistir nos momentos ociosos pois parar na frente do PC por quase duas horas para assistir um vídeo!

    Mas obrigado pela dica!!

  8. Hélio
    16/02/2012

    Pessoal, a maioria aqui parece não estar em condições de ver o vídeo agora, então eu achei este site onde vc pode ver pelo menos os indicados de cada categoria abordada no vídeo.

    http://vidyagaemawards.com/nominations.php?category

    É só ir clicando em cada categoria q os indicados aparecem logo abaixo. ;)
    Já venho dar meus comentários.

  9. Hélio
    16/02/2012

    Acabei de achar os resultados, eles estão no gráfico desse link:

    http://vidyagaemawards.com/results.php?votes

  10. Hélio
    16/02/2012

    LEAST HATED GAME OF THE YEAR: Deus Ex: Human Revolution – Achei normal, todo mundo fala bem desse jogo. Justo.

    MOST HATED GAME OF THE YEAR: Dragon Age 2. Bom, muita gente não gostou da seqüência, mas como não joguei, não vou opinar.

    DEVELOPER OF THE YEAR: Valve Corporation. Deve ter ganhado por causa de Portal 2, mas cadê o HL3 q os fãs pedem há anos? Nem notícias. Sei lá, eu escolheria a ND ou a Rocksteady de Batman Arkham City. Fizeram grandes trabalhos.

    MOST CAPITALISTIC PUBLISHER: Activision. Concordo 100%! COD atrás de COD, não precisa dizer mais nada, né?

    PUBLISHER OF THE YEAR: Valve Corporation. Bom, o trabalho deles no Steam é fantástico mesmo, foi merecido.

    WORST GRAPHICS: Minecraft. Concordo, mas acho q Terraria é um páreo duro na disputa.

    BEST AESTHETICS/ART STYLE: Bastion. Achei uma boa escolha, foi um game q inovou bem no estilo artístico.

    BEST TECHNICAL GRAPHICS: Battlefield 3. Discordo absolutamente. Uncharted 3 merece esse prêmio, pq é muito mais difícil tirar leite de pedra de um hardware de 6 anos de idade e trazer visuais esplêndidos como UN3 do q produzir algo como BF3 num PC de hoje, q conta com mais recursos. A ND fez uma façanha muito mais notável.

    LEAST CONVINCING VOICE ACTING: Star Wars: The Old Republic. Não joguei, não posso comentar.

    BEST VOICE ACTOR/ACTRESS: Stephen Merchant por seu trabalho em Portal 2. Eu prefiro o Mark Hamill como Coringa ou o Nolan North como Drake.

    TERRIBLE WRITING: Dragon Age 2. Não joguei.

    BEST VOICE ACTING IN A GAME: Portal 2. Eu escolheria Batman ou UN3, mas enfim…

    GREAT WRITING: Portal 2. Eles amaram Portal 2 mesmo, né?

    MOST AWFUL Gameplay: Dragon Age 2.

    BEST GAMEPLAY: Dark Souls. Discordo, Batman merecia levar essa.

    LEAST IMPROVED SEQUEL: COD Modern Warfare 3. Jura? Nem percebi q a engine requentada era a mesma do 2. rsrs (sarcastic mode on)

    MOST IMPRESSIVE TRAILER: Dead Island. Concordo, pena q o jogo não ficou bom.

    MOST HATED FANBASE THIS YEAR: Biodrones. Faz sentido, já q Dragon Age 2 não foi bem visto por muitos jogadores.

    WORST RELATED VIDEOGAME EVENT: Spike Videogame Awards.

    BLUNDER OF THE YEAR: Duke Nukem Forever. Concordo em gênero, número e grau!

    SCRUB OF THE YEAR: Justine Ezarik.

    MOST INTERESTING NEW IP: Bastion. Será q vai ter seqüência?

    BEST SOUND: Battlefield 3. Não concordo, já ouvi músicas de Xenoblade Chronicles e são bem melhores.

    BEST SOUNDTRACK: Bastion. Ainda preciso jogar, estou curioso.

