O machismo de alguns gamers

Tags: ds, game boy advance sp, gamer girls, gba sp, loja, Nintendo DS, preconceito

Por Clarice dos Santos

burra

Este não é um post feminista, com a intenção de fazer com que as garotas queimem seus sutiãs, e sim para contra um caso que ocorreu hoje enquanto eu passeava com a minha mãe.

Há alguns dias, no e-mail do GoW, recebemos uma mensagem super bacana de um novo leitor que admitiu ter olhado o blog pela primeira vez com um certo preconceito, mas percebeu que o GoW não é brincadeira e nem uma farsa. Ganhamos o dia ao ler essa mensagem.

game-boy-advance-spVoltando ao dia de hoje: estava eu andando com a minha mãe no Shopping da cidade após o almoço e passamos em frente à loja de games. Ela ficou babando no Game Boy Advance SP da vitrine e, morrendo de vergonha, pediu para que eu perguntasse o preço do console.

O “causo” já começa no momento que fui fazer isso: cadê o vendedor? A loja estava aparentemente vazia e eis que surge o cidadão – um chaminé ambulante, jogando o toco do “pirulito de câncer” no lixo – por trás da gente com o clássico “Pois não?”. Perguntei do console e ele, com um certo ar de “desprezo” e “superioridade” – deve ter pensado: ” Quem quer um GBA se tem DS na loja? Mina lerda!” – disse o preço do console, um preço meio salgadinho por sinal.nintendo-ds-lite-black

Como todo “bom” vendedor, me ofereceu o Nintendo DS, com R4 junto, por um preço pior ainda, óbvio. A intenção desse post não é reclamar dos preços dos aparelhos, e sim do atendimento do cidadão para com a minha pessoa (meu deus, que culto isso*rs*). Vocês precisavam ter visto a arrogância. Mesmo eu demonstrando que gosto do assunto e que entendo um pouquinho, ele fez questão de me fazer de mentirosa. Como? Assim:

Vendedor: Se for pra comprar um desses, é bom investir mais em tecnologia…

Eu: O DS no caso, né?

V: *cara de bosta. Será porque não é só ele que sabe disso?* Isso! O DS, bem ou mal, dá para rodar a rom nele, já que o jogo original é x e o jogo original de GBA é y. Aliás, GBA só roda original…

E: *minha intenção era dar um GBA pra minha mãe* Mas e o Flash Card do GBA? Não faz isso também?

V: *carinha de limão azedo, pior que antes* Mas NÃO TEM ISSO NO GBA. O DS aqui na loja tá X, junto com o R4 e… *faz pose* … 30 jogos INSTALADOS nele, num SD de 2GB.

E: *virando pra minha mãe* Verdade, tem 30 jogos no R4 do Vanderlei (namoradão).

V: *se achando, querendo me fazer de errada DE NOVO* Mas, na verdade, cabe mais que 30. (ENTÃO PORQUE SÓ COLOCA 30, CACILDA????)

Então nessa hora até a minha mãe começou a perder a paciência e nos despedimos, educadamente. Tudo bem, ele fez o trabalho dele de vendedor, quis oferecer o peixe mais caro, e ainda dava a entender que eu estava errada.

Se não existe Flash Card de  GBA, O QUE É ISSO:

Se isso não é um Flash Card é o que?

Já que sou tão burra assim, porque sei disso e ele não?

Desculpem a minha revolta, mas creio que todos os gamers, os que são apaixonados pelo assunto como todos nós – autoras do blog e vocês, leitores(as) – somos todos iguais, independente de cor, raça, religião, sexo, idade e nacionalidade. Essa diferença que muito têm com AS gamers é totalmente revoltante, porque mesmo que estudos comprovem que “possuímos menos neurônios que os homens” e que alguns pais ensinem seus “garotões” que mulher só presta pra cuidar da casa e dos filhos, nós podemos SIM gostar e entender de games como qualquer outro marmanjo que foi rato de Fliperama na infância.

Para minha sorte, tive uma grande influência nessa área: desde pequena acompanhei a evolução do videogame graças ao meu irmão, que fez questão de me mostrar tudo sobre isso com a missão de não deixar eu me tornar uma Patty nojenta. Good job, bro! Agradeço!

Aos preconceituosos de plantão: vocês têm todo o direito de pensarem o que quiserem, mas nos dêem uma chance. Se não tiver jeito, o mínimo que pedimos é um pouco de respeito.

