Entrevista com Quinton Flynn, Raiden na série Metal Gear Solid

Tags: dublagem, mgs, Quinton Flynn, raiden

11x17raiden

942155_20070724_screen008Certos personagens aparecem em franquias consagradas causando polêmica e atraindo amor e ódio na mesma proporção. Foi o caso de Raiden ao entrar série Metal Gear Solid, no segundo game, roubando o holofote de Snake como protagonista. Alguns gostaram da escolha de Hideo Kojima em dar um aparente novo rumo a MGS, outros amaldiçoaram o japonês por tal ousadia. Alguns aprovaram o novo bonitão, enquanto outros não aceitaram a aparência menos “masculina”. Tempos depois, no quarto game, o rapaz apareceria mais badass do que nunca surpreendendo todos os fãs.

Mas, independente das opiniões mistas em relação ao novato, o que nunca se pôde negar é o talento de seu dublador, que ficou mais do que comprovado em sua atuação como um Raiden sofrido e amargurado em MGS4. Quinton Flynn é um artista americano versátil nascido em Cleveland, no estado de Ohio. Além de fazer dublagens e ser formado em telecomunicações (rádio, TV e jornalismo para a TV), ele é ator, escritor, músico e comediante. Famoso nos Estados Unidos por dublar games, animes e cartoons, dentre seus trabalhos mais conhecidos estão as vozes das versões animadas mais recentes de Johnny Quest, Spiderman e Speed Racer, e de personagens de games como Reno (FFVII Advent Children) e Axel (série Kingdom Hearts).

Axel646px-Reno3

Quinton_Flynn

Quinton é um cara animado e engraçado, que faz o maior sucesso nas convenções que visita com seu amigo e parceiro de negócios, Jeff Nimoy (também ator e dublador). Infelizmente não há versão com legendas em português para disponibilizar aqui para vocês, mas quem entende bem inglês pode conferir a série de vídeos que os dois produziram durante suas viagens aos eventos americanos de anime em 2008. O título é “Aventuras em Anime”, e contém oito capítulos. Uma das partes mais hilárias é a música “The Yaoi Song“, do sétimo capítulo, em que eles satirizam a experiência que tiveram ao conhecer os animes yaoi.

*

Confiram a entrevista que Quinton concedeu ao GoW.

MV5BMTg5MDI3MTQ1NV5BMl5BanBnXkFtZTcwNDY0MDkzMQ@@._V1._SX330_SY400_

1 – Além de ser dublador, você também é ator, cantor, escritor e comediante. Pode nos contar um pouco sobre o seu background artístico?

Eu comecei fazendo imitações quando era um jovem rapaz. Não apenas imitações de professores e membros da família, mas também imitações das imitações de outros imitadores, especificamente: Rich Little, John Byner, Frank Gorshin, Fred Travalena, Dan Aykroyd, Dana Carvey e outros. Eu também era envolvido com teatro na escola, mais tarde me apresentei em muitas bandas de rock e entrei para a comédia de improviso e um pouco de comédia stand-up quando me mudei pra Los Angeles. Eu desenhava muito quando criança, mas depois na escola abandonei isso pelas artes cênicas.

2 – E como você entrou para o mundo da dublagem?

Eu achei um anúncio num jornal local que promovia workshops de treinamento para dublagem e comerciais. Isso foi quando eu ainda vivia no noroeste de Ohio. Eu fiz os cursos fora da universidade e mais tarde fiz mais workshops quando me mudei pra Los Angeles. Após economizar uns trocados pra montar uma boa demo de dublagem, eu a enviei a agentes com uma carta de recomendação de um diretor de casting local, consegui um agente (com sorte) e comecei a fazer testes na área que se tornaria uma carreira completa.

3 – Mais especificamente, como você entrou para a dublagem de games e animes? Você havia trabalhado com cartoons antes, mas tinha alguma idéia de como seria trabalhar nessas outras áreas?

As cópias dos testes vieram através dos meus agentes, eu apareci nos testes e li para eles. Anime tinha muito a ver com timing pra dublar a animação e enquanto os videogames às vezes requerem isso, eles tem mais a ver com o uso da imaginação e deixar rolar. Dublagem pra videogame pode ser bem intensa.