    CRIMES AGAINST GAMING: EA’S ORIGIN. huahuahua Merecido.

    FATTEST DEVELOPER: Gabe Newell. Só tinha ele competindo, ganhou com esmagadores 100%. rsrsrrs

    • Vivi Werneck
      16/02/2012

      “CRIMES AGAINST GAMING: EA’S ORIGIN. huahuahua Merecido.”

      Com certeza! Tive que instalar essa bosta de Origin por conta do Mass Effect 3! Shit… ¬¬

      • EltonBM
        16/02/2012

        Acho que a Origin tem recebido muito mais ódio do que ela merece. Ter um concorrente ao Steam não é uma má idéia, e francamente, será que os jogos da EA no Steam não fazem isso? O Steam já baniu usuários de modo que eles perderam acessos a todos os jogos. E ser obrigado a conectar ao Steam a toda momento para jogar qualquer um daqueles jogos é bem desagradável.
        O mais importante é que ambas as empresas deixam bem claro nos EULA que não somos donos dos jogos, apenas temos direito de utiliza-los, e que, caso Valve ou EA decidam, eles podem cortar nossos acessos a toda a coleção. Tem horas que eu não entendo por que tenho jogos originais, mas fazer o que.

  11. lipe!
    16/02/2012

    O que?colocaram os fans de starcraft como concorrente de “most hated fan base this year”?
    Que coisa mais nada a ver…LoL,HoN e DotA players também!?
    Taqui pariu,véi…por isso que não gosto de premiações e listas.

    Quero saber o argumento que usaram pra isso.

  12. 16/02/2012

    Os RPG Japoneses sumiram de 2011, apesar de um ou outro titulo ser interessante não houve nenhum de impacto, mas ao que parece 2012 vai mudar isso =3

    • lipe!
      16/02/2012

      Com o que??

    • Hélio
      16/02/2012

      Teve Xenoblade no Wii, né. Mas este ano vem Tales of Xillia e o remake do Graces pra PS3. Estou animado!
      Falando em RPGs japoneses, eu estou fazendo uma maratona de JRPGs ultimamente. Jogando FF5 no emulador de GBA, terminei as quests de FF12 no PS2 pela TERCEIRA VEZ (sou viciado-mor em FF12) e agora estou jogando Star Ocean 3: Till the End of Time. Japas rules!

      • lipe!
        16/02/2012

        O único rpg oriental que tenho aqui é phantasy star 4 em português.
        Só isso me basta,quer dizer,tem tudo o que gosto: mundo sci-fi com magia,uma história simples,mas muito bem montada.
        E cena de morte realmente triste…

        • Hélio
          16/02/2012

          Pra mim qto mais JRPG, melhor! Ainda tem vários q eu quero jogar, pois mesmo tendo jogado muitos jogos do estilo, ainda tem séries q eu não conheço tão bem.

          • lipe!
            16/02/2012

            Heheh,eu meio que enjoei,sabe?
            Lembro que antes era viciado em final fantasy,gostava mesmo…agora só me interesso pelo phantasy star em geral e por Kingdom Hearts.

  13. Danilo Cho
    16/02/2012

    Mano eu naum entendo pq as pessoas gostam de minecraft na boa,o jogo é quadrado mano .-.

    • Mr Hertz
      17/02/2012

      Mano……. assim…….. éééééééééé…..

      por algum acaso ja parou pra ver que o Minecraft foi feito pra rodar em quase qualquer porcaria que tenha acesso a java, que por sinal é uma tecnologia que roda em quase qualquer porcaria de aparelho de hoje em dia?

      pois é… minecraft nao foi feito pra ser um batman, ou witcher. ele é o que é e pronto, assim como bit.trip runner é todo quadrado também.

