Brasil Game Show 2014: nossas impressões [Atualizado]

Tags: Assassin's Creed, BGS, BGS 2014, Brasil Game Show, Brasil Game Show 2014, Youtubers

bgs2014-girlsofwar (9)

A edição deste ano da Brasil Game Show novamente lotou o Expo Center Norte, em São Paulo. A feira, que aconteceu entre os dias 8 e 12 de outubro, ainda não divulgou os números oficiais, mas – mesmo com a clara adição de mais espaço entre os stands para os visitantes, nos dias mais cheios (sábado e domingo) sequer se via o tapete vermelho que cobria o chão.

Esta foi, sem dúvidas, a edição da BGS em que mais se falou em “problemas nos bastidores”, como o já repercutido caso da polêmica sala Web, onde os conhecidos como “Youtubers” tinham acesso para descansar um pouco e editar suas gravações. Bom, ao menos o objetivo era esse, mas vamos falar sobre isso rapidamente mais a frente, afinal, a BGS é uma feira de games e não de desfile de Youtubers.

bgs2014-girlsofwar (5)A edição desse ano, infelizmente, teve alguns desfalques que fizeram falta como a Blizzard e a Riot Games, por exemplo. Ambas fizeram um estrondoso sucesso no ano passado em seus stands. A Nintendo… Bom, o que falar dela… A Nintendo sumiu. Apareceu há duas edições e nunca mais. Como desconheço os reais motivos para isso, prefiro apenas comentar que teria sido interessante rever a empresa no evento novamente.

Tirando as ausências nitidamente sentidas, vamos ser justos e destacar quem marcou presença bonito na feira. Destaque aqui para a “guerra de gigantes” que aconteceu entre os mega stands da Microsoft e da PlayStation. Eles estavam exatamente lado a lado e disputavam a tapa, e a cada nova promoção ou sorteio, a atenção dos visitantes. Particularmente, achei o stand da Microsoft um tanto claustrofóbico, especialmente com o mundo de gente que estava passando por lá. A PlayStation levou suas conferências para um palco no meio de seu stand. A ideia foi até interessante, pois criou uma proximidade legal com os produtores, mas – sob o ponto de vista de imprensa – a escolha dispersou um pouco a atenção e o barulho em volta dificultou entender algumas coisas.

A Ubisoft apostou e acertou dessa vez ao levar um stand próprio. Os destaques da empresa francesa ficaram para Assassin’s Creed Unitybgs2014-girlsofwar (6) (tinha uma guilhotina no stand para você tirar foto com a cabeça enfiada nela, rs), Assassin’s Creed Rogue, The Crew, Far Cry 4 (com um cara vestido igualzinho ao protagonista) e o sempre incrivelmente cheio palco do Just Dance (minha vergonha me impede sempre de ir lá e dançar também).

O pessoal da CD Projekt Red saiu da área de business, da qual se escondeu no ano passado, e levou seu próprio stand do The Witcher III. Mas ao contrário do que muitos pensaram, o foco do espaço era o lançamento da versão mobile de um jogo, estilo moba, baseado no universo do The Witcher. Ah, mas dava para assistir um gameplay exclusivo das próximas aventuras de Geralt of Rivia também – numa apresentação reservada.

Com stands mais tímidos, os desenvolvedores independentes também marcaram presença. Destaque para a demo jogável de Toren, da brasileira SwordTales, e o pessoal da Devolver Digital que, dentre os jogos que expuseram, estava o viciante Broforce. As grandes empresas de acessórios gamers estavam novamente por lá. O stand da Razer, para variar, vivia entupido de gente e, mais uma vez, não consegui chegar a tempo de comprar o teclado que eu queria.

bgs2014-girlsofwar (8)A Kingston dedicou um stand próprio para sua linha HyperX – voltada exclusivamente para os jogadores. Inclusive eu tive que pegar um dos headsets que estavam sendo vendidos. Estou usando ele no meu PS4 e é excelente. Quem curte campeonatos de e-sports também puderam torcer na Brasil Game Cup, que aconteceu dentro da BGS, com um campeonato de Dota 2. Quem levou o título foi a equipe brasileira Pain, que embolsou R$ 40 mil com o 1º ludar.

