Just Dance 2 no Brasil – Entrevista com Bertrand Chaverot

Tags: Bertrand Chaverot, Just Dance 2, Just Dance 2 Brasil, Ubisoft, Ubisoft Brasil, Ubisoft entrevista

Por Vivi Werneck

Hoje resolvi trazer, para os leitores do Girls of War, uma entrevista bem legal que fiz com o diretor da Ubisoft no Brasil, que dentre assuntos como mercado nacional de jogos e a possibilidade da Ubisoft se firmar como Publisher no Brasil, também falou sobre o lançamento nacional do game Just Dance 2, exclusivo para Wii (para depois não dizerem que o blog “discrimina” o console da Nintendo, rs.)

A matéria ficou “só um pouquinho” grandinha, mas é que com um entrevistado ilustre como esse, eu não poderia perguntar qualquer coisa. Além do mais, esse material ainda pode servir como base, para quem quer investir na carreira de games, para se ter uma ideia de game design, aprender com o feedback dos jogadores e estratégia de mercado.

Podem ir lendo em doses homeopáticas que eu deixo, rs.

Após o sucesso estrondoso que as franquias de jogos musicais Guitar Hero e Rock Band conseguiram, pode-se dizer que uma nova vertente de mercado para os jogos musicais está em ascensão. Só que, dessa vez, as guitarras, microfones e baterias são postas de lado e entra em cena o Wiimote. Sim, este é o único “instrumento” necessário para jogar, ou melhor, dançar com as coreografias de Just Dance 2.

O jogo, exclusivo para Nintendo Wii, foi desenvolvido com um investimento total cinco vezes maior que o primeiro e promete seguir o sucesso de seu predecessor, que vendeu quatro milhões de cópias desde que foi lançado, em dezembro de 2009. Just Dance 2 foi lançado no Brasil no dia 22 de outubro com o preço sugerido de R$ 149.

Bertrand Chaverot

Bertrand Chaverot

Segundo Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft Brasil, o grande sucesso de Just Dance foi uma surpresa para a empresa já que “estávamos trabalhando com uma marca nova, uma tecnologia nova e o jogo saiu tarde também. A previsão do Just Dance era de vender um milhão de cópias no mundo e o jogo já chegou a quatro milhões e nós achamos que ainda poderá chegar a marca de 5 milhões de cópias vendidas. Então, o sucesso do game foi bem além das nossas expectativas. Encontramos um novo mercado, da mesma forma que o Guitar Hero e o Rock Band. Acreditamos que o Just Dance, que é mais ou menos um karaokê de dança, criou um novo gênero na categoria de jogo de música”, explica Bertrand.

A Ubisoft promete novidades para o Just Dance 2 e boa parte dos aperfeiçoamentos técnicos e da jogabilidade presentes neste título devem-se aos jogadores. De acordo com Bertrand, a empresa procura sempre ouvir o que o público tem a dizer sobre seus games e com o Just Dance não foi diferente. As principais reivindicações eram por mais músicas, além de novos modos de jogo.

“Tivemos muitos feedbacks dos jogadores. Ainda mais porque eles têm uma relação muito especial com este game, que é algo que se joga com a família, com os amigos e em festas. Isso gerou muitos comentários e as pessoas queriam mais canções, então agora temos 45. Os jogadores também pediram mais precisão nos movimentos e novos modos de jogo e nós atendemos”, garante o executivo da Ubisoft Brasil.

As coreografias também estão mais próximas do real nesta sequência. Além de coreógrafos contratados especialmente para a produção das danças do jogo, a Ubisoft realizou um concurso na Inglaterra, França e Estados Unidos para escolher coreografias feitas pelos próprios jogadores. Com isso, dentro do jogo há coreografias feitas por um jogador que ganhou o concurso em seu respectivo país.

Mesmo com todas as inovações de Just Dance 2, a Ubisoft tem consciência de que não está só neste mercado de jogos de dança e que compete, diretamente, com o game Dance Dance Revolution, da Konami, criado há 12 anos e com um sucesso razoável ao redor do mundo. Qual seria então o diferencial do jogo da Ubisoft para “brigar” pela atenção dos jogadores?

Para Bertrand, “o diferencial é a interface simples utilizando apenas o Wiimote, ou seja, você não precisa de tapete para jogar e ainda tem um karaokê de dança que funciona para todos, seja para pessoas mais idosas, que venham a jogar somente com as mãos, ou para quem vai dançar com todo o corpo. Acho que esse é o grande diferencial, você não precisa comprar nenhum acessório a mais”, explica Chaverot. “A interface do primeiro Just Dance permitia até quatro jogadores simultâneos. Agora, você poderá jogar com até oito pessoas, cada uma com um Wiimote”.