      é um jogo diferente? claro…. mas a proposta dele nao é a de dar super graficos realistas bla bla bla, é mais de ser um grande brinquedo eletronico.

      um dia voce foi criança e pegou blocos de lego e saiu montando, imaginando que era uma casa, uma ponte, e tudo funcionou muito bem na imaginacao.

      o minecraft é uma personificacao disso… ele permite que voce brinque e faça as coisas acontecerem com imaginacao, com experiencias de craft, e cada vez mais o mundo foi ficando mais rico.

      minecraft roda em qqer computador com acesso a bworser e java…. ou seja TODOS sem exceção. e na casa do seu amigo, voce pode instalar r continuar a brincadeira de explorar, construir e criar.

      mas nao… isso é dificil demais de entender. entao critica logo, fala q nao presta, que nao é next gen, tra la la… é mais facil fazer isso.

      agora quem joga, adora… e nao ta se importando pros blocos.

  14. UzukiDvog
    16/02/2012

    Os RPGs ocidentais dominaram o mercado de vez, talvez porque os
    JRPGs cairam na mesmice e se tornaram muito saturados com
    o tempo, enquantos os RPGs ocidentais abriram novas oportunidades
    com explorações em “mundo aberto” influência óbvia que já vinha
    de jogos de outros gêneros, os JRPGs ganharam status de cults
    e clássicos e só são admirados por quem curte o gênero mesmo…

    Ano passado ainda tivemos Withe Knight Chronicles 2 exclusivo
    do PS3 e esse ano teremos o “Ni No Kuni” pra quem curte
    Dragon Quest acho uma boa, pois segue o mesmo estilo.

    Ainda tem os RPGs da série Megatem, pena eles terem sumido
    também, mas há rumores de um Persona 5…

    • Hélio
      16/02/2012

      Eu já vejo essa dominação dos WRPGs de outra forma.
      Ora, o q a maioria das pessoas hoje em dia quer num RPG?
      Resposta: Jogabilidade rápida, a la FPS, customização de personagens, escolhas morais, NPCs sensuais, muitas quests, um mundo aberto pra explorar, personagens badass e batalhas sangrentas. Isso tudo tem no RPG ocidental.
      Por outro lado, o JRPG vai exatamente na contramão dessas tendências.
      Ele oferece narrativas q exploram com profundidade os problemas humanos, longos diálogos cheios de emoção, batalhas q podem ser em turnos ou em tempo real, mas q privilegiam a estratégia e não o button mashing. O JRPG te dá, sim, liberdade, mas sem excessos, pq pra construir uma grande narrativa, é preciso ter um mínimo de linearidade pra evitar q o jogo fique mais preso em exploração do q na história em si.
      A experiência de jogar um JRPG é mais lenta, mas depois de algumas dezenas de horas, é impossível não estar completamente apegado aos personagens q vc controla, apaixonado por seus dilemas, maneirismos, enfim… No WRPG, pelo contrário, vc já começa no “oba-oba”, podendo partir pra pancadaria em poucos minutos. Mas não há laço emocional entre vc e o seu NPC. Óbvio q qdo eu falo isso, estou generalizando (ou seja, descontando as exceções como Mass Effect) e estou me referindo apenas aos grandes títulos, pois é lógico q tanto um JRPG qto um WRPG de má qualidade não oferecem essas qualidades q eu citei em toda a sua glória.
      O problema é q toda a qualidade dos grandes JRPGs do passado ficou presa no final do PS2. Desde q PS3 e 360 entraram no mercado, poucos são os RPGs do oriente q conservaram a qualidade dos antigos. E poucos são os lançamentos tbm, pq o público de hoje é muito graficista e superficial em geral.
      Pouca gente hoje em dia pegaria um JRPG pra jogar sem ter toda uma bagagem gamística de antes pra sustentá-lo.
      Conheço gente q ainda ama JRPGs como eu, mas realmente admito q o número de entusiastas tem diminuído muito.
      Acho q a cultura ocidental anda ficando muito presa no seu próprio estilo (e a oriental tbm), isso evita trocas de experiências positivas pra ambos os lados.
      Mas só sei q eu não vou entrar na modinha só pq a maioria adora, tenho capacidade de escolher o q é melhor pra mim sem precisar ser guiado por notas e babação de sites tendenciosos.
      Cenas como esta: http://www.youtube.com/watch?v=JcT1HHTGpIU são alo q fica pra sempre na mente de quem jogou, é difícil simplesmente voltar as costas pra algo tão bonito e bem feito.