Estruturalmente falando, o grande upgrade da feira foi finalmente terem criado uma praça de alimentação (amém!!!). Acho que até demoraram a perceber que misturar fila de stand com fila de comida não estava dando certo, mas antes tarde do que nunca. Bom, o preço das coisas ainda era exorbitante, mas ao menos no quesito água, o stand das Americanas salvou a pátria ao vender garrafões com o preço normal e não as micro garrafinhas de R$4,00 que se viam por outras barraquinhas.

bgs2014-girlsofwar (10)

Destaque absurdo mór para o churros que custava 8 fucking Reais! rs. Mas vamos deixar uma coisa clara de uma vez por todas: comida e bebida em evento grande é caro mesmo! É só pesquisar em outros eventos desse porte e comprovar. Não quer gastar muito, traga de casa (minha mochila era entupida de biscoitos rs). Ah, mais uma que ouvi muito por lá: “as filas estão enormes. Não consigo jogar nada”. Querido(a), isso também é outra coisa que evento de grande porte sempre tem: gente pra c@#$%lho! Faça um roteirinho do que você mais quer ver e jogar antes e, assim que entrar, foca nesses lugares e vai na fé.

A polêmica da sala Web e os Youtubers

Pensei muito se eu deveria escrever sobre isso, mas vamos lá. Desde o início. No primeiro dia de evento aberto ao público (quinta-feira, dia 9) aconteceram alguns contratempos, em princípio, para o pessoal credenciado – como imprensa, VIP e web – entrar na feira. O contratempo foi mais na questão de que os que coordenavam as filas te indicavam para entrar por um lugar, e na verdade era em outro, aí a fila ia aumentando, o Sol rasgando a cuca e por aí vai. Essa foi a parte que me atingiu particularmente, mas nada a ponto do que será dito mais abaixo.

Serei breve:  a “novidade” dos bastidores esse ano foi a sala web destinada a receber os Youtubers, ou seja, uma galera que tem canais no Youtube (dããã… É mesmo?) com uma infinidade de conteúdos diferentes: desde vídeos com gameplays e discussões sobre games com qualidade, com um conteúdo bem desenvolvido e, alguns, até bem divertidos e outros… Que acham que só porque gravam gameplay de jogo e repetem notícias de grandes portais são alguém para serem respeitados como celebridades.

Acontece que alguns Youtubers presentes (eu disse alguns, não todos – é bom deixar claro) só serviram mesmo para tumultuar as coisas e atrapalhar o trabalho de quem queria realmente cobrir a feira e não só ficar no ar-condicionado comendo amendoim. Numa dessas, um aborrescente, digo, Youtuber inclusive deu um tapa no rosto de um dos seguranças e foi justamente expulso, a meu ver. Educação com o próximo vem de berço. Não importa quem você acha que é.

Enfim, digo que foi um verdadeiro inferno conseguir chegar até alguns stands para fazer as entrevistas que eu havia marcado e até desisti de algumas porque, simplesmente, estava impossível passar por um mar de grupinhos de fãs, ou algo do tipo, que se amontoavam em torno de algumas sub-celebridades da web. A ponto de, num momento, eu passar já meio que empurrando uma galera para chegar até o entrevistado e um garoto, de boné semi enfiado na cabeça, virar para mim e dizer: “ei, não me empurra não. Cê num sabe quem eu sou?”. Aí eu disse: “não!” e terminei de passar.

Resumindo: até onde eu sei (corrijam-me se eu estiver errada) a BGS é uma feira de games e não desfile de Youtuber criado a leite com pêra. Felizmente, tem muita gente boa que trabalha nessa área web que salva a classe “Youtuber”. Tive a oportunidade de conhecer alguns por lá, mas infelizmente tem uma pirralhada por aí que deveria ter ficado mais tempo de castigo numa cadeirinha virada para a parede, quando era criança, para aprender a ser humilde e respeitar o trabalho do próximo. É isso.

………………………………….
Estresses à parte, certamente estarei na BGS 2015 e não deixem de conferir, nos próximos dias, várias entrevistas iradas (as que conseguimos fazer) e galerias de fotos aqui no Girls of War! =)

 

[ATUALIZAÇÃO]

A organização da BGS acabou de divulgar os números oficiais de visitantes. Segue abaixo:

 

08 de outubro (quarta-feira)
Jornalistas e Profissionais

14.358 pessoas
09 de outubro (quinta-feira)
Aberto para o público

34.370 pessoas
10 de outubro (sexta-feira)
Aberto para o público

52.760 pessoas
11 de outubro (sábado)
Aberto para o público

78.920 pessoas
12 de outubro (domingo)
Aberto para o público

72.558 pessoas
TOTAL DE PÚBLICO CIRCULANTE* 252.966 pessoas

* Este número não reflete o número de ingressos vendidos, mas sim a quantidade total de pessoas que circularam nos Pavilhões do Expo Center Norte durante a BGS 2014. A soma leva em consideração a rotatividade do público.