Ninguém é melhor que ninguém.

Clarice dos Santos
Share on Tumblr
Feed do Post
56 Comentários em "O machismo de alguns gamers"
  1. 27/03/2009

    É uma merda mesmo esse preconceito de alguns piás em relação às gurias que gostam/entendem de videogame… Sempre querem bancar os superiores que sabem tudo, pff..

    Mas gostei bastante do post. Muito digno!

  2. Wellington
    27/03/2009

    O negócio é que muitas lojas não tem vendedores competentes mesmo!!

    Cito o que meu amigo Vagner contou ontem, ele comprou um jogo de 360 (não lembro o nome) aí pediu para o vendedor testar…

    O cara disse se ele podia esperar passa 2 partidas do jogo de basquete que estava jogando… AFFFFFFFF

  3. 27/03/2009

    Osso… altas vezes vou no mercado querer comprar algo e vêem me oferecendo algo alegando ser melhor, última vez fiquei por volta de 25min explicando a todos os vendedores a diferença de tecnologia dos monitores, coloração e etc, dizendo que aparência e preço não é tudo, e pra aceitarem a opinião do cliente, pesquisarem e depois, se o virem novamente, explicar que ele pode ter se equivocado ou ter se expressado mal… *num tem aquele ditado que não deve se responder gente mais velha? devia ser pra clientes tbm… =x*
    Sobre preconceito, Agora não tiro mais a barba que é para perder a aparência de 10, 12anos xD Ou quando sempre ia num bar, e qdo ia sem barba pediam identidade…
    Fora que tenho notado que vendedores tendem a achar que porque lêem o manual, vêem a caixa, entendem mais dele do que nós… não é só mulheres, mas quando é uma “clienta” o peso fica maior, isso é.
    Mas um dia isso muda… ou não. =x
    Abraços, e continue se expressando, e quando sua mãe não tiver com pressa/impaciente, “perca tempo” explicando/retrucando mesmo que um dia cai a ficha dele.

  4. 27/03/2009

    @Ícaro: na verdade o que a fez perder a paciência foi a arrogância do cara pra cima da gente, nem tanto a demora, tadinha…rs..
    Foi uma graça vê-la,com vergonha, e pedindo pra ver o preço do videogame.
    *.*

  5. 27/03/2009

    @Rebeca: pois é…e ainda bem que é raro eu ir nessa porcaria de loja, pq a que eu frequento é muito boa, tanto que até trampei lá por alguns meses xD
    Pena que por conflitos de horário saí de lá T_T
    Mas não troco a Mr. Games por nada nesse mundo *.* O caso de hoje foi uma “fatalidade”…rs…
    Como mamãe ficou babando no GBA, fui perguntar por curiosidade…pior coisa que fiz,só passei nervoso.
    Não é à toa que a loja fica vazia!!

  6. 27/03/2009

    heauehaeuaehuaehaeuaehaeuaehaeuaehaeueha, ora clá, o cara deve ter te confundido com uma patty XD.
    Eu mesmo já tive que aguentar cada cara metido a sabidão, mas aí já foi quando estava atrás de comprar uma placa de vídeo. Muita gente fica de olho na “memória” dela, mas o que importa MESMO numa placa de vídeo sãos os bits dela. Me lembro do cara me empurrando uma GeForce FX 5200, dizendo q era “top de linha” pq tinha 256 mb…

  7. 27/03/2009

    ah sim, onde eu compro só trabalha mulher, e elas jogam XD
    apesar de ter uma caixista no meio delas :P
    e elas são MUITO bem informadas, mais do que muita gente até.

  8. 27/03/2009

    Uahahahah se fosse a Vivi falando com esse cara, certamente teriamos uma notícia urgente no jornal da noite.

    Clarice, uma coisa é certa: o mundo é dos espertos, então quando encontrar GENTE babaca que nem esses fulanos ai, SEJA ESPERTA.

    Um vendedor uma vez tentou me enrolar, mas acabou se enrolando tanto se ferrou uahahahahah. Coitado, achou que entendia do que vendia.

  9. 27/03/2009

    Isso aí clá, nada de Patty nojenta hahahahaha!!

    Games forever!

    E minos, chega de preconceito né!?

    Viva a new generation!