* Nota da tradução: Ao dizerem “cópias dos testes”, os dubladores se referem aos roteiros que recebem previamente, com a especificação do personagem, além das cenas/falas que terão de interpretar durante o teste. E quando dizem “I read to them” (“eu li para eles”), estão se referindo ao momento do teste em si, quando literalmente leem as falas descritas no roteiro enquanto interpretam na frente do diretor que está fazendo a seleção.

4 – Você dubla vários personagens com características particulares que demandam vozes diferentes. Como você cria cada voz, há um processo prévio de estudo do personagem?

Eu acho que é uma combinação do que eles pedem do personagem com o que eu tenho na minha bolsa de truques. Então se torna um esforço colaborativo entre o ator e o diretor.

5 – Você era gamer antes de entrar para o universo da dublagem? Se sim, que tipos de games gostava/gosta de jogar?

Não, acho que nunca fui um gamer. Quando era muito jovem eu jogava Pinball, Pac Man, Galaga & Galaxian. Foi o máximo que joguei. A menos que você queira voltar lá atrás, até Pong. ;-)

6 – E os games dos personagens que você dublou, jogou algum?

Não. Tentei MGS2 uma vez, mas passei para o irmão da minha namorada na época, que terminou pra mim.

7 – Apesar de ter dublado outros personagens como Reno (FFVII Advent Children) e Axel (Kingdom Hearts), você é mais conhecido por seu trabalho em MGS2 e MGS4. Como foi o processo de se tornar dublador do Raiden?

Não diferente de todos os outros papéis que recebi. Tive de fazer um teste pro papel, dando a eles a melhor performance possível baseado no que seria o colapso do personagem, no que eles estavam pedindo e como eu interpretei aquilo. O diretor de casting e eu trabalhamos juntos com alguns redirecionamentos no processo e, “Supresa!”, eu dublei o Raiden. Eu não tinha a mínima idéia de quão grandioso se tornaria o game e toda a paixão dos fãs que veio junto. Isso foi MGS2. E mesmo com eles me querendo de volta em MGS4, tive de fazer teste de novo porque, como eu tenho certeza que você sabe, a voz e o ponto de vista do Raiden mudaram consideravelmente. Eles ficaram comigo e por isso sou muito grato. Espero conseguir o papel de novo nas futuras empreitadas deles.

8 – Raiden mudou drasticamente em MGS4, finalmente conquistando o respeito dos fãs hardcore que o odiaram em MGS2 por ter tomado o lugar do Snake. O que você pensa da transição do personagem? A experiência de dublá-lo, em si, foi completamente diferente em cada versão?

Eu adorei a transição e a mudança de ritmo. Achei muito legal e estou torcendo pra fazer mais disso. Durante MGS4, a única coisa ruim foi não trabalhar com tantos atores como em MGS2.

9 – Ultimamente, muitas celebridades tem sido selecionadas como dubladores, para que seus nomes famosos atraiam mais atenção para os projetos. Você acha que isso diminui o trabalho dos dubladores verdadeiros, que estão na profissão há anos e tem, obviamente, mais experiência?

Bem, isso definitivamente coloca uma tensão financeira nas coisas. É decepcionante, certamente, mas é como é, então acho que aceitação é a chave. Apenas espero que os produtores e companhias de produção achem mais projetos pra nós, os atores que labutam, por assim dizer, e continuem a ter fé e confiança em nossas habilidades. É um dom raro, com certeza.

10 – Há quaisquer papéis (nos jogos ou não) que você gostaria de ter interpretado, ou queira interpretar no futuro?

Eu interpretei o Homem-Aranha algumas vezes em videogames e um trailer em CG que incluía Hulk e Iron Man. Eu adoraria fazer o Spidey de novo! Sou um grande fã do Cabeça-de-Teia!!! Eu acho que gostaria de interpretar a mim mesmo alguma vez, ou alguém mais próximo a mim, talvez em filme ou televisão. Quem sabe o que o futuro guarda?

11 – Você pode dividir conosco qualquer coisa sobre o novo Metal Gear Solid Rising? Claro que você reprisará seu papel como Raiden, certo?