      • lipe!
        16/02/2012

        Concordo em parte,e acho que é possível unir o melhor do ocidental com o melhor do oriental.
        Jogos da série Shin Megami Tensei estão aí pra isso.
        Gosto dessa série,eles misturam todo pieguismo nipônico e colocam junto sangue,tripas,demônios e personagens femininas sensuais e aí todos ficam felizes.
        :3
        As pessoas talvez se interessem por “rpg’s superficiais e grafistas” por simples “Hmmm,enjoei.Quero algo novo” e não acho que tenhamos no futuro o que houve nos anos 90,quem viveu aquilo viveu aquilo e quem não viveu perdeu.
        Talvez tenhamos tudo misturado em uma coisa só,também vale lembrar que crises econômicas afetam a preferência das pessoas…eu seleciono pouquíssimos games pra mim,nos dias de hoje…nem tenho muito tempo pra jogar,então apelo pro que for mais rápido e bem construído e agora tô muito viciado em jogos on-line.

        • Hélio
          16/02/2012

          Tbm acho q não teremos no futuro o q tivemos nos anos 90, a menos q a mentalidade geral da população mude muito (altamente improvável).
          Os JRPGs têm um padrão e precisam sim mudar certas coisas, mas a essência dos seus jogos é diferente de um jogo pro outro. Eu posso me incomodar pq o herói é amnésico e achar clichê, mas depois de muitas horas, eu percebo q ele é muito mais do q isso. É um personagem bem delineado e q muitos deixam de curtir pq só jogam o começo do game.

          • lipe!
            16/02/2012

            Isso é verdade,mas não acho válido,por exemplo,esperar que “a mentalidade da população mude”,sempre penso que o primeiro objetivo de um jogo é divertir…se o jogo começa enrolando muito,perde-se o interesse mais fácil que demais jogos(por isso que me foco agora em games on-line competitivos tipo DotA ou StarCraft,são jogos que agradam todo tipo de público,se vc só quer meter porrada…pode meter,se vc quer história,senta a bunda na cadeira e escuta e por aí vai…).
            Acho que os jogos focados em histórias e muita paciência serão p/ um público menor com o passar dos anos em detrimento do aumento de “jogadores casuais”…termos esse que abomino,porque é usado sempre de forma pejorativa pelo “povo hardcore”.
            Também sinto que pode ser feito algo profundo como os jogos de antigamente e ser muito prático ao mesmo tempo,por exemplo,em phantasy star tudo é muito rápido e muito gostoso de acompanhar,não existe nada de grandioso nas primeiras horas e isso faz com o que o jogador já fique acostumado com o sistema de batalha e demais detalhes,vai ficar relaxado e vai poder curtir a história com o tempo(e ela só fica interessante depois da morte da Alis em PH4 que é a morte mais triste em um rpg nipônico,pq vc pode voltar até a casa dela e ver os pertences dela,enfim,é um mundo livre pra explorar e não tem nada fixo a ser feito,embora não tenha sidequests).
            Tem um texto que acho ótimo falando sobre este momento aqui:
            http://blogdohammer.blogspot.com/2011/02/grandes-momentos-de-tristeza-nos-games.html
            =
            Pior que é bem verdade e engraçado a forma que ele descreve as mortes.
            xD
            Ah!e PS tem aquele clima de anime dos anos 90 e foi o primeiro jogo jrpg a ter personagem principal mulher e personagem gay(isso no PS2,se não estou enganado).E é isso meritíssimo.
            =T
            -qq
            Enfim,não dá pra julgar o público de hoje…é isso que quero dizer e que jogos antigos(alguns)podem servir que referência pro futuro…aponto a série PS como um desses jogos por não ter carga emocional logo de cara.

          • lipe!
            16/02/2012

            Ah!no link que coloquei existem SPOILERS!!!
            CUIDADO!!

