Até onde vai seu patriotismo?

Tags: big boss, hideo kojima, kojima, metal gear solid 3, mgs3 subsistence, naked snake

Por Clarice dos Santos

mgs3_logo

Desde que foi lançado o primeiro Metal Gear para o computador caseiro MSX 2, além de focar-se em Solid Snake, o vilão big Boss não passa desapercebido, mesmo depois de sua morte em Metal Gear 2: Solid Snake.

Big Boss enfrentando Solid Snake em Metal GearInicialmente, Big Boss era o comandante de Solid Snake – que na época era membro da Fox Hound – e o instruiu, a pedido dos EUA,  a invadir Outer Heaven e encontrar a mais nova arma nuclear construída: Metal Gear. Mostrando ser, na verdade, o vilão da história e o criador de Outer Heaven, Big Boss é derrotado por Solid Snake, que pensa tê-lo matado, mas isso só acontece em Metal Gear 2: Solid Snake em Zanzibar Land.

Renascendo em 1998 no Sony PlayStation com Metal Gear Solid, Big Boss não é esquecido e é constantemente citado por Liquid Snake, que mais tarde revela ser seu clone, assim como Solid Snake. Em Metal Gear Solid 2: Sons os Liberty (2001), conhecemos outro clone de Big Boss: Solidus Snake, considerado o clone mais perfeito do homem e que atuou como president dos EUA no primeiro MGS. Os três são frutos do projeto Les Enfants Terribles.

bossbv8

Com tantos jogos, tanto foco e ter até clones de Big Boss, o que o fez ser tão importante na saga? Com essa dúvida pairando nas cabeças dos fãs, Kojima resolver contar sua história com o excelente Metal Gear Solid 3: Snake Eater, lançado em 2004 para PS2.

Agradecendo desde já à loja Megalogame, fui agraciada com uma cópia de MGS3: Subsistence, que contém algumas diferenças de Snake Eater e mais alguns Extras.

Snake?

O enredo do game ocorre em 1964, mais precisamente durante a Guerra Fria, quando o Mundo era dividido em Leste e Oeste graças à rivalidade política, ideológica, econômica e militar entre EUA (capitalismo) e União Soviética (socialismo).

308650-914828_20040511_screen012_superLogo no começo do game vemos um grande avião sobre o espaço aéreo soviético e, dentro dele, vemos uma figura bem conhecida dos games anteriores: Snake. Mas, peraí, o ano mostrado é 1964, não pode ser Solid Snake! Em MGS3, o jogador entra na pele do agente da FOX, Jack, codinome Naked Snake. A primeira missão do jogo é chamada de Virtuous Mission (ou Missão Virtuosa) onde o objetivo de Snake é encontrar Sokolov, um cientista soviético especialista em foguetes que começou a desenvolver armas também. Com medo de suas criações, ele e sua família fugiram da União Soviética. Na mesma época, os EUA e a União Soviética discutiram sobre retirar os mísseis soviéticos de Cuba até que entraram em um acordo: os mísseis seriam retirados se Sokolov voltasse ao seu país.

Com Sokolov de volta ao “lar” e trabalhando muito no centro de pesquisas do país, o desenvolvimento de sokolov2uma enorme arma nuclear a fim de lançar mísseis é continuada e quase finalizada. Para que a conclusão dessa nova arma seja interrompida assim como uma nova Guerra Mundial, Sokolov precisa voltar aos EUA.

Para conquistar o mundo, Coronel Volgin (coronel das Spetsnaz GRU) pretende usar Shagohod e consequentemente Sokolov para isso, fazendo com que seu resgate seja ainda mais urgente. Volgin também conta com a ajuda da unidade OCELOT de Spetznaz, comandado por ninguém menos que Adamska, ou carinhosamente conhecido pelos fãs por Revolver Ocelot.

Opa! Peraí… tem algo errado!!

mgs3-5Infiltrando-se em Terras Soviéticas, Snake finalmente encontra Sokolov em uma Fábrica localizada em Tselinoyarsk. Durante o resgate de Sokolov, Snake encontra Ocelot – sim, só que mais novo e mais burrinho, tadinho -o nocauteando e conseguindo sair do local com o refém. Quando está prestes a livrar Sokolov das mãos de GRU, The Boss – mentora de Snake – aparece com dois mísseis nucleares americanos em mãos, interrompendo o resgate, assim como Volgin e o COBRA Unit também dão as caras.

Sendo derrotado por ela e com Sokolov recapturado, Snake é resgatado, sem acreditar que a sua mentora mgs3-volgintraiu os EUA, sendo uma das fortes aliadas de Volgin. Com os mísseis nas mãos do Coronel, ele lança um deles em direção ao Centro de Pesquisas onde Sokolov trabalhava anteriormente, fazendo com que a União Soviética se enfureça, pedindo para que os EUA prove sua inocência. Para isso, algumas semanas mais tarde, começa a Operação Snake Eater.