Em toda a honestidade, eu ainda não ouvi uma palavra. E mesmo que eu tivesse ouvido, tenho certeza que não poderia dizer nada devido aos acordos de não-divulgação e afins. Eles mantém a boca bem fechada. Mas estou torcendo pra reprisar meu papel. E antes cedo do que tarde! Vamos arrebentar!!

12 – Você já esteve em nosso país? Se sim, o que achou? Se não, gostaria de visitar algum dia?

Nunca estive no Brasil. Mas as fotos que vi parecem gloriosas! E as mulheres, estonteantes! Uma viagem ao Brasil seria uma benção pra mim ou qualquer um que tenha o prazer, com certeza.

Bebs
Share on Tumblr
Feed do Post
18 Comentários em "Entrevista com Quinton Flynn, Raiden na série Metal Gear Solid"
  1. Master Kim
    17/09/2009

    HEHEHE
    Falou em Brasil, falou em mulheres gostosas, carnaval e futebol!!

    Esse fato de colocarem celebridades para dublarem certamente é ruim para os dubladores tradicionais, mas temos que lembrar que todo mundo é ator, sendo assim, tem direito de fazerem qualquer trabalho da área, incluindo a dublagem. Eu prefiro os dubladores tradicionais que ja estao no ramo faz tempo e ja conhecemos as vozes (falo de dublagem aqui no Brasil, no exterior nao conheço ninguem, só o do Batman).

  2. 17/09/2009

    Belíssima entrevista, Rebeca!
    Muito curioso saber que o Quinton Flynn não é tão vidrado em games como, por exemplo, o David Hayter.

    Pena que ele ainda não mandou mensagem. Ainda, claro.
    =D

    Parabéns!!

  3. Ally
    17/09/2009

    Eu não sou tão fã de MGS pra saber todos esses detalhes como voice actors de cada personagem, mas eu sabia que conhecia esse Quinton Flynn de algum lugar! E não era do MGS! Realmente ele tem uma grande carreira, mesmo fora do MGS.

    “Nunca estive no Brasil. Mas as fotos que vi parecem gloriosas! E as mulheres, estonteantes!”
    Hehehe! Apesar de estranho ele é bem esperto! Hehehe!

    E po Bebs, você esqueceu de citar um dos mais importantes papéis dele nos desenhos: o Timon de “Timon & Pumbaa” (que também fazem uma ponta no Rei Leão). Ele falava uma das citações mais famosas dos desenhos:
    Hakuna Matata! What a wonderful phrase!”
    Aí o Pumbaa dizia: “Hakuna Matata! Ain’t no passing craze!”
    Aí ele: “It means ‘no worries’, for the rest of your days!”

    Aí começava aquela musiquinha feliz que eu adorava quando criança! Ahauahuahauhau!

    Muito legal também o video, depois vou ver os outros.

    Enfim…parabéns por mais essa entrevista, Rebeca!

    Ah, e já que você falou:
    “Pena que, por enquanto, ele não pôde nos mandar uma mensagem.”
    Se ele tiver um tempo, peça pra ele mandar um “Hakuna Matata” aqui pra galera do GoW xD

    • aureliox
      17/09/2009

      Ele fez o Timão? OMG!!!

      E sim, sobre as mulheres do Brasil… é incrível como nosso país é visto lá fora – não que as brasileiras sejam feias, mas e o fato de Deus ser brasileiro? Ninguém vem encontrar Deus aqui.

    • Ally
      17/09/2009

      É, eu vi agora aqui na Wikipédia. Vários atores dublaram o Timão.

      Pooo…quer dizer que não é ele que fala “Hakuna Matata! What a wonderful phrase!”??? Que estranho, eu achei que era porque ele fala isso no video que você postou aí.

  4. aureliox
    17/09/2009

    “As mulheres aprovaram o novo bonitão e os homens duvidaram de sua masculinidade”

    HAUHAUHAUAHAUHUA Adorei isso, descrição perfeita!

    Muito boa a matéria!! Não só a entrevista, tudo, abordou os pontos principais (a passagem do personagem para o dublador foi demais), foi objetiva sem ser fria, e as perguntas foram bem medidas, enfim, foi de uma elegância só!