          • Hélio
            16/02/2012

            Lipe, vc acabou me dando um super spoiler de Phantasy Star, pois nunca joguei.
            Bom, realmente não acho q a maneira de pensar de muitos jogadores hoje em dia pode mudar (pelo menos não com facilidade).
            Acho q essa tendência de enrolar muito é mais presente nos JRPGs antigos, pois estou jogando Star Ocean 3 e a história já está super agitada e bombando em apenas 4 horas de jogo. O problema maior é o preconceito de muito jogador atual com o estilo nipônico. Quero dizer, só pq os personagens usam roupas e acessórios mais “diferentes”, nego já chega matando, chamando de emo, enfim… Cada JRG tem uma história única e personagens muito bons, estou percebendo q no SO3 a maioria dos eventos do jogo eu não imaginei q pudessem ser assim como são. Quer dizer, as pessoas q não jogam JRPGs tendem a pensar q é tudo muito padronizado e previsível, mas isso é uma tremenda mentira, como eu já me surpreendi com rumos totalmente inesperados nos enredos dos RPGs nipônicos.
            Acho q uma boa história não é necessariamente algo lento e chato de acompanhar, pelo contrário. É algo q nos motiva a ir em frente pra saber as reviravoltas, além, é claro, de se divertir bastante nas batalhas.
            O q me deixa entediado é exatamente o oposto, ser solto num mapa sem muita explicação (ou com uma história boba e fajuta por trás) e s´´o ficar andando pra lá e pra cá, upando. Eu adoro batalhas, não me entenda mal, mas tbm adoro q tenha uma grande história por trás q me deixe feliz por estar participando de tudo aquilo.
            Pra quem não gosta de RPG de turno clássico, alguns belos games como Radiata Stories, Tales of the Abyss, FF12, VP2: Silmeria e o próprio Star Ocean 3 são belíssimas pedidas. No caso do VP2, ainda é legal pra quem curte RPGs bem difíceis tipo Demon’s Souls, pq VP é o cúmulo da dificuldade tbm.

          • lipe!
            16/02/2012

            Eu avisei que tinha spoiler.
            xD

          • lipe!
            17/02/2012

            Mas desculpa pelo spoiler.
            ç.ç
            Entendo teu ponto de vista,é comum essas criticas no mundo “otaku”,quer dizer…fanboys,né???
            Em todo caso,é dificil agradar a todos mesmo.
            =/

          • Hélio
            17/02/2012

            Não, cara, não no link, mas no texto mesmo, qdo vc diz q fulana morre no Phantasy Star 4. Ok, vou tentar esquecer q vc me contou. rsrs

          • lipe!
            17/02/2012

            Bah,nem me toquei.
            Foi mal.
            x.x

      • Hélio
        16/02/2012

        Só pra não perder o momento, eu queria complementar: eu vivo falando de emoção nos JRPGs mas quem não jogou realmente não entende nada do q eu estou falando.
        Esse vídeo q eu postei no comentário acima é a minha perfeita definição de pq RPGs orientais valem ouro e estão sendo injustamente colocados de lado atualmente.
        O vídeo é de FF7, sobre a história do Nanaki, vulgo Red XIII.
        Percebam a poesia do momento: o Red XIII odiava o pai dele, Seto, pq achava q durante a batalha pra defender a sua terra natal da tribo Gy, Seto tinha fugido pra se salvar e deixado os outros morrendo. Muitos anos depois, ele vai a uma gruta sob Cosmo Canyon e descobre a verdade: q Seto tinha se sacrificado indo àquela gruta para impedir um ataque surpresa da tribo. É então q Red XIII (q sempre tinha odiado seu pai) o perdoa e decide ir com Cloud e seus amigos pra impedir Sephiroth. Então, Seto, q tinha sido petrificado, chora mesmo assim. Ou seja, percebam a beleza de ver uma “estátua” chorando qdo o lógico seria estar morto.
        Coisas como essa são praticamente impensáveis de se fazer num jogo hoje em dia, pq todo mundo só quer personagem badass, não quer parar e ver uma bela cena cheia de pureza de sentimentos como essa. :/