Tá tudo legal, tudo muito lindo, mas como joga?

controle

Em MGS3 temos a opção de comuflarmos Snake de acordo com o ambiente em que ele encontra. Podemos deixá-lo com a roupa e a pintura do rosto verde-folha, ou vermelho como os tijolos da Fábrica onde encontramos Sokolov e assim por diante. Dá até para deixá-lo sem camisa, para a alegria da mulherada. Woohool! Para sabermos se Snake está bem camuflado, no canto superior direito está a indicação de camuflagem que é mostrado em porcentagem: porcentagem alta, ele está bem camuflado, porcentagem zero ou negativa, MANHÊ, OLHA EU AQUI, tá todo mundo me vendo!

barras

Outro diferencial do game é a energia. Se Snake for atingido por tiros ou sofrer cortes, o jogador precisa realizar os primeiros-socorros com os itens disponíveis na listagem à direita e à esquerda da tela. Não precisa se preocupar se você não sabe o qu usar, cadas item tem a sua descrição, tornando a cura mais fácil. Com Snake tratado, sua energia se recupera sozinha, desde que ele fique parado em um lugar seguro.

cureEntão não tem Ration? Não, mas tem coisa pior: cobras, ratos,  e outros animais que Snake precisa caçar na selva para se alimentar. Juntamente com a barra de energia, encontramos embaixo desta a barra de Stamina, que favorece – ou prejudica – o seu desempenho em combate. Com a barra de Stamina cheia, Snake fica mais ágil e sua mira é mais precisa, caso contrário ele começa a tremer, sua mira fica uma caca, assim como seu disfarce. Cansei de chegar atrás do soldado soviético, quietinha, e de repente: “ROOOOOOOONCC!!!”, o estômago ronca altão!Portanto,  além de seus ferimentos, fique de olho na barra de Stamina para não fazer a mesma bobeira que fiz em deixar Snake com fome e o estômago roncando.

A jogabilidade é a mesma dos jogos anteriores, mas as únicas coisas que mudam são os equipamentos: por ser ambientado nos anos 60, obviamente Snake usa equipamentos e armas da época como a substituição do radar dos jogos anteriores com um sensor de movimentos, mas tudo ele tem que encontrar pelo caminho, pegar de inimigos, ele vai para a Virtuous Mission sem absolutamente NADA, por isso que seu codinome é Naked Snake. Ou seja, fique bem esperto com equipamentos no chão. Se você não sabe como pegar as armas dos inimigos, uma vez que eles estão mortos ou nocauteados no chão, é só pegá-lo e soltar que seu equipamento “cai”.

Aliados

aliados

  • Major Zero: Comandante de Snake na Virtuous Mission e na Operação Snake Eater;
  • Para-medic: Auxilia Snake a realizar os primeiros-socorros em si. Também o distrai algumas vezes com conversas sobre filmes, e é em uma de suas conversas que descobrimos que Snake morre de medo de Drácula e vampiros;
  • Sigint: Cede informações sobre armas e equipamentos a Snake. É um velho conhecido dos fãs de MGS, mas não falarei N-A-D-I-C-A (Didier, fica quieto!!);
  • Eva: Espiã aliada a Snake que tem como missão auxiliá-lo em sua Operação, matar Volgin e roubar a Philosopher’s Legacy, uma quantia de cem BILHÕES de dólares “lavados” durante a Segunda Guerra Mundial pelo pai de Volgin.

Inimigos

COBRA

  • The Fury: Membro de COBRA com um jato nas costas – o que o faz “voar” – e munido de um lança-chamas. Chatinho demais;
  • The End: Véio chato, extremamente chato. Em uma parte do game, em que ele se encontra quieto em uma cadeira de rodas, o jogador pode optar em matá-lo. Se não o fizer, tem que matá-lo na raça, se escondendo o tempo todo e o procurando, já que ele é um Sniper experiente. Na primeira vez que joguei, a ANTA aqui ficou parada – já que ele é um sniper, ficar quietinha,né? – procurando ele em visão de primeira pessoa, quando de repente escuto o mato atrás de mim se movendo… ERA ELE. Lindo, tomei um tiro na nuca e fui presa ;
  • The Joy: The Joy na verdade é The Boss, fundadora da COBRA Unit. Mais uma vez ela se junta com seus “filhos” em mais uma missão;
  • The Sorrow: Morto por The Boss há alguns anos, ele não é bem um inimigo. Em algumas cutscenes, se o jogador pressionar o R1, poderá ver The Sorrow como um fantasma no cenário dando algunas dicas. Em uma parte do jogo ele até que ataca Snake, mas é menos chato que os outros membros de COBRA;
  • The Fear: Extremamente ágil e munido de uma Stealth Camouflage. É difícil de derrotá-lo, mas é só ficar esperto nas “deformações” no cenário e notar um movimento estranho. As folhas caindo também ajuda;
  • The Pain: Carinha chato que controla abelhas. Ele é chatinho de derrotar, fazendo com que Snake fique maior parte da luta debaixo d’água.