Vivi Werneck
Share on Tumblr
Feed do Post
8 Comentários em "Brasil Game Show 2014: nossas impressões [Atualizado]"
  1. 15/10/2014

    Eu queria ter ido na BGS pelo GG, mas não rolou T_T E fiquei sabendo dos problemas da feira (que ao meu ver são coisas normais de qlqr evento assim – quem nunca teve problemas no AF q atire a primeira pokebola…) e essa dos youtubers é de envergonhar mesmo.É isso o q dá inclusão digital. Pra mim pra ter acesso à internet deveria antes ser feito um teste de QI… ¬¬
    Com relação à Nintendo, reza a lenda que ela não quer vir mais ao Brasil desde que foi “insultada” em eventos anteriores. Não sei se é verdade, mas como brasileiro sabe ser mal educado qdo quer, ainda mais pq a Nintendo realmente pisa na bola com relação ao Brasil…, eu não duvido nada que tenha sido isso mesmo…

    • Warfox
      16/10/2014

      Um falta de vergonha principalmente desse merdas
      http://www.youtube.com/watch?v=kWxofbNGhV8&feature=youtu.be
      E por atitudes assim que essa feira deveria ser fechada a publico geral. Eu sinto vergonha dessa atitudes e só piora nossa imagem lá fora, como povo bagunceiro sem organização e ainda por cima criticando um empresa que gasta muito dinheiro só para montar um estande como esse.

      Esses merdas de youtubers deveria nem se chamados para eventos assim.

  2. 15/10/2014

    Vivi falou tudo. BGS é para gamers, esses moleques que se acham os melhores do mundo por terem um canal com trocentos inscritos deveriam se envergonhar de serem mal educados, e não ficar de mimimi porque o segurança malvado colocou ele pra fora. Quem se acha mais importante que os demais deveria se lembrar que a Única Pessoa desse mundo que podia fazer isso era humilde e não se vangloriava.

  3. Darth Gama
    15/10/2014

    Vi um vídeo dos Irmãos Piologo falando justamente sobre esse ocorrido na BGS, claro que eles não foram tão polidos como a Vivi, mas pelo que vi, parece que foi realmente algo do tipo “você sabe com quem está falando?”. E pensar que as pessoas que fazem um trabalho sério normalmente são super-humildes .Em 2011 tirei foto com a Vivi e com o produtor de MK, Hector Sanches, e ambos foram super educados, o que já demonstra que quanto menos esses babacas são, mais se acham, infelizmente.

  4. Marcelo Sarmento
    16/10/2014

    Achei que na BGS pelo menos a Sony ou a Microsoft fosse dar alguma notícia a respeito de preços no Brasil. Nem que fosse pra dizer que vai ficar tudo como está. Mas parece que isso foi ignorado na feira…

  5. 16/10/2014

    “ei, não me empurra não. Cê num sabe quem eu sou?”. Aí eu disse: “não!” e terminei de passar.” LOL Vivi, eu acho que nestes eventos deveria ser liberado você dar machadadas nos aborrecentes.

    Mas acredito que isso foi um problema dos dois lados, tanto da falta de organização do pessoal do próprio evento quanto da falta de respeito de alguns YouTubers. E eu também não acompanho nenhum canal brasileiro faz tempo, acho a maioria muito comédia.

    Eu particularmente não gosto mais de eventos que lotam, por todos esses problemas que você falou. E quando vou é mais por amigos mesmo. E a Jejé devia ter te arrastado pra pista do Just Dance. E deviam ter gravado um vídeo tbm!

  6. Eduardo
    30/10/2014

    Estive na quarta e na sexta e consegui aproveitar e jogar tudo que eu queria mais no primeiro dia, por ter o público reduzido. Tinha um canto bem interessante com arcades antigos e uma exposição de vídeo games de várias gerações. Das coisas que não achei legal foi a disponibilização de poucas estações para jogos como The Order 1886 (04) e Until Dawn (02).

  7. Fabão
    06/11/2014

    Faltou um dado importante ae nos números q a BGS divulgou:

    “Youtubers otários expulsos: 01”

    uhauhauhauhauahuahuahUAHAUHAUHAUHAUAUHAUHAUHAUHAUHAU

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.