  15. 16/02/2012

    Sasinhora, Carla… quer fazer nossos olhos caírem com esse videozão de ~2 horas? #brinks XD~
    Mas é óbvio que vou baixar e assistir assim que liberarem a TV da sala \o/

    Vou me reservar no direito de não comentar nada ainda (pra sorte dos SEUS olhos e paciência xDD), mas espera só até eu terminar de assistir… (6)

    • Carla Rodrigues
      16/02/2012

      você vai adorar

      • 20/02/2012

        Carla, pra sua sorte não tenho muito o que comentar (livrou-se de um giga comentário, sortuda! xD).

        Eu chorei de rir dos comentários que fazem dos jogos. Pura verdade que muito fã cego não tem coragem de admitir, verdade seja dita XD
        É claro que, quando criticam um jogo/série do(a) qual você gosta, a primeira reação é de não aceitar e tal. Mas vale a pena relevar e ver se o comentário não tem razão. Enfim, me desviei um pouco, foi mal :P

        Teve uma parte, aos 25:56, na qual eu quase tive um ataque de euforia XDDDD~
        Toca uma musiquinha e começa a zoação retards a la 4chan. A música de fundo é Help Me Dr. Dick (tomara que o WordPress não bloqueie, é o nome da música, mesmo xD), da banda de Eurodance que eu mais AMO no mundo, E-Rotic ♥_♥

        A animação do Sonic… VIXE! Povo mais dorgas que fez isso, pelamor XD
        No mais, não posso concordar ou discordar das premiações porque a maior parte dos jogos eu nunca joguei. Valeu pela diversão durante duas horas (e pela vozinha da anunciante, bem a la Anime, hahaha).

  16. Hélio
    16/02/2012

    Pra todo aquele q deseja descobrir como os JRPGs são incríveis, eu recomendo alguns títulos como Grandia, Suikoden 2, FF7, 8 e 9, Chrono Cross, The Legend of Dragoon, entre outros. Acho q esses, junto dos RPGs de SNES, são os melhores pra se começar.

    • Juliano
      19/02/2012

      Grandia=não joguei, Suikoden 2=me recomendaram e deve ser bom até esses dias testei um de NDS que começou muito bem tbm, devo jogar algum dia(até porque ao meu ver não é jrpg babado que todos conhecem, mas quem jogou gostou), FF7=joguei uma vez, achei chato e nem tive vontade de jogá-lo pela segunda vez, FF8=muito melhor que o 7, acabei duas vezes e as vezes penso em jogar de novo, FF9=parei no disco 2, não tava nem tão ruim nem tão bom assim, desisti por falta de vontade de ver o que se desenvolvia naquela história, Chrono Cross=o mesmo que no FF9, nem ótimo nem péssimo, apenas o ritmo dele que achei lento pra pegar, cheguei empolgado achando ver um “chrono trigger 2” por assim dizer, mas empolga muito menos, tanto que peguei o trigger de DS esses tempos e numa brincadeira fiquei jogando 3 horas sem parar de tão boa a história e empolgante é esse jogo e tudo que ele oferece(um jogo atemporal), The Legend of Dragoon=não conheço e nem imagina o que seja daí nem adianta falar nada,

      tenho bastante carga de jrpgs nas costas

      • Hélio
        20/02/2012

        Pois é, cara, vc acabou confirmando a minha teoria. A maioria q critica não jogou. Vc não terminou FF9 e Chrono Cross, dois dos melhores RPGs do oriente. Pra mim, CC superou CT, mas isso é questão de opinião pessoal.
        Eu estou citando jogos q, em sua maioria, eu terminei não só uma, mas várias vezes. CC eu terminei 4 vezes, FF7, 8 eu terminei 4 vezes tbm, e FF9 foram 3 jogadas.
        São jogos q trazem enorme qualidade de enredo, mas precisa terminar e analisar com calma, nem tudo dá pra ser entendido logo de cara.

  17. Grahav
    17/02/2012

    Fiquei interessado no Monster Girl Quest :3

    Mas sério, bem legal o vídeo meninas. Valeu por terem postado ele.