  10. 27/03/2009

    @Bebs, deve ser, o chato é q aparece muito pivete e pseudo-intelectual de games, destrinchando os jogos de uma forma q eles chegam a perder a graça .-.
    pessoal tah se esquecendo q a principal função de um jogo é entreter, mas não, fica pagando de “sabidão”, enfim… XD

  11. Heishiro Mitsurugi
    27/03/2009

    Clarice fique tranquila, pois não existe um trabalho que um homem faça que uma mulher não possa fazer, as mulheres em geral são muito competentes e responsáveis, não deixe que um “projeto” de vendedor como esse te desanime.

    Acredito que este vendedor queria te empurrar o DS por causa da comissão, pois o valor deve ser mais alto. Mas isso não justifica o mal atendimento do cara, nem o incentivo a pirataria (que é vergonhoso para um vendedor), também não justifica a arrogância e muito menos o machismo.

    Como eu já disse anteriormente, adoro todas as mulheres que participam do girls of war, vocês são bastante competentes, entendem muito bem do assunto, tanto que conseguem fazer os artigos serem divertidos e informativos ao mesmo tempo.

    Só para dar um exemplo que existem mulheres que jogam muito bem. Minha especialidade nos jogos são os de luta, principalmente o Street Fighter, que é o que eu jogo melhor. Na época que eu era o viciado do bairro(tinha até o apelido de Tchétchugue), tinha uma menina que sempre me dava uma surra, e pasmem com o “Balrog (boxeador)”. Eu achava isso fantástico, porque era raro ver mulheres jogando street fighter no bairro, ainda mais em fliperama.

    Fiquem tranquilas girls of war, esse cara provavelmente é um estúpido que tem uma viseira de cavalo e um cérebro de ervilha, que não sabe valorizar as maravilhosas mulheres.

  12. Vivi Werneck
    27/03/2009

    Clá relaxa q se vc for se estressar por todo idiota no mundo q acha q sabe d games, para tirar onda com a nossa cara, é melhor vc já andar armada com um lança-chamas (te empresto o meu!). É bem provável q o marido dele deve ter dormido d calça naquela noite. gente arrogante, infelizmente, sempre existirá. o negócio é vc estar SEMPRE segura de si e mandar o cara pastar! bjosss menina! Sou sua fã e vc sabe disso!!!!

  13. 27/03/2009

    Olá meninas, o blog continua perfeito!! Parabéns…
    Quanqto ao post, aff…:
    1. pode ter sido até machismo no atendimento neste caso, mas mal atendimento existe em todos os lugares para qqr cor, raça, religião, sexo, idade e nacionalidade, é de emputecer qqr um realmente.
    2. no meu caso eu aplicaria algo como racismo, pois sou descendente de japa e, portanto, deveria ser um cranio nerd genio da informatica… e geralmente me olham torto pois eu nao manjo nada de configurações de cpus… enfim.
    3. bom trabalho ao seu brother… deusolivre ser uma Patty nojenta, rsrsrsrs.
    4. ontem mesmo comprei o Naruto do ps3 especialmente para minha esposa poder jogar, pq ela odeia dar tiros na galera. Ou seja, ontem mesmo ficamos jogando juntinhos até meia noite, e disso eu nao abro mão. Mulheres devem jogar sim, e melhor, como minha esposa, me dar um pau no versus mode, rsrsrsrs (orgulho).

  14. Krycov
    27/03/2009

    O problema na minha opinião não é só o fator preconceito, o problema também é a mão de obra mal qualificada, as vezes o empregador contrata o cara é não dá um meio minimo de o cara se informar… sem falar também a falta de visão empresarial do dono que não se presa a ter um atendimento de qualidade. Aqui na empresa que tragbalho.. o “IMPÉRIO DO MAL” CTIS Informática (se vc ainda não ouviu falar… um dia vai) tem um seguimento comercial que o que eles mais pregam e cobram é o atendimento diferenciado… tanto q é o primeiro mandamento da empresa, mas para isso ocorrer a empresa investe em palestras motivacionais para os funcionários (lavagem cerebral) e treinamentos técnicos e Workshop dos produtos comercializados. Essa pessoa ai no caso, coitado, deve ter condições minimas de trabalho (vendas no caso), completamente explorado e pra fechar com chave de ouro: mal remunerado juntando tudo isso com o tipo de pessoa de mente limitada q ele deve ser… dá nisso. Mas, se ta lá é pq gosta, e é muito facil se acomodar e ficar reclamando… ou descontando nos clientes… esse tipo de pessoa não é digno de atenção…

    O de does é qnd agente encontra mulheres q são preconceituosas com mulheres… a minha esposa era um pouco assim, hj já consigo faze-la jgr comigo alguns coisas… com um pouco mais de tempo ela me chamara de “Master” rsrs

  15. Heishiro Mitsurugi
    27/03/2009

    @Rebeca

    Realmente sacanagem dos caras, mas gostei da sua atitude, foi bastante adequada a situação, você agiu a altura e sem descer o palavrão.