volgin_ocelot

  • Coronel Volgin: O vilão principal do game. Com a Philosopher’s Legacy ele começa a produção de Shagohod, arma nuclear com que pretende vencer a Guerra Fria a favor da União Soviética e depois começar uma nova Guerra Mundial;
  • Ocelot: Major GRU a comando de Volgin e comandante da Unidade Ocelot de Spetznaz. Durante o game descobrimos até quem são seus pais.

E está bonitão?

Naked SnakeEm comparação com o seu antecessor, MGS3 está MUITO bonito! Os detalhes dos cenários e dos personagens não deixam a desejar. Claro que a movimentação dos lábios pode não ser lá essas coisas, mas o movimento dos corpos e alguns detalhes com os cabelos se movendo, a grama dobrando quando você rasteja sobre ela e a água do rio correndo é muito bem feito se comparado com Sons of Liberty.

As cutscenes dão um show no game. Se vocês assistirem todas as cutscenes, direto, dá umas 5 horas mais ou menos. Terminando uma vez o jogo, podemos assistir todas as cutscenes de uma vez só ou escolher uma por uma, incluindo uma propaganda sobre MGS4 sem o Snake, que tem até uma piadinha com Splinter Cell!

E Big Boss??

Depois de falhar na Virtuous Mission, Snake recupera-se de seu último encontro com The Boss e retorna à Terras Soviéticas para matá-la a metal-gear-solid-3-snake-eater-20040721022521221mando de Khrushchev e recuperar Sokolov. Durante a Operação Snake Eater, ele encontra sua mentora várias vezes, mas para finalizar a operação com sucesso, o jogador precisa derrotar todos os integrantes de COBRA Unit e Volgin antes do último encontro com The Boss. Com a “traidora” morta e a inocência dos EUA provada, Jack/Naked Snake é nomeado Big Boss.

350662-big_boss_salute_superO tapa-olho de Big Boss foi consequência de uma sessão de tortura que ele sofeu nas mãos do Coronel Volgin. Quando Ocelot estava quase atirando em EVA (disfarçada de Tatyana) fazendo uma “misturinha” de malabarismo com 3 armas e roleta russa, Snake se joga na frente dela e acaba levando um tiro no olho…ai! Tadinho! A ideia inicial era de The Boss arrancar o seu olho a mando de Volgin para provar sua lealdade, mas ela “enrola” e ele acaba levando o tiro.

Enfim, o jogo é bom ou não?

SIM, o jogo é EXCELENTE! Jogabilidade ótima, gráficos absolutamente lindos, um enredo que PQP. MGS3: Subsistence também faz a minha MGS3 Subsistence Alt Cover Metal Gear USalegria por ter versões atualizadas dos primeiros games lançados para MSX, ou seja, fiz a festa… mas não terminei os jogos ainda.

Além de versões melhoradas dos games antigos – que na verdade são as sequências cronológicas de Snake Eater – a câmera agora é controlável no jogo e um modo Online de MGS3 foi adicionado, podendo jogar em batalhas Deathmatch ou Captura de Bandeiras. Na Europa foi lançada uma outra versão de Subsistence com 3 DVDs: Subsistence (O jogo “Snake Eater”), Persistence (modo online, jogos de MSX atualizados e a missão Snake Vs Monkey) e Existence (as cutscenes do game com algumas cenas extras e trailer do TGS de MGS4).

Pelo jogo ser tão bom graficamente quanto seu enredo, o reconhecimento veio e conquistou vários prêmios como Melhor jogo de PS2, Melhor Enredo, Melhor Efeitos Sonoros entre outros.

Jogando o game novamente percebi que MGS3 está pau a pau com MGS no quesito melhor jogo da série, na minha opinião! Páreo duro, gente! E, já adiantando para vocês, quem não jogou e for sensível, vai chorar muito no final viu? Só de lembrar do final já estou com um nó na garganta, mas não vou falar pra vcs pra não estragar a surpresa. O que mais emociona é o que o patriotismo faz com uma pessoa… nem que seja o auto-sacrifício.

Novamente, agradecimentos à Megalogame pelo jogo. Muito obrigada!

Clarice dos Santos
Share on Tumblr
Feed do Post
68 Comentários em "Até onde vai seu patriotismo?"
  1. 28/08/2009

    MGS3 é um dos meus jogos favoritos, de sempre. Curiosamente, só o acabei 1 vez; prefiro guardar a experiência, imaculada, que continuar a explorar a coisa.