  18. CPR
    17/02/2012

    Vídeo interessante, apesar de ter um humor um tanto retardado. Tenho q dar os créditos pro carinha q fez um vídeo desse tão longo mas sem ficar cansativo. Aliás, achei interessante esse dark souls. Talvez jogue ele algum dia.

  19. Danilo Cho
    17/02/2012

    Queridas GoWs apesar de ja ter enviado via e-mail senti a necessidade de falar de novo caso vcs não tenham visto.
    Ja viram isso?
    http://www.nintendoblast.com.br/2012/02/projeto-de-lei-que-ameaca-o-comercio-de.html
    Vcs naum sabem a raiva que passei ao ler isto…
    A vontade que senti de fazer pedaçinhos dessa cara foi imensa
    Bem acho que vou precisar um pequeeno apoio de vcs nem que seja uma matéria rapida só para o pessoal se manifestar.
    Obs:Vivi se quiser ser a comandande dessa guerra acho que seu jeito
    de ser iria dar uma otima guerreira para esta batalha XD.
    Obrigado pela atenção

  20. Eduardo (dudu)
    19/02/2012

    Existe Jrpg bons nos consoles Atuais? Existem vários, mas problema todo mundo espera franquia Tales of, Final …, todo mundo espera algo sempre das mesmas franquias, vamos muda um pouco essas cabeças olha outro jogos de empresas não tão conhecidas quem sabe vocês se surpreendam com a qualidade. Às vezes os melhores jogos passam batidos, pois não tem um estúdio de peso por trás tipo Squarenix ou Nanco. Muitos Nomes Bons Saíram da Square Enix e de outras empresas estão ai lutando por seu lugar ao sol. Por que não dão certo e por que ninguém gosta de jogos sem um mega marketing: na qual revistas são compradas, sites idem etc.., imagina se você não vai um dindin para falarem bem do jogo que custou milhões.
    Por isso existe esses tipos de prêmios Gaem Awards para mostra um lado mais verdadeiro sem influências dos milhões do marketing, mas mesmo assim são influênciado se for vê por tabela.

    Mudando de Assunto: Em relação a Lei relaxa não têm pé nem cabeça, não vai passa, o cara que fez isso se deu um tiro no pé. Por que a geração dos Video games cresceu agora ocupa cargos importantes, não vão deixar isso passa. Mesmo se passa é derrubada depois, ichi no Judiciário está cheio de gente que joga, já puxei Papo com Procurado da República e Juiz Federal sobre video game. Fora os muitos advogados que jogam. Isso não vai vinga.

    • Hélio
      19/02/2012

      Vc quer dizer pra olhar os indies? Ou jogos profissionais de empresas menos conhecidas?
      Eu já procurei por aí várias listas de JRPGs pra geração atual, mas a verdade é q tem poucos no PS3. Atualmente, estou tendo q jogar JRPGs só no PS2, PSP e emuladores mesmo. Não há muitas opções de qualidade no PS3. No 360 tem alguns q eu acho legais, mas eu precisaria comprar o console, aí não sei se posso fazer tal investimento agora.

  21. Eduardo (dudu)
    25/02/2012

    Ops Helio. Os do Nitendo Wii estão bombando ainda, mas Helio já deu uma olhada na série Atelier para Ps2 e Ps3?? Empresa desconhecida, gráficos bem coloridos estilo Bastion, enredo divino. Enchanted Arms da Ubisoft empresa não muito desconhecida. Nier da Cavia? Helio existe vários jogos, só que as vezes deixamos passa em Branco devido a lançamentos de Serie de renome. Eu mesmo deixo alguns rpg de lado, mas pq tenho que estuda dai acaba com meu tempo.

    • Hélio
      25/02/2012

      Sim, amigo, sempre q posso, jogo RPGs no PS2. Nier eu ouvi falar muito bem. Enchanted Arms, pelo contrário, vivem detonando o jogo com críticas.
      Atelier eu tenho o 3, falta começar. Obrigado pelas dicas. :)

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.