Gamer Tales, com a gamer bride Janaina Oliveira

Tags: Casal gamer, Gamer Tales, Romance Gamer

Por Equipe GoW

Para um jogo ser bom, ele não precisa necessariamente ter uma história de amor. Todos nós adoramos jogos onde basta sair atirando, colecionando, tocando, destruindo sem pretensões de buscar uma princesa em um castelo ou ter sempre ao seu lado aquele alguém especial que deixa tudo mais fácil e vai sempre te proteger. Mas é inegável que quando há uma trama amorosa, mesmo que subentendida, o jogo fica mais interessante em alguns casos.

 

Mas nos jogos o amor gamer é muito complicado. Sempre há empecilhos, drama, perigo, monstros, zumbis, atiradores de elite, máfia e tantos outros fatores que atrapalham o encontro dos seus personagens. Foi pensando nisso que nós resolvemos criar a seção Gamer Tales, onde as jogadoras contarão como é ter um relacionamento gamer na vida real.

 

Pois é, mais uma coisa que você só poderia esperar ver em um blog de meninas gamers, não é mesmo?

 

O intuito da seção é mostrar como o videogame entra no relacionamento de cada uma das histórias contadas. A importância dele, se há brigas para dividir o console, se conheceram seus parceiros via online multiplayer e coisas triviais do cotidiano de um casal gamer.

 

Para estrear a seção com o pé direito, uma recém casada muito especial vai relatar como foi atar os laços do matrimônio com um hardcore gamer. Sem mais delongas vou deixar-lhes com o texto da Jana, gamer-bride e esposa do Pablo Raphael, querido amigo das Girls of War e redator da EGM Brasil, Nintendo World, Continue e Hardgamer.

 

OBS: Em breve disponibilizaremos o email do blog para que as leitoras mandem suas histórias, nós gostaríamos muito da participação de vocês!

 

 

‘Alguma coisa sobre videogames e meu namorado’

 

Por Janaina Oliveira

 

Há muitos dias, poucos meses na verdade, a Carla me pediu para escrever alguma coisa sobre videogames, meu namorado (hoje marido) e a relação entre os dois e eu.

Eu gosto de jogar. Não como os amigos da adolescência do meu irmão que além de gostar de jogar só fazem isso e falam disso o dia inteiro. Eu tenho um Mega Drive que ainda funciona, zerei o primeiro Doom e Prince of Persia de 486 com uma amiga, joguei Final Fantasy IV no Super NES de um amigo.

Existe, para mim, vida além do joystick. Também gosto de ler (muito), de filmes, seriados de TV, de música, de cerveja… E o Pablo (o namorado) também gosta dessas coisas em intensidades diferentes de mim, claro.

Ganhei de vez o meu marido (na época namorado) no dia que passamos em frente a um bar e estava passando no telão o primeiro filme do Final Fantasy e eu identifiquei na hora: “olha é o Final Fantasy”. Ele confirmou: “sim o filme, que deu um baita prejuízo”. No instante em que eu disse: “quando eu fui ver no cinema e não tinha o Cloud, fiquei super chateada”, o menino ficou me olhando em estado de choque: ”você sabe quem é o Cloud” – “é claro que eu sei quem é o Cloud, todo mundo sabe quem é o Cloud” e ele: ”não, as meninas normalmente não sabem dessas coisas”. E continuou com cara de bobo. Até hoje.

Lembro que no começo do namoro discutíamos muito sobre Tolkien, ao ponto de acordar à noite para eu explicar como a Galadriel atravessou o mar vindo de Valinor, ou qual a origem de Sauron e como era legal a atenção que ele prestava às minhas explicações. Até então os livros eram o principal assunto, mesmo porque o Playstation 2 dele ficava no apartamento que ele tinha e pouco jogávamos juntos. Eu jogava mais coisas no PC, como AoE, Age Of Mithology, The Sims e algumas coisas em flash (me perdoem, mas joguinho em flash de internet é muito divertido).

Então o Pablo trouxe novos jogos, trouxe o ps2, depois o Xbox 360 (terminei, com ajuda do Pablo, o Devil May Cry 4 na primeira semana!) e jogamos muita coisa juntos, mas continuamos a falar de filmes e livros e poesia e música. Continuamos a ir ao cinema, compramos livros um para o outro, descobrimos músicas novas no soulseek, damos palpites enquanto o outro joga, saímos e bebemos com nossos amigos, descobrimos restaurantes novos e comidas diferentes. E eu sempre peço ajuda para passar por uma fase mais difícil, ou por algum teste de “agilidade dedal” nos jogos.

E é claro que eu o amo porque ele entende (ou diz que entende) quando eu passo mais de dez horas sentada no PC, jogando Diablo 2, Civilization IV ou alguma coisa nova, dando pouquíssima atenção a ele. Eu espero que ele continue a me amar mesmo quando eu faço isso.

