Lara Croft and the Temple of Osiris oferece modo cooperativo e… Só.

Tags: Brasil Game Show 2014, Cooperativo, Hands-On, lara croft, Multiplayer Online, Temple of Osiris, tomb raider

maxresdefault (3)

Durante o Brasil Game Show 2014, o estande da Microsoft trouxe consigo diversos títulos aguardados para que o público pudesse prestigiar, além de testá-los à vontade. Todavia, não eram todos que estavam plenamente visíveis durante os cinco dias de evento. É o caso de “Lara Croft and the Temple of Osiris”, que possuía algumas estações de jogos, mas não teve grande destaque, em muito por estar um tanto quanto escondido.

De qualquer forma, testá-lo foi um imenso prazer, afinal, quase nada mudou desde o último título. E estar bem parecido com o primeiro título não torna este nem um pouco ruim. Na verdade, por estar familiarizada com os comandos, assim que testei os botões controlando a Lara; me senti muito a vontade, afinal muito pouco mudou. Toda a mecânica de jogabilidade permanece praticamente igual, com exceção de um ou dois botões que foram realocados. Desde as armas de fogo, alternar entre o cetro ou a tocha, rolar para desviar, implantar bombas e até mesmo utilizar a arma de gancho… Tudo está lá, da mesma forma. E mesmo para os jogadores de primeira viagem, os comandos são bem simples e fáceis de aprender.

A visão isométrica também marca presença novamente e hordas de inimigos surgem a todo momento tal como no game anterior. O menu por outro lado foi o quê sofreu leves mudanças, possuindo agora slots para itens e até mesmo para roupas, deixando a curiosidade para o que está por vir. E mesmo sendo lançado para a nova geração da consoles, os gráficos não são o maior atrativo do jogo. Na verdade todo o trabalho de design permanece bonito, mas está longe de ser o grande diferencial do game.

O diferencial de Temple of Osiris é o modo cooperativo. Apesar de já ter sido introduzido no primeiro game dessa saga spin-off, aqui o co-op retorna, mas com uma mudança que vai agradar a todos na hora da compra: ao invés de se limitar para até dois jogadores, agora o multiplayer funciona com até quatro jogadores! Agora além de controlar a heroína Lara Croft, haverá mais três personagens, cada um com suas próprias habilidades: o rival da protagonista que dá nome ao jogo e também arqueólogo, Carter Bell; e os deuses egípcios Horus e Isis. Os quatro personagens vão enfrentar juntos, o deus do submundo, Set, que foi acordado por acidente e pretende agora escravizar a humanidade.

Apesar de ter me aventurado por apenas uma das dungeons do game, a trama se passará no Egito. E tendo agora quatro personagens para escolher, o jogador precisará da ajuda deles para desvendar os enigmas disponibilizados durante a jogatina, e juntos conseguirem prosseguir. “Mas Jejé, dá pra jogar sozinho?”. Sim, dá! Sozinho, multiplayer local, co-op online, de todo jeito! E os puzzles alteram de acordo com a quantidade de jogadores que participarem. Eu mesma, infelizmente, joguei sozinha a demonstração na BGS, já que o título estava sem destaque na feira; e os enigmas pareciam absurdamente difíceis de serem resolvidos jogando apenas com a Lara.

A continuação direta do spin-off de sucesso “Lara Croft and the Guardian of Light” também está sendo desenvolvido também pela Crystal Dynamics e já está em pré-venda no Steam. O lançamento está previsto para 9 de dezembro para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Geronimo!

Jessica Pinheiro
Share on Tumblr
Feed do Post

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.