    Verdade, as mulheres comemoram com maior satisfação que os homens, eu acho isso bonito, pois deixa bem claro o quão é a gratificação para vocês.

  16. Rogério
    27/03/2009

    Primeiro gostaria de parabenizar o grupo, acompanho a pouco tempo o Blog de vocês, e posso dizer que é um dos blogs de games mais competentes, na minha humilde opinião. Parabéns pelo esforço, dedicação, competência e claro o carinho que vocês tem pelo blog e pela comunidade gamer, sei que não é fácil mas desempenham o seu papel com louvor.

    Eu entendo um pouco desse “sofrimento” de vocês, porque eu sou administrador de um servidor de CS e uma comunidade de CS a muito tempo, e realmente o que eu tenho que banir de jogadores por problemas que vão desde xingamentos ou preconceitos só pelo fato de ser uma jogadora do outro lado é impressionante. Acontecem comentários do tipo: “vai comprar roupas, vai brincar de barbie” e claro bizarrices do tipo de “ofensas graves” e “palavras de baixo nivel”. E quando tem alguma menina jogando melhor que eles então? Logo vem o comentário… “é cheat”

    Eu fico abismado que ainda existe esse tipo de preconceito e acho lamentável que um sujeito pense dessa forma, mas como disse a Vivi Werneck idiotas tem de monte no mundo…heheheh :)

    O que posso dizer é tentar ignorar esses fatos e continuar o caminho de vocês, ele é muito bonito e livre de preconceitos, vocês são um exemplo para a comunidade gamer e também para a sociedade. Não desistam! Games Forever!!! :D

    Agora comentário a parte aqui, o que tem de de vendedor ruim atendendo em lojas de games, é uma coisa fora de sério, tem cara que não entende absolutamente nada, mal humorado, despreparado, putz, se já não nos bastassem os preços abusivos que cobram nos games neste país ainda temos que aturar “sabichões mal-humorados”.

    Realmente GAMERS no Brasil SOFREM!!! hahahaha!

    Abraços a todos!

  17. Luiz
    27/03/2009

    eu até prefiro as mulheres q tem gosto por jogos!
    obs: parabens pelo blog, acesso ele todos os dias!!

  18. Silézio
    27/03/2009

    Acho q isso nem é só uma questão de preconceito do vendedor… creio q seja incompetência mesmo, não dizendo que o sujeito é um inútil, mas já trabalhei com RH e uma coisa q eu não entendo é pq vendedores são recrutados de forma tão superficial… digo… se alguém vai trabalhar com venda de celulares, o mínimo que o sujeito tem q fazer é procurar se interear do assunto, isso acontece muito comigo com atendentes de locadora de vídeo, quando não pergunto por lançamentos, eles sempre dizem q tal filme não está n alocadora (aí eu vou lá, procuro, e acho) ou até mesmo que tal filme não existe (aí eu mostro o cartaz logo atrás da pessoa e ela se toca). Essa palhaçada de machismo nos games é uma merda mesmo, eu fico louco pra achar uma menina que joga, pq normalmente elas são menos restritas por exemplo com novos jogos, são mais abertas a experimentação, totalmente diferente dos meus amigos adicted em CS, q só jogam CS. E pra falar a verdade, qual gamer não quer uma namorada gamer. Mas resta é torcer pra q isso mude, por mais pessoas competentes e menos preconceito.

  19. 27/03/2009

    Foi incompetência e machismo do vendedor sim. Cara, o que eu já aguentei comprando micro pra jogar… o que já tentaram me passar a perna, nem te conto. Olham pra mim e pensam: “o que essa gordinha aí acha que sabe de placa de vídeo?”. Eu sei POUCO, mas eu SEI. Sou EU quem joga em casa, não meu marido. E ninguém merece ser desmerecido por ser mulher, negro, verde ou sei lá que outra característica. É o seu conhecimento que tem que falar por você, e não seu gênero, cor, roupa ou qualquer outra coisa.
    E ó, não briguem com a palavra “feminista”. Só por quererem as mesmas oportunidades e reconhecimento que os meninos vocês já são feministas, querendo ou não. Não precisa queimar sutiã pra brigar por oportunidades iguais :)

  20. Negreitor
    27/03/2009

    Essas situações sao foda, porém ninguém se importa de controlar sua própria língua.
    Chamar os outros de burro, gay, boco, etc é preconceito também.