    Fabuloso :)

  2. 28/08/2009

    È o 007 ,censura 18 anos que não passa nos cinemas ^^

  3. Cristiano
    28/08/2009

    O melhor jogo que eu joguei em toda minha vida,sendo inclusive melhor que mgs4,realmante o melhor

  4. c r ) s
    28/08/2009

    .. voltei a jogar .. acho q eh a 5º ou 6º vez .. sempre tem alguma coisa q não tinha visto ..

  5. 28/08/2009

    rá, post-jabá dos bons clarice ^^
    realmente, tem muita gente q conheceu a série MGS por este game. Já eu conheci a série pelo MGS2 XD

  6. Ally
    28/08/2009

    Boa idéia!
    Mas quando for fazer um cosplay de alguma personagem do MG não esqueça de pegar a sua famosa “Faquinha de Plástico” e tirar uma foto em posição de ataque (ui). Daí é só editar no Photoshop um balão escrito:
    “AGORA É SUA VEZ DE SOFRER, KOJIMA MALEDETO!”

  7. 28/08/2009

    Graças a este post, acabei de lembrar que o único Metal Gear q eu terminei até hj foi o MGS 1… q vergonha :(

  8. Lucas Xavier dos Reis
    28/08/2009

    Baaaaahhhhh como eu amo esse jogo! Não vou nem começar a falar o que eu penso, senão o comentário vai ficar gigantesco! Quando começo não consigo parar de falar bem de (2)…Fallout 3! *___*

    Fiz a mesma coisa que a bebs fez, mas como o meu gosto. XD

  9. Jhun
    28/08/2009

    “Reloading like this…ITS A REVOLUTION!!”

    Para Clarice:

    “EVA: Eu ouvi falar que um dos Cobras está esperando por você na floresta, na base das montanhas. Ele é o lendário franco-atirador chamado The End.
    SNAKE: É, eu já o vi antes. Aquele cara ridiculamente velho, certo?
    EVA: Não o subestime. Ele é conhecido como o pai do sniping moderno.”

    XD

    Krk me lembro até hj lá na década de noventa qdo minha mãe me comprou um Dynavison 3 Radical com fita de 7 jogos. ^^
    Qdo passamos em frente a Casa & Vídeo, eis que vejo o cartucho (todo mundo sabe o que é isso né? hehe) do Metal Gear do NES.
    Comprei sem nem ao menos saber a raridade que tinha em mãos.
    Só pra constar, o cartucho existe até hj.
    Pra mim é a melhor série de todas.

    PS: final muito bom msm. Cheio de areia nos olhos, como diz um amigo meu. ^^

    Big Boss rulez.
    The End rulez.
    Kojima rulez.
    Cyborg “Hurt Me More” Ninja rulez.
    ^^

  10. Rato.
    28/08/2009

    ok, primeiro post por aqui, tsc tsc… Precisa se registrar ou é só escrever assim mesmo, sem compromisso?

  11. Rato.
    28/08/2009

    A proposito, como fasso para trocar essa foto da “amebinha”?

  12. 28/08/2009

    […] post by Clarice dos Santos Share and Enjoy: These icons link to social bookmarking sites where readers can share and […]

  13. Roberto
    28/08/2009

    Acho o original de Playstation e o remake do cubo os mais “legais”, por assim dizer, porém, esse definitivamente é o mais “emocionante”. As inúmeras referências à cultura pop em geral, o humor “involuntário”, acho, em algumas partes (a conversa sobre os cogumelos que recarregam baterias com a Paramedic, putaquipariu, que negócio mais engraçado. Sem falar nos siris! Olioliooooo! XD).
    E o final, rá, é mesmo o final. E até me faz torcer pra que o Liquid consiga realmente estabelecer definitivamente Outer Heaven em MGS 4 (que ainda não joguei; PS3 é o próximo investimento…).

  14. Roberto
    28/08/2009

    Faz da Eva! Faz da Eva! #rebeva

  15. 28/08/2009

    Já dei (uii) uma olhada rápida no jogo e ele parece muito bom. Me dá pena de saber que o máximo de MG que joguei foi 15 minutos, isso somando todas as vezes que joguei.
    E eu pensei que o post era da Bebs. eu não li quem tinha escrito, e se a Bebs não tivesse colocado Gema, eu não perceberia que o post era da Clarice.