Na verdade, o que penso que faz dar certo, é que gostamos de jogar, ele mais que eu, acho, mas videogame não é o único assunto sobre o qual conversamos. É apenas mais uma forma de passarmos algum tempo junto, mais uma entre tantas outras.

Carla Rodrigues
Share on Tumblr
Feed do Post
31 Comentários em "Gamer Tales, com a gamer bride Janaina Oliveira"
  1. 13/10/2008

    Disponibilizem o e-mail logo, fiquei com vontade de escrever a minha história xD

    Aliás, adorei essa. E me identifiquei muito xD

    ^^/

    E AMEI O BOLO XD

  2. Wallace "Wakko" Morais
    13/10/2008

    hAUhUAHuahUHUAH…idéia interessante!!! xDDD
    Só não conto as minhas porque tiveram começos ótimos, mas finais meios desastrosos! xDDDD

    Quando eu tiver uma pra contar que esteja ainda no caminho da felicidade, eu posto alguma coisa!!!! xDDD

    HUahahauauauah xDD

  3. Gil "Outer Heaven"
    13/10/2008

    Oia só, a Jana metendo o pé no “universo gamer” (rs)

    “…quando eu passo mais de dez horas sentada no PC, jogando Diablo 2, Civilization IV ou alguma coisa nova…”

    *Can-ham*… bom, ouvi de uma fonte confiante de que que a Jana já alegou (não sei se continua alegando) que “não é uma jogadora HARDCORE”.

    É, Pablo. Perdeu o PC, bro. Imagina quando sair Diablo III… ^^ uahahaha

  4. 13/10/2008

    Muito legal a história.

    “Você sabe quem é o Cloud?” – Essa deve ter sido impagável!

  5. 13/10/2008

    Essa semana eu tava conversando com um amigo sobre a trilogia Sands of Time de Prince of Persia. Aí, no meio da conversa, chegou uma amiga minha perguntando sobre o que agente tava conversando. EU respondi: ”Prince of Persia”, e espereva uma resposta do tipo ”ah,tá”. Mas, ao invés disso, ela perguntou: ”qual?”. Fiquei boquiaberto na hora!

  6. 13/10/2008

    Uau. Nem preciso comentar que adorei esse primeiro GT, né? ;)

    Que idéia sensacional – e que, realmente só poderia aparecer por aqui. Parabéns, gurias!

    E olhando as fotos agora, percebi que sou tipo o Earl, sempre saio de olhos fechados nas fotos!

    @Gil: o PC já era, bro!

    @Autora da história: te amo!!! ;)

  7. didier08
    13/10/2008

    Ae eu só vou poder ler as historias dos outros pq eu nao tenho nenhuma.
    que pena, mas eu estou ancioso para ler as proximas materias.

  8. janaina
    13/10/2008

    carla..

    obrigada pelo convite para escrever… quando precisar, é só gritar (tem mais histórias nessa história, hehehe)bjim

    gil…

    eu não faço essas coisas todos os dias….

    pablo..

    je t’aime aussi

  9. Alice_099
    13/10/2008

    Ola meninas! sempre passo pelo blog de vocês, acho sensacional, mas essa seção nova é um verdadeiro toque a mais!!!
    Sou mais uma que quer o email de vocês para contar minha historinha, que não vai ser tão bem contada quanto a da janaina mas é bunitinha tb ^^

  10. 13/10/2008

    @Miwi e Alice, o email já vai entrar no ar pra vocês mandarem suas histórias! Nós é que ficamos curiosas aqui para lê-las hahaha

    @Pablitow, o marido mais babão né hahah… Devo confessar que parte da idéia de ter essa seção aqui foi de ficar lendo suas histórias com a Jana pelo msn com a cabeça debruçada nos braços e suspirando que nem a Laura do Carrossel “Isso é tão romântico…” hahaha

    @Janaina, obrigada a você por ter cedido seu tempo para compartilhar sua história com os leitores aqui do blog. Com certeza eu iria gostar de ter mais histórias suas por aqui hahaah

    Nem preciso dizer que fiquei babando nos bonequinhos do bolo de vocês, né? Também sou apaixonada pelo meu cachorro e pelo meu Xbox 360.

  11. 13/10/2008

    Ótima sacada meninas!
    Mais um toque feminino e super especial do GoW.
    Parabéns…

    E meus votos de futuro próspero e cheio de games ao casal…

  12. 13/10/2008

    Janaina, seu texto ficou SHOW!!!!!!!!
    Amei!!!Amei mesmo!!!
    Linda!! ^^
    Também quero mais textos seus aqui no blog,hein??
    Meus parabéns!! Um beijão!!
    =**

  13. 14/10/2008

    Posso até ver os Companion Cubes flutuando sobre as cabeças do casalzinho. :D

  14. didier08
    14/10/2008

    A quase me esqueci parabens ao casal desejo felicidades e uma boa safra de games novos.