Os jogadores ainda terão um bônus a mais, segundo a Ubisoft. O game virá com uma oferta gratuita para o download do novo single “Firework”, da cantora Katy Perry.

Franquia Just Dance em novos títulos

A Ubisoft afirma que está analisando várias possibilidades de expandir a franquia Just Dance para outros títulos e um deles é uma versão voltada, exclusivamente, para o público infantil: o Just Dance Kids, que será lançado em novembro deste ano, também para Wii. No repertório estarão canções de artistas que fazem sucesso com crianças e adolescentes, além de músicas de seriados e programas de televisão.

Outra vertente possível de ser explorada, dentro do segmento musical de jogos, são as edições especiais, como acontecem com Guitar Hero e Rock Band – que já publicaram versões de seus jogos apenas com músicas de um artista específico ou um grupo musical. O Guitar Hero Aerosmith e The Beatles Rock Band são exemplos dessas versões exclusivas lançadas para aumentar a “vida útil” das respectivas franquias.

Em relação à utilização da mesma estratégia pela Ubisoft com o Just Dance, Bertrand afirma que esta é uma visão de mercado que não pode ser ignorada. “As gravadoras de música têm muito interesse nesse tipo de produto. Já estamos discutindo com alguns artistas bem famosos sobre o assunto, mas ainda não podemos revelar quem são eles. Só a título de curiosidade, já conversamos com uma artista muito famosa na América Latina que se mostrou bastante interessada na ideia”.

Novos modos de jogo e mais desafios

Juntamente com o modo clássico de jogo, Just Dance 2 apresenta novos modos single player e multiplayer, que oferecem formas inéditas de entretenimento solo ou em grupo.

O novo modo cooperativo Duet mode permitirá que o jogador escolha um parceiro de dança e realize coreografias desenvolvidas, especialmente, para duas pessoas. Já no Dance Battle mode, até oito jogadores poderão formar dois times, de quatro pessoas, para competir entre si em grupos de canções pré-selecionadas, um após o outro. E, finalmente, no Just Sweat Solo mode o jogador poderá queimar calorias enquanto aprende novos passos de dança. O módulo inclui o sistema “Sweat-O-Meter”, que funciona como um medidor de calorias perdidas e ajuda os jogadores a acompanhar o seu progresso.

“Além dos novos modos single player e multiplayer, em Just Dance 2 você poderá gravar a sua dança, customizar o seu vídeo e compartilhá-lo online, no modo share. No multiplayer, você também poderá gravar seus vídeos e compartilhar com os amigos. Hoje em dia, os jogadores estão procurando muito esses recursos sociais para mostrar o que eles são capazes de fazer a outras pessoas. Isso para nós foi o mais importante em termos de investimento”, garante Bertrand.

Produtos da Ubisoft adaptados para o Brasil

Com o lançamento nacional de Just Dance 2 é natural começar a pensar na Ubisoft como uma publicadora no Brasil, independente da já confirmada informação de corte de pessoal nos estúdios da empresa francesa no país. Em relação a este tema, Bertrand Chaverot é cauteloso ao comentar que “estes são planos para 2011 e ainda não posso falar sobre o assunto”.

Mesmo sem dar detalhes, o executivo não negou o grande interesse da Ubisoft no país. “Acreditamos muito no Brasil e pretendemos investir cada vez mais por aqui. Sabemos que temos um mercado em crescimento e estamos fazendo um grande esforço para lançar preços mais acessíveis dentro de nossas possibilidades”, conta.

Bertrand também afirma que uma das intenções da Ubisoft é dar um aspecto mais brasileiro aos produtos lançados por aqui. “No momento, o que posso dizer é que nosso objetivo é ter produtos adaptados para o Brasil. No futuro, também pensamos em ter canções brasileiras no Just Dance 2. Mas tudo isso depende do crescimento do mercado e da redução dos impostos. Mesmo assim, estamos super positivos já que o país está crescendo. Vamos ver como ficam as vendas para este Natal e se o mercado responder bem é claro que vamos investir mais no publishing no Brasil”, conclui.