    • 29/08/2009

      Mas, sei lá, quase todo post sobre MG ou Castlevnia eu penso que é você que esreveu. Acho que é de tanto você tagarelar falar do quanto você gosta dos jogos, que eu assimilo que Castlevania e MG no Gow é escrito por você

      • 29/08/2009

        MORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!
        xD
        Então vc leu TODOS os posts de Castlevania no blog achando que era da bebs,é?¬¬
        xD
        nhac nhac *Caninos prontinhos pra morder*

      • 29/08/2009

        Castlevania até que não, mas os de MG sim, TODOS eu pensei que eram da Bebs. Na época do maledeto, se me lembro bem, você escreveu um post sobre MG, e eu só fui perceber que era seu algumas horinhas depois.

        Acho que meu cerébro associa os post do Gow assim:
        Jogos musicais: Carla
        Metal Gear: Bebs
        Assuntos “diferentes”: Bruna
        Sangue, e/ou títulos que envolvam isso: Vivi
        Castlevania ou qualquer um que não se encaixem nas outras definições: ClariSSe(sim, com SS mesmo. hj eu não estou com medo da morte[acho que é a fome])

  16. 28/08/2009

    Clarisse!

    Por favor faz um review de todos a série de metal gear? :D

    Fatos interessantes do Metal Gear Solid 3:

    – Não existia Ration, massss Naked Snake foi apresentado a um alimento futuristico… o Miojo :D Sério Ele pode comer miojo!

    – Eva e Naked snake “VIVEM FELIZES PARA SEMPRE” no final ;) hehe

    Parabéns pelo texto!

  17. 28/08/2009

    Puuutz… ClariCe com C

  18. Technology
    28/08/2009

    AI AI AI ui ui…

    A Rebeca de The Boss ou Eva iria ficar lindona.

  19. 28/08/2009

    Meu deus, clarice voce entendeu a historia toda?!
    MEstre de MGS !!!

    Parabens pelo Post!!!!

    • 28/08/2009

      Yeah,baby,yeah!!! [Austin Powers mode on*mesmo eu odiando o personagem ¬¬*]
      Sou apaixonada por MGS,não falei??Rsrs
      xD

  20. 28/08/2009

    O meu preferido, sem dúvida.

  21. Roberto Pace
    28/08/2009

    MGS3 é um dos melhores games de todos os tempos!

    ps:
    Até hoje fico Fu#$@% quando alguém vem me dizer que Splinter Cell é melhor!>_>

    • 29/08/2009

      heheehehe nem tem comparação MGS Wona qq coisa xD

    • 29/08/2009

      Concordo que aqui falar de Splinter Cell ta fu..ferrado(carregendo a minha MB)

    • 30/08/2009

      Splinter Cell é melhor.

      • 30/08/2009

        Que agendar a tortura para hoje ou quer se despedir dos amigos.

  22. Fabão Estácio
    29/08/2009

    eu nunca joguei nenhum MGS,,,,
    não… pedras naaaaummmmm…….ai

  23. 29/08/2009

    Um ótimo jogo, sem dúvidas alguma.

    Ótimo post Cla. =*

  24. Heishiro Mitsurugi
    29/08/2009

    Excelente Clarice, este post ficou fantástico.
    Assim como muitos gamers, Metal Gear é a minha série favorita. Adoro o jogo, enredo, persongens e as músicas do jogo.

    MGS 3 foi o único jogo que me emocionou a ponto de segurar por orgulho as lágrimas, por pouco não chorei no final. Gosto muito do MGS 1 e 2, são excelentes, mas o 3 tem algo especial que não sei explicar com palavras, o seu enredo e desfecho são fabulosos.

  25. 29/08/2009

    O MGS 3 foi foda, mas que sacanagem é essa de não me deixar falar do Sigint e das armas que foram produzidas durante o anos da Guerra Fria.
    Guerra Fria é ate o tema do meu portifolio.

  26. 29/08/2009

    Que sa-sa-sa safadeza.
    Zueira, mas pensando bem Sigint me lembra de mais Drebin893

  27. viverumsonho2
    29/08/2009

    GOSTEI DAS SUAS PALAVRAS

  28. 29/08/2009

    Metal Gear Solid mudou minha vida.

    No sentido que mostrou pra mim que histórias geniais podem ser contadas em videogames. Mostrou pra mim que robótica é realmente legal. E o mais importante; re-afirmou o que eu mais valorizo em um jogo: jogabilidade

    Eu não quero dizer que ela é ruim; sendo mais específico, EU sou ruim com ela. Stealth 1a/3a pessoa não funcionou nem um pouco pra mim ;/. A história de um jogo pode ser ruim e o jogo continuar sendo bom: não faltam exemplos. Os gráficos podem ser fracos mas ele ainda pode ser bom. O jogo pode ser horrível mas se ele tiver uma jogabilidade agradável, isso compensa 70%.