  15. geraldofigueras
    14/10/2008

    Não é hardcore mas fica 10 horas no PC? Hahaha, sério, imagina se ela se considerasse hc. Seria que nem aqueles chineses que viram 72 horas no computador.

    Bela história, tudo a ver namoro e games.

  16. orlando2b
    14/10/2008

    Já passei o recado pro Pablo, mas vai o replay aqui: me acrescente na fila de caras bobos por ela conhecer o Cloud! Hehehehe, até me emocionei por saber que há mais ggamers por aí. A minha preferida agora já me ultrapassou na exclusividade por WoW e a banda larga de casa é só dela :-O

  17. 14/10/2008

    Jana e Pablo, meus parabéns pela união e pela bela história gueimística!!!!

    Meninas do Girls of War, meus parabéns pela iniciativa!

    Deu até vontade de reativar meu blogue!

    Beijim!

  18. Bruna Torres
    14/10/2008

    Nossa, o forte por aqui ^^

    Bem Jana, primeiramente parabéns pela união, felicidades sempre pra vc>
    Também parabéns por preparar deliciosos sushis (to imaginando) e por ser muito linda!

    Jogue bastante e acabe com a fama do Pablo Donatello hehehehe

    E continue nos contando suas histórias hein!

    Bjao

  19. 14/10/2008

    De fato, Bruninha, que milagre o Forte por aqui! Gostaria de entrar para tomar uma xícara de café?

    Linda iniciativa e uma história ainda mais perfeita para começar.
    Juro que fiquei emocionado também na parte do “você conhece o Cloud”.

    Desejo ao recém casal casado gamer um casamento maravilhoso, repleto de felicidade e jogos bons. Aliás, fico feliz de ter participado levemente ao presentar o PR com o Devil May Cry 4!

    Desde já, aguardo ansioso pelas histórias que ainda virão das meninas guerreiras, do Geraldão nos tribunais argentinos, da rebeca que não reinicia e muito, muito mais gente!

  20. 14/10/2008

    […] singelas entre casais no âmbito gamer, não deixe de conferir no Girls of War a nova seção Gamer Tales, estrelando Pablo Raphael no papel de Pablo […]

  21. 14/10/2008

    Tb não entendi essa Rebeca ahahaha

  22. 14/10/2008

    Aaaaaaaaaaaah NoReset hahahah

  23. geraldofigueras
    14/10/2008

    Ahhhhhhhhhn captei!

  24. 14/10/2008

    É por essas e outras ue amo esse casal!!

    Lindo texto Jana, estréia mais que com pé direito impossível!!!

    Beijoca

  25. Drugue
    14/10/2008

    Acompanho o blog a um bom tempo, e devo dizer que apesar de uma ou outra noticia com mais aquele toque feminino que eu esperava ver nesse blog o resto era a mesma coisa de outros blogs de games que vemos por ai, não que fosse ruim, apenas achava que em certas noticias faltava aquele toque diferente do blog, porem, como eu sempre digo: ” Não se pode criticar sem se conhecer!” e é por isso que hoje eu estou aqui para parabeniza las pela grande coluno que vocês criaram.
    Adorei a idéia de mostrar o lado das garotas num relacionamento com os vídeo games.
    Parabéns mesmo, com certeza continuarei visitando e comentando por aqui.

  26. 15/10/2008

    A inpiração flui no sobrenome Oliveira, meu povo.

    TEXTO COESÍSSSIMO QUE SÓ UM OLIVEIRA É CAPAZ DE ESCREVER.

    FALEI!

  27. 16/10/2008

    Parabéns pelo espaço!
    Assim vocês mostram o lado humano dos gamers!
    Beijos!

  28. 22/10/2008

    […] que ficamos de postar o email para que vocês possam mandar suas histórias de amor gamer que nem a Jana fez? Então… Quem quiser ter sua história relatada por aqui, é só escrever para o […]

  29. RBB
    10/11/2008

    Será que devo contar a minha história de “amor” em relação aos games? Se a publicidade for verdadeira, acho que vocês publicariam!

  30. 22/01/2009

    […] se você ainda não encontrou sua cara-metade-gamer (e mora na Inglaterra), já pode usar um site de encontros voltado para encontrar a garota dos […]

  31. Luiz
    15/02/2009

    Agora eu entendi o objetivo desse negócio!!

    Nesse caso, mandei uma FURADA pra vocês, garotas… me perdoem! rs

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.