    Não sei se todas os seus posts forma assim e eu nunca tinha notado, ou esse teve mesmo um tempero especial. De qualquer modo parabéns!!

  5. 17/09/2009

    Quinton Flynn RULEZ o cara fez uma dublagem perfeita como Axel do KH 2 e como Raiden no MGS que ele muda a voz que nem parece ele, muito loco. Ele é o cara ! =D

  6. 17/09/2009

    Muito legal a entrecista. Eu não sou muito “chegado” em dublação dublagem, mas esse cara, eu tenho certeza que já ouvi o nome dele em algum lugar, mas não me lembro onde.

    Muito boa a entrevista, perguntas diretas sem muita enrolação (odeio enrolaçãoes em entrevista).

    E Bebs, que hora você postou a postagem (redundância ou pleonasmo?)? Porque eu estava pesquisando um trabalho hoje às 6 da manhã, e esse post já estava aqui…

    • 17/09/2009

      É por causa da maldita escola.
      Como já tá quase no final do bimestre, eu estou cheio de trabalhos e provas para fazer/estudar.

      Para vc ter idéia, eu acordo 6 da manhã para ir para a escola, volto às 11:55 e 13:30~14:00 eu vou para a biblioteca municipal (ponto de encontro para fazer trabalho) e só volto lá para às 18 horas. E depois disso ainda tenho que estudar para alguma prova e/ou pesquisar outro trabalho.
      E quando tenho algum tempinho livre, eu vou dormir. Aí não sobre tempo pro Gow, só para no máximo uns 3 updates do twitter, que é sobre mim reclamando da escola.

      Ao menos por enquanto, GoW só no Fds. :(

  7. Jhun
    17/09/2009

    Parabéns Bebs. A entrevista foi muito boa msm.
    Admito que odiava o Raiden no MGS 2 e no 4 ele realmente ganhou minha aprovação.

    As matérias do GoW ficam cada dia melhores.

    Vcs são as melhores. ^^

  8. 17/09/2009

    Rebeca, meus parabéns! Incrível entrevista! Eu sou muito fã do trabalho desse cara!

  9. 17/09/2009

    rááááá, mais uma entrevista da GOW PRODUCTIONS!
    agora, seria bom se em cada entrevista q vcs fizessem vcs perguntassem se eles tem disponivel no youtube algum video deles se apresentando no que eles disseram q se dedicaram, como o stand-up

    eu quero ver o raiden fazendo piada do cotidiano caramba! XD

    • 17/09/2009

      sou preguiçoso e safado demais para fazer buscas no youtube u_u

  10. Cristiano
    17/09/2009

    no Mgs4 o quinton faz uma p@#%a de uma dublagem,e a entrevista ta otima(como sempre)

  11. Seyfertt
    17/09/2009

    Rules :P
    Muito bacana a matéria \o\
    Espero que ele bote pra quebrar nas novas dublagens do MGSR

  12. 17/09/2009

    Adoro qquer entrevista qdo ela é bem feita, com dubladores então, melhor ainda.

    Brilhante como sempre. Parabéns Girls of War!! =D

    PS.: Precisamos organizar um pacotão pra trazer toda essa galera que a gente entrevista pro Brasil =DD

  13. 21/09/2009

    […] Certos personagens entram em franquias consagradas causando polêmica e atraindo amor e ódio na mesma proporção. Foi o caso de Raiden ao entrar série Metal Gear Solid, no segundo game, e tirar a vez de Snake como protagonista. Uns gostaram da escolha de Hideo Kojima em dar um novo rumo à série, outros xingaram até a décima geração do japonês por ter tido a “ousadia”. As mulheres aprovaram o novo bonitão e Read more at http://girlsofwar.wordpress.com/2009/09/17/entrevista-com-quinton-flynn-raiden-na-serie-metal-gear-s… […]

  14. 23/09/2009

    Muito bacana como sempre Rebeca ^^

    Só queria saber o que esse grigos veem nas mulheres brasileiras, que eles acham tão diferente das mulheres dos paises deles…

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.