    Depois eu explico melhor isso, to meio sem tempo, mas em suma eu sempre tive problemas com a jogabilidade. Joguei o MGS 2: Sons of Liberty até onde aguentei, muito pouco do 3 e curiosamente meu primeiro jogo pra PS1 foi MGS. (talvez tenha traumatizado a pobre criança que rushava nos guardinhas e morria sempre =p)

  29. 29/08/2009

    […] Até onde vai seu patriotismo? « Girls of War girlsofwar.wordpress.com/2009/08/28/ate-onde-vai-seu-patriotismo – view page – cached #RSS 2.0 Feed de Comentários de Girls of War » Até onde vai seu patriotismo? Girls of War Categoria: Games para garotas. Minha OLD!Gamer chegou!! *_* — From the page […]

  30. Yshihitsu
    29/08/2009

    adoro metal gear to esperando mtuuuu o mgs rising

  31. Peter
    30/08/2009

    meu MGS4 de PS3 num funfa + :(
    caiu a luz aqe da vila qnd eu tava actualizando!! :(

  32. whataversity
    30/08/2009

    Artigo espetacular sobre MGS, o melhor da internet!

  33. Hélio
    30/08/2009

    Olá, Clarice! Belo post sobre Metal Gear Solid 3! Esse é o meu jogo preferido e eu adorei a matéria! Só não concordei muito com a história do Ocelot ser um pamonhão, afinal, depois dos créditos finais (spoiler), ele mostra que enganou todo mundo e era um agente triplo, porque enganou a CIA, A KGB e a GRU. Mas,de resto, a matéria está ótima. Parabéns.

    • 30/08/2009

      É, eu sei disso, mas preferi não contar spoiler na matéria, sabe?Rsrsrs

    • Shadow Warrior
      31/08/2009

      É tem razão, o “pamonhão” era outro… rsrs
      (¬¬° prefiro não comentar)

  34. Hélio
    31/08/2009

    Ah, Rebeca, mas eu avisei que era spoiler antes de dizer e, além disso, você não precisava despistar nada… Acho meio injusto fazer os outros pensarem que o Ocelot era bobo quando, na realidade, ele era o grande esperto da história, certo? Se você não queria que eu defendesse o Ocelot nem que os outros desconfiassem, na minha modesta opinião, era só não ter dito nada… E depois, eu só disse que ele tinha enganado a todos, mas não revelei o principal: os reais interesses dele como espião triplo. E vamos ser honestos,né? Quem joga Metal Gear sabe que ninguém é santinho e isento de segundas, terceiras e centésimas intenções nos games da série, certo?
    Sobre o “elogio” do Shadow Warrior, ele prefere se esconder nas “shadows” (sombras) do que colocar o nome verdadeiro no blog pra eu saber quem está me zoando… Muito corajoso da parte dele…

    • 31/08/2009

      Ele ficou fodão em MGS, pois em MGS3 ele conseguiu travar a arma com a bala da mesma enquanto ele se achava o foda,ou seja, na época era patetão (tá tá tá, sei que ele enganou um monte de gente e bla bla bla, mas ele foi meio bobo nessa parte xD)

    • Shadow Warrior
      01/09/2009

      Tá doido rapaz??
      Não tava te zoando não. Eu ainda concordei contigo, disse que o “pamonhão” era outro, mas que não ia comentar pra não gerar mais spoilers.

  35. Hélio
    31/08/2009

    Rebeca, sem querer zoar, mas logo você, que me condenou pelo spoiler, foi dizer lá em cima que odiou a Eva no final do jogo? Ah, menina!

  36. Hélio
    01/09/2009

    Tudo bem, Clarice, ela não disse por que, mas falar que odiou a Eva no final é quase entregar a verdade sobre ela, não é? Afinal, durante todo o jogo, existe uma certa desconfiança no ar pelo fato de ela ter aparecido em Rassvet no lugar do ADAM, certo? Era isso que eu queria dizer… Mas, enfim, acho que a sua matéria está ótima e, se eu espoliei, eu também errei. Eu acho que essa discussão boba está estragando o tópico, então é melhor eu parar por aqui.

  37. Hélio
    01/09/2009

    Agora, Rebeca, sobre o Ocelot ser um dos meus personagens preferidos, eu acho que passei a apreciá-lo mais no terceiro jogo (achei legais aqueles ricochetes dele), mas uma personagem que eu (e todos, é claro) admiro muito é uma que eu não posso falar, senão seria outro spoiler, e aí ninguém merece rsrs
    Pra falar a verdade, eu fiquei feliz à beça de ver essa matéria no blog de vocês, porque, com o PS3 no mercado há anos, achei que o legado do Naked Snake não receberia as devidas homenagens. Foi ótimo ver o meu “jogo de cabeceira” no blog de vocês. Obrigado.

  38. Hélio
    01/09/2009

    Shadow Warrior, foi mal, cara… Eu entendi errado, cara. Forte abraço.