Veja a setlist das músicas que estarão presentes em Just Dance 2:

1. Avril Lavigne – “Girlfriend”
2. Bangles – “Walk Like An Egyptian”
3. Beastie Boys – “Body Movin’ (Fatboy Slim Remix)”
4. Benny Benassi presents “The Biz” – “Satisfaction”
5. Blondie – “Call Me”
6. Bollywood – “Katti Kalandal”
7. Boney M. – “Rasputin”
8. Mugsy Baloney – “Charleston”
9. Cher – “The Shoop Shoop Song (It’s In His Kiss)”
10. Digitalism – “Idealistic”
11. Donna Summer – “Hot Stuff”
12. Elvis Presley – “Viva Las Vegas”
13. Fatboy Slim – “Rockafeller Skank”
14. Franz Ferdinand – “Take Me Out”
15. Harry Belafonte – “Jump In The Line”
16. Ike & Tina Turner – “Proud Mary”
17. James Brown – “I Got You (I Feel Good)”
18. Jamiroquai – “Cosmic Girl”
19. Junior Senior – “Move Your Feet”
20. Justice – “D.A.N.C.E.”
21. Ke$ha – “TiK ToK”
22. Mardi Gras – “Iko Iko”
23. Marine Band – “Sway (Quien Sera)”
24. MIKA – “Big Girl (You Are Beautiful)”
25. Outkast – “Hey Ya!”
26. Quincy Jones & His Orchestra – “Soul Bossa Nova”
27. Baby Girl – “Reggaeton”
28. Rihanna – “S.O.S.”
29. Snap! – “The Power”
30. Dagomba – ”Sorcerer”
31. Studio Allstars – “Jump”
32. Studio Musicians – “Crazy In Love”
33. Studio Musicians – “Jungle Boogie”
34. Supergrass – “Alright”
35. The Frighteners – “Monster Mash”
36. The Hit Crew – “Holiday”
37. The Hit Crew – “Toxic”
38. The Jackson 5 – “I Want You Back”
39. The Pussycat Dolls – “When I Grow Up”
40. The Rolling Stones – “Sympathy For The Devil (Fatboy Slim Remix)”
41. The Ting Tings – “That’s Not My Name”
42. The Weather Girls – “It’s Raining Men”
43. Vampire Weekend – “A-Punk”
44. Wham! – “Wake Me Up Before You Go Go”
45. Katy Perry – “Firework”

Vivi Werneck
Share on Tumblr
Feed do Post
8 Comentários em "Just Dance 2 no Brasil – Entrevista com Bertrand Chaverot"
  1. georges
    24/10/2010

    OTIMA ENTREVISTA!!!!
    Apesar de eu ter jogado pouco, o primeiro just dance e bem legal.
    Esse parece q sera melhor ainda.
    Pelo menos a maioria das musicas sao muito boas.

  2. Diego Gomes
    25/10/2010

    Valeu Vivi, ótima entrevista. Embora esse seja um jogo que provalvelmente não vou jogar(não curto muito essas músicas), achei bem legal o fato de a Ubsoft planejar almentar o mercado no brasil e até tentar da toques brasileiros a esses jogos.

    • 25/10/2010

      Isso é verdade. Sinceramente, uma opinião pessoal agora, acho que se as grandes desenvolvedoras de games resolverem mesmo ter alguns escritórios no Brasil, a princípio, seria mais viável vir como publishers mesmo. Aí teriam tempo para avaliar a situação do mercado interno e analisar a viabilidade, ou não, de abrir estúdios de desenvolvimento no país.

      Acho também que, como uma forma de agilizar este processo, essas mesmas empresas poderiam ministrar cursos e workshops para desenvolvedores brasileiros afim de preparar esse pessoal para possíveis projetos maiores dentro dessas desenvolvedoras.

      Eles (as grandes densenvolvedoras) querem investir no Brasil, mas ainda não dispomos de mão de obra especializada o suficiente para atender as necessidades e o padrão de qualidade deles.

  3. Hélio
    25/10/2010

    Podiam incluir a música “Bota o dedinho pro alto”, do MC Miltinho, na trilha sonora desse game. Ops… Ah não, eskeci q isso dá processo kkkk

  4. rafaelx1bm2
    25/10/2010

    Vivi: agora estou com medo, vc sempre gostou de jogos com sangue e agora ta postando sobre jogos fofos e sem nda disso -.-

    P.S:Vivi: vc já sabe que já lanço o Fallout: New Vegas né ? :D

    • 25/10/2010

      A questão não é bem essa rafa. As vezes, é necessário deixar um pouco os gostos pessoais de lado para aproveitar as oportunidades do momento. Neste caso, surgiu a excelente oportunidade de entrevistar o Bertrand e não iria perder isso pelo fato de ser uma gamer mais hardcore. Meu lado jornalístico falou mais alto dessa vez! ^^

      PS: sim, já estou sabendo e já encomendei! *¬*

      • Renan Rodrigues
        25/10/2010

        E ainda bem que você aproveitou a oportunidade, pois a matéria ficou ótima!
        Parabéns!

        Só não deixe que ela acabe de influenciando no seu gosto gamer. Tipo, não inventa de testar o Just Dance 2, pq vai que vc gosta…

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.