  21. 27/03/2009

    De qualquer forma, queeeeeeeeimem os sutiãs \8D/

  22. 27/03/2009

    Mas o pior não é nem o tal preconceito… o pior, é q esse povo q tem uma “lojinha” de game, geralmente é sem educação mesmo…

    acham q só pela informação q tem na caixa, sabem mais do q a galera q le revista, fuça na net… ESCREE NUM BLOG…

    claro, q mulher sofre mais na mão desse povo, mas infelizmente é o q acontece na maioria dessas “lojinhas” de shopping, com qualquer um. parece q eles tem prazer em mostrar q sabem mais das coisas, pra q?

  23. Danilo
    27/03/2009

    Sabia q tanto conhecimento assim em uma garota tinha q ter vindo de um homem, no caso o seu irmão…huahuahuahuhua
    brincadeirinha ehm!
    Vcs manjam demais, adoro o jeito q narram e descrevem os “causos”.

  24. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    É cada gente idiota nesse mundo viu. Até parece que só por alguem ser de determinado sexo/religião/gosto, ele vai ser pior ou não que outra pessoa. Sem falar nesses vendedores arrogantes que nos tratam mal e alguns até fazem pior, e ficam te olhando pensando se você tem dinheiro ou não. Mas o importante é não ligar para esses idiotas, e caso ele continuem com essas ignorâncias, façam igual a mestra Vivi, toca fogo.

    @ Rebeca

    Nesse post você conseguiu voltar a ser a Master Flooder. Parabéns

  25. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    @ Rebeca

    Acho que não pode ser filha da mestra Vivi, pois ele disse que não pode se reproduzir sem permissão psicológica-médica

  26. Alice
    27/03/2009

    eu ODEIO quando fazem isso, uma vez eu entrei numa loja pra perguntar o preço do Mario Kart, e o único maldito vendedor que tava lá, muito entretido em escolher o time com que ele iria jogar no WE, nem olhou pra minha cara, entao fui sozinha ver o preço do dito cujo, e logo sai, dez min depois, meu irmao entrou ali pra ver um preço de um jogo, e o vendedor, que tava quase apertando o botao pra chutar a gol, travou tudo e foi atender ele na maior educação…que raiva!!

    e sobre a comemoração animada: bom, eu sou muito quetinha e raramente grito ou falo, entao eu nao faço a comemoração espalhafatosa(mas as minhas amigas, que nao gostam muito de video game, quando me veem jogar ou jogam junto parecem animadoras de torcida…)

    e um viva aos irmaos mais velhos que nao nos deixaram virar pattys nojentas!!!VIVA!!

  27. 27/03/2009

    eu sou um irmão mais velho q deixou a irmã virar uma patty nojenta ¬¬”

  28. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    Se eu tivesse uma irmã(ou irmão) eu ia deixar virar uma paty(ou mauricinho) nojento, pois eu não deixaria eles nem triscarem no meu videogame

  29. 27/03/2009

    Como já disseram aí, esse vendedor (assim como vários outros que encontramos por aí), amalgamou todas as características indesejáveis para a profissão (arrogância, recomendação de produtos piratas, machismo, desconhecimento da área, etc.). E isso não é só exclusividade de lojas especializadas.

    Com a popularização dos notebooks e desktops, sendo vendidos sob forma de carnê com juros exorbitantes pelas Casas Bahia e Ponto Frio da vida, a maioria absoluta desses vendedores dessas lojas não sabem do produto que estão vendendo, e já esbarrei com alguns que achavam que sabiam (ou então que estavam lidando com alguém que não entendia).

    Mas não ligue para isso, Clázinha! Não é a toa que a loja estava vazia (e se o dono da loja for esperto e perceber isso, pode ter certeza que dentro de pouco tempo esse vendedor vai estar batendo de porta em porta procurando emprego)…

  30. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    Maldito submeter!!!

    Deixa eu perguntar agora:
    Qual foto está apareendo pra mim?? Está a do Hwoarang ou uma foto minha mesmo??