  39. Hélio
    01/09/2009

    Ah, Rebeca, eu achei que era meio óbvio…Mas já que você pediu, tudo bem: é a The Boss. Afinal, é difícil não gostar dessa personagem depois que você termina. Mas eu não posso dizer mais nada sobre ela, senão o povo vai desconfiar…

    • Hélio
      01/09/2009

      Pois é, Rebeca, e me diga uma coisa: você não sentiu também que, na vida real, muito do que os livros de história dizem pode ser manipulado pelos interesses dos políticos? É triste pensar na idéia de uma pessoa ser boa e honesta a vida inteira e depois ser taxada de má pelas gerações futuras…Acho que essa é uma das maiores lições do jogo.

  40. Hélio
    01/09/2009

    Mas, sobre o jogo em si, já que eu já postei tanto, é melhor eu também dar a minha impressão geral dele: bem, antes de conhecer o Metal Gear Solid 3, o meu jogo preferido era o Final Fantasy VII, porque ele me emocionou realmente e eu já o joguei inteiro umas três vezes. O Metal Gear Solid 1 era o meu segundo preferido. Mas depois de conhecer uma história tão perfeita como a do MGS3 (melhor que a maioria dos filmes e até que muitos livros por aí), tive que colocá-lo no topo da minha lista. Fiquei muito impressionado de ver o jeito vivido do protagonista e a maneira como ele encara tantas situações complicadas, sempre mostrando firmeza de caráter, habilidades excepcionais de soldado e como ele resiste sem titubear a coisas horríveis que a maioria nem sonharia em experimentar. Eu acho que o que mais cativa no Snake é que ele é um homem de verdade, sem frescuras e que sabe ser objetivo e fazer o que tem que ser feito independentemente das dificuldades. E o que dizer da trilha sonora? Sério mesmo, no final, depois que a verdade é revelada, não há como não ter vontade de derramar pelo menos algumas lágrimas enquanto aquele triste discurso é feito e a música tocante de fundo embala a expressão sofrida do Snake. Fora que você realmente percebe que isso tudo tem muito a ver com a vida real, onde os interesses das grandes nações costumam ser colocados na frente da ética e do respeito pelos seres humanos.
    Metal Gear Solid 3 não é só um jogo “divertido e pronto”: é um jogo brilhante, inovador, artisticamente lindo e que deveria servir de exemplo pras outras produtoras, para elas tentarem caprichar mais na história e em todos os demais aspectos.

    • Hélio
      01/09/2009

      É, eu fiquei supercurioso com esse arrasa-quarteirão do PS3. Mas sabe como é, né? Falta comprar o PS3 para ter acesso a esse jogo.

  41. Danilo
    02/09/2009

    Clarice minha querida…
    Você realmente estava com disposição para escrever este post mesmo!!
    Mas acredito que tenha sido um das melhores reportagens sobre o jogo, meus parabéns!!!

    Esclarece fatos e personagens para os que iniciaram agora a jornada no mundo Metal Gear e claro, sempre uma leitura prazerosa para os fãs de carteirinha.

    Desde já confesso que não acompanhei a série Metal Gear desde o MSX, assim como, confesso não ter tempo para jogar os antigos. Mas acho que foi em janeiro de 2000, mesmo em japonês, foi quando joguei metal gear solid 1. Quem diabos era “Sorido Sunake”??? W.T.F is “Metaru Gia”??? E mesmo assim, apenas com meia dúzias de Kanjis e apenas o Katakana na ponta da língua, mais as imagens do jogo, consegui entender de certa maneira quem era Solid Snake e a sua jornada para destruir as armas de destruição em massa ao redor do globo.

    2002 Joguei a versão americana. PERFEITO!!!!!! Entendi toda história, Solid nada mais é como um ser um humano comum a plena vista, porém como dito pelo próprio Vulcan Raven…”..boss (Liquid) esse homem é diferente, ele se transforma em demônio no campo de batalha..”. Esse é o resumo desta personagem. Um soldado Fiel, corajoso e com uma vontade para Rocky Balboa nenhum botar defeito!!! Nem mesmo o poderoso Psycho Mantis conseguiu acessar a parte de Snake programada para batalha (huahauhauah Crazy Kojima).

    Mesmo no “Sons of Liberty”, que infelizmente muitos acharam Raiden um banana e não poder jogar com Snake, o jogo foi uma surpresa da melhores! Vimos o ponto de vista não de Snake..mas como é alguém conhecendo a lenda. E fica claro no futuro a influencia de Snake na vida de Raiden. Sim, o segundo jogo é muito bom!!! Raiden é a nova geração de heróis, moldados pelas crenças do velho Snake, adaptado para as novas guerras…”Raiden, You’re the lightning in the storm”

    2008…Conheci BIG BOSS e também uma das melhores personagens já existentes no mundo dos games, The Boss, the mother of all special forces. A mulher que ensinou todos os soldados os preceitos de lealdade e cumprimento do dever. “Snake, your mission above your personal felling. The mission to the end”

    Por final acabei de terminar o 4 (Abriu a roupa do Altair..que loucura, huahauhau). Chorei….chorei não minto. Foram 10 anos acompanhando de perto uma das melhores sagas do video game, que teve seu final a altura. “The War has Change”..de fato..está realidade é agora..como diz no jogo o futuro nem é tão distante assim..empresas como a Black Water contratam ex-soldados para atuarem no Iraque. Mercenários contratados por uma empresa com “CNPJ” e que recolhem impostos para o governo. Governo este que financia guerras. Não é teoria da conspiração..se fosse teoria, seria bom. SOP meus amigos…isso foi denominado no jogo de SOP.

    Mais que um jogo, a saga metal gear passa uma mensagem para aqueles possam entender. Se você passa por adversidades…acredite nos seus ideais, nunca se desvie do caminho correto…..nunca se esqueça..ame, chore, ria, divirta-se, cuide…viva!!!

    “Stop fighting, you earn you’re right to rest…Live Snake…Live!!

    Fica agora o convite para a Rebeca escrever sobre Metal Gear 4, já que ela é mais fã do que eu e COM CERTEZA menos fã do rapaz que compilou todas as cutscenes e botou na internet, hehehehehe..bincadeirinha Rebeca..você domina!! Girls of War dominam!!!!

  42. 03/09/2009

    MGS3 é provavelmente o melhor da série, juntamente com o segundo capítulo para MSX (de notar que o primeiro MGS vai buscar tanta “inspiração” ao 2º jogo para MSX que nem quis acreditar).

    • Hélio
      03/09/2009

      MGS 3, na minha opinião, é mais que o melhor jogo da série: é o melhor jogo já feito. Sei que existem muitos concorrentes de peso, mas esse game realmente tudo o que eu esperava em termos de história, jogabilidade, gráficos, músicas, etc. Enfim, se eu ficar falando, vai sair um texto enorme de novo!

  43. Leane Rosa
    03/09/2009

    Nossa preciso tomar vergonha na cara e jogar a série…
    mas a falta de tempo me consome!

  44. Romulo
    03/09/2009

    Esse jogo é bom :) Mas po eu peguei a 20th Colletion por 6700 Ienes :) *–*’ Tambem tem esse .-.

  45. Marcelo Amadeu
    06/09/2009

    Não posso fala nada esse jogo, pra mim, é o melhor do PS2.
    So maior fã de MGS já joguei todos e zerei menos o MGS4 =[ porque falta um PS3 Ahsuahsuh.
    Nesse post você falou tudo que tinha que falar (até um pouco a mais AUShuH) sobre esse ótimo jogo tá de Parabéns. =D

  46. alex
    31/01/2010

    Esse foi primeiro jogo que eu viciei. Zerei 5 vezes e sempre achava algo novo.Esta na minha lista de 10 jogos preferidos.

  47. Hélio
    28/01/2012

    Estes dias, depois de zerar o espetacular AC Brotherhood, resolvi ligar o PS2 e rejogar o meu all-time favorite game: Metal Gear Solid 3. Estou já na parte do The Sorrow, e acho impressionante como os anos passam e esse game só se prova mais e mais perfeito.
    Eu tinha esquecido o quanto os diálogos do codec são engraçados e divertidos. xD
    Ontem, passando pela parte da tortura, depois eu fui salvar, aí a Paramedic me fez rir: ela começou a contar uma história de Drácula lá, e o Snake todo machucado pedindo pra ela não contar rsrs
    Mas o q eu achei mais engraçado de tudo foi q eu resolvi usar aquele truque de matar o The End acelerando o relógio do PS2 pra dez dias à frente. Aí ri DEMAIS do diálogo com o Major Zero no Codec. O Snake diz q encontrou o The End morto, aí a Paramedic adverte q deve ter sido pela idade avançada. Aí o Snake lamenta ter desapontado o velho, q queria uma luta justa contra ele. Bom, aí o Major Zero responde algo como:

    – Ouça a vc mesmo, Snake. Iso é uma missão. Não é um esporte, vc não está indo atrás do ouro em Tokio ou algo parecido. Foque-se na missão. rsrsrs
    Putz, cada diálogo mais engraçado q o outro…rsrs

  48. Binho Batista
    10/06/2012

    Sou fã de metal gear, inclusive acabei de zerar metal gear solid 4 agorinha mesmo rs, e confesso que o final é emocionante, dá vontade de chorar….só pra quem jogou os games anteriores mesmo pra entender essa vontade de chrar em MGS4.

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.