  31. 27/03/2009

    Preconceito besta e desnecessário – certeza que você(s) entende(m) mais que esses vendedores “treinados” :P

  32. Heishiro Mitsurugi
    27/03/2009

    @Renan

    Hwoarang, a não ser é claro se você for ruivo e tem um óculos na cabeça.

  33. aureliox
    27/03/2009

    @Renan Rodrigues

    Bem, a não ser que você tenha uma longa cabeleira espetada ruiva e costume usar óculos de aviador na testa, é o Hwoarang.

  34. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    @ Heishiro e aureliox

    E agora?? Fiquei mais ainda na dúvida se sou eu ou o Hwoarang.

  35. Vivi Werneck
    27/03/2009

    @Renan Rodrigues

    “Acho que não pode ser filha da mestra Vivi, pois ele disse que não pode se reproduzir sem permissão psicológica-médica”

    Mas vc grava héim??? hauhauhauahuahaua….

  36. Marcelo Jzc
    27/03/2009

    Isso aconteçe com todo mundo, Seja criança, velho ou mulher Sempre tem uns otarios q se acham superiores aos outros
    pro vendedor Uma pena pois deve ter perdido uma cliente pra sempre

  37. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    @ Mestra Vivi

    Nunca mais esquecerei isso!! MInha memória é de ferro para essas coisas(agora para lembrar matéria de prova!!!)

  38. PH!
    27/03/2009

    Eu não sei se sou eu q tenho esse problema, mas acho q o atendimento na área de games é meio ruim no geral… a difusão aqui em Brasília, apesar de grande, não chega perto dos lançamentos de Sampa. As poucas lojas especializadas são recheadas de funcionários q naturalmente são viciados em jogos. E quase sempre estão jogando em vez de atender bem. ODEIO qdo pergunto preços ou peço pra testar um game, e o cara pede só um instante pq está jogando. Acho um desaforo, vou embora na hora, pago até mais caro, e faço questão de passar na loja pra mostrar q fiz compra na concorrencia. Parabéns Clá, noa podemos permitir tal atitude. UNIDOS, COMPANHEIROS! NOSSA CATEGORIA NAO PODE SER DESMORALIZADA! (Vou fundar um sindicato gamer!) :P

    Clá, que massa, sua mãe se interessou por um game! Seria meu sonho poder jogar uma partida com meu pai ou minha mãe… por enquanto tô na difícil missão de convencer a mulher de q um play3 é um item fundamental em nosso hulmilde barraquinho :P

  39. Renan Rodrigues
    27/03/2009

    @ PH!

    Então você iria adorar minha mãe, ele adora jogos, principalmente de corrida, e como ela praticamente nunca viu um PS2, os jogos de ps1(como Gran Turismo) para ela são o máximo. Sem falar que ela sempre me ajuda(ajuda mesmo sem ser atrapalhando) quando estou jogando algum jogo.

  40. 27/03/2009

    [Fato] O home tem sim mais neurônios que as mulheres (uma diferença minuscula por sinal), mas as mulheres utilizam ativimente uma quantidade maior de neurônios que os homems, por serem capazes de pensamento multi-foco.[/Fato]

    Não sei o que marmanjos como esses pensam.

  41. Eduardo Peixinho
    27/03/2009

    Esse é mais um vendedor que provavelmente está insatisfeito com o emprego e desconta suas frustações nos clientes ao invés de procurar algo que possa fazer com prazer. Não é de se estranhar o fato dele ter oferecido um console com opção de games piratas, pois com certeza são os aparelhos mais vendidos em nosso pais (nessa loja nem esses devem vender)e continuarão a ser enquanto houver procura. O imperdoável mesmo é o preconceito existente e a incapacidade de compreender que há mulheres que entendem muito de games.

  42. 27/03/2009

    Lamento n saber escrever em br e não vou tentar (vão ficar me zuando)… :P
    pelo que percebo sou a velha que passou aqui pelo sítio, mas não consegui evitar e tinha de comentar.
    Primeiro, a história está muito cómica.
    Segundo, menina, você continua sempre com essa força. Mulher a sério faz o que quer e não se deixa sufocar por estériotipos nem por preconceitos “besta”.
    Fiz o ensino secundário/liceu em Informática (computação – não se se é assim que chamam) e era a única menina… fui a única a entrar na faculdade… nenhumdos rapazes conseguiu… faço parte da Tuna (grupo de alunos da faculdade que dançam, fazem musica, serenatas, festivais)… não vou pra nova… e continuo a roubar a ps3 ao meu irmão… a jogar mal e porcamente nas consolas que os meus amigos têm… e sabe que mais!? Sou muito mulher… ehehe
    O maior apoio…continua a blogar e com esse sentido de humor.

    ps1. Não te esqueças da tua mãe. :P
    ps2. Lojade games/informática é igual em todo o sítio. Quem temuma de confiança, tem tudo***

  43. 27/03/2009

    @Vera: que honra, uma portuguesa no nosso humilde blog!!!
    Já tivemos visitas de mais dois portugueses, mas você é a primeira moça!
    *.*
    Ai, que vontade de conhecer a terra da minha bisa!!
    Seja muito bem-vinda, Vera!! E agradeço os elogios ^^

  44. 28/03/2009

    Há pouco mais de 2 anos eu contei uma história que alguns amigos meus presenciaram. Recomendo que quem tem raiva de vendedor burro leia, é engraçada pracacete:

    http://www.gamereporter.org/2007/02/16/o-primeiro-videogame-digital/

  45. Baiano
    28/03/2009

    Opa,
    Inicialmente…Sou FÃ de todas.
    Achei o blog por acaso e já esta na minha lista de blogs obrigatoriamente visitados todo dia na hora da diversão.
    Primeiramente parabéns pelo trabalho. Já venho acompanhando vocês já alguns meses.
    Comentando sobre esse post. Loja com esse tipo de funcionario o melhor mesmo é que feche. O público feminino é um público especial, que é colocado de lado por puro preconceito.
    Conheço mulheres que detonam em alguns jogos, exemplo house of Dead: Overkill. Basta lhe dar um wiimote e raiva para ver sangue e pronto…elas estão no high scores :D
    No demais, perdoem esses machos sem visão de negocio, e deixam transparecer seus sentimentos que não são justos.

  46. 28/03/2009

    Jesus, quanto comentário. o_O’

    Então, eu acho que é o seguinte… tem vendedor fdp que tenta se aproveitar de quem quer que seja. Se for mulher, criança, ou pai/mãe de família, geralmente não sabe, então eles adoram fazer de bobo, ainda por cima…

    Eu tenho raiva desses “pseudo-profissionais” que se aproveitam da falta de conhecimento dos outros. Têm mecânico assim, técnico de informática, vendedor de qualquer coisa, entra muitas profissões… e o melhor modo de se defender, é saber tanto quanto (ou mais que) eles.

    E eu te disse, Clá. Você devia abrir um sorrisinho, virar pra ele e dizer: “Meu querido… você tem certeza que quer saber mais que uma jornalista de games? ^_~” Quebraria as pernas dele. Em 4 partes. Cada. :)

  47. Compostela
    28/03/2009

    Existe sim machismo nso games, mas acho que nesse caso havia outra coisa: vendedores, em geral, são burros mesmo.

    Dando alguns exemplos fora do mundo dos games (mas dentro do da tecnologia):

    Um dia, eu estava passeando na “Super Casas Bahia” e fui para o estante da Nokia:

    V: posso ajuda-lo?
    Eu: Sim! Queria ver celulares com Symbian [sistema operacional dos smartsphones da nokia] mais baratos que o N95…
    V (ar de desprezo): Que é isso?
    Eu: è…ãh… smartphones…
    V: tem esse [mostra o N95]
    Eu: Ok, obrigado [leia-se “ok, vc não tem miolos e/ou preparo suficiente para me ajudar. Tenha um bom dia]

    Mas o melhor foi mais recente:

    E, agora que sai da casa dos meus pais, tive que assianr telefone e banda larga. Liguei para a area de vendas da NET.

    Eu: Bom dia! Gostaria de comprar aquele combo de 39,90!
    V: Bom dia! Qual dos serviços os senhor utiliza mais? Internet, TV ou telefone?
    Eu: Usava bastante a itnernet, principalmetne para programas p2p e torrents. mas estou numa nova fase da vida onde irei mudar meus habitos…
    V: Ah, mas não precisa, pois temos o combo certo para o senhor! Internet de 1 mega para vc poder baixar musicas, filmes e tudo o que quiser. vc concorda que o barato as vezes sai caro?
    Eu: Sim, mas no momento eu quero o barato, até ver como vai ser essa nova vida. E, tmabém, vcs não pratica Traffic Sharing?
    V: o que é isso?
    Eu: Ah… bloqueio… artificial… de…ãh… programas p2p e torrents…
    V: Não, não, não! vc pdoe acessar qualquer site.
    Eu: Sim, mas não é site, é programa…
    V (mudando de assunto): mas vc concorda que o barato sai caro? com o plano de 1 mega vc tem 20 gigas de franquia, alta velocidade e canais abertos da sua cidade em todas as suas TVs!
    Eu (pensnado “mais eu já tenho, de graça, canais abertos na minha TV): Não, mas eu quero o plano de 39,90…
    V: Mas senhor, concorda comigo que o barato sai caro?
    Eu: Moça, se eu estivesse preocupado com isso, ia para a concorrencia de vcs, pois lá a franquia é ilimitada e não praticam Traffic Sharing…
    V: Então o senhor escolha o que quer e se ainda tiver itneresse, entre em contato com a gente. A NET agradece e tenha um bom dia!
    Eu: Mas eu já escolhi…alô?…Alô?!

  48. PH!
    28/03/2009

    @Compostela
    AUIHOAUHAUIHAIUHAIU!!!
    Telemarketing é fod@… se vc comenta algo q não esteja no script deles, os caras travam e ficam batendo a cabeça na parede! A falta de profissionais qualificados no ramo é um pé no coiso!

  49. João Cláudio
    30/03/2009

    Aff, deve ter dado vontade de botar moral no vendedor. Eu não conseguiria segurar. Tenho uma amiga que conhece 536542157 jogos a mais que eu.

  50. aureliox
    30/03/2009

    UHUAHEUFHA muito engraçada a do telemarketing!!

    Tem serviço que é mesmo uma %&#@*. Mas acho que no caso o cara nem era gamer, era apenas um atendente maleducado e burro, devia ser mal pago também, ou quem sabe apenas estava tendo um mal dia…

    Éeeeee *mente fertilizando* ouçam bem:

    Quem sabe ele não tinha discutido recentemente com a sua namorada gamer, cuja a mãe, sua futura sogra, também fosse uma viciada em jogos eletrônicos? Quem sabe, ele não tenha tido uma briga feia com essa namorada na noite anterior, e ela tenha jogado na cara dele que ele era um lixo no Street Fight? Quem sabe ele não tenha passado a noite toda sem dormir pesando em se vingar de todas as gamers girls do mundo? Quem sabe não foi isso? Daí, quando ele viu a Clarice e a sua mãe entrando na loja pensou logo em destratá-las? Hein? Hein? Afinal de contas atendentes também são humanos.

  51. 03/04/2009

    Clá, tambem você fica entrando nessas lojinhas fundo de quintal né hehehehehehehe, foda isso né, você conhece de games 10x mais do a maioria e o cara ainda vem te tirar, lamentável..

  52. Alef
    03/04/2009

    Sinceramente eu ñ entendo esse preconceito, na minha opinião toda menina tinha q gostar de video game xD, e c souberem mais q eu, ferre-se, melhor, tem pra quem eu pergunta xD

  53. 04/04/2009

    @Giovani: Pois é, por isso que não saio da sua loja por NADA! Fiz a cagada de ver por curiosidade e me f*di…
    E que história é essa de vcs terem site, E VC NÃO ME CONTA????????????????????????????
    xD

  54. 08/04/2009

    Isso me fez lembrar de uma história… Eu e minha irmã gastávamos algumas horinhas do fds jogando Marvel Super Heroes na padaria perto de casa e sempre no mesmo esquema, jogávamos várias fichas em Vs e quando ficava só 1 crédito dividíamos o Hound.

    Num desses dias quando estávamos já compartilhando o último crédito eu rapaz parou do lado da máquina enquanto eu jogava, terminado o Hound passei os controles para minha irmã.

    Não deu outra, o sujeito deu uma risadinha e já entrou contra ela, nunca vi uma cara de decepção maior de uma pessoa que pensou que ia se dar bem e tomou 2 PERFECTS seguidos…. huahauhauahauahau

  55. 18/04/2009

    […] qualquer forma, mesmo sem conhecer os jogos que elas falam, li vários posts e gostei bastante, tem um post que a Clarice dos Santos fala sobre um vendedor que a tratou com arrogância por ela ser uma mulher […]

  56. henrique
    18/04/2009

    Bom, como outros já comentaram, também achei que foi apenas incompetência, e que esse vendedor pode ser escroto assim com qualquer cliente.
    Sinceramente não consegui enxergar onde foi demonstrado que tal mal atendimento foi por causa de machismo em vez de pura arrogância.

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.