Assassin’s Creed Brotherhood – Parte I: Análise

Tags: Assassin's Creed Brotherhood, Assassin's Creed Brotherhood story, ps3, Ubisoft, Xbox 360

Por Clarice dos Santos e Vivi Werneck

Resolvemos fazer um especial desse incrível título da Ubisoft para os nossos leitores serelepes. Esse post especial será dividido em duas partes: essa primeira com a análise do ACB e uma segunda com uma entrevista bem legal com os produtores do game! Sim, pequenos herculoides, falamos com o responsável pelos scripts do jogo, o diretor de missões, o game designer principal e…. Ah, bom vocês lerão a entrevista depois! rs.

– Curtam a primeira parte do especial Assassin’s Creed Brotherhood com a análise do game:

Se você achou que a jornada de Ezio (todo bom) tinha acabado em Assassin’s Creed 2, enganou-se! O que vimos no jogo foi somente a primeira parte da história do assassino italiano-gato-comelão.

Com o sucesso do segundo título da série, a Ubisoft lançou ano passado Assassin’s Creed Brotherhood, onde continuamos na pele de Ezio, agora líder da Irmandade dos Assassinos e com o objetivo de recrutar mais amiguinhos sanguinários para livrar o mundo da Ordem dos Templários do Cão.

Um aviso: o texto abaixo PODE CONTER SPOILERS, então não venham com mimimi.Segunda Parte

No fim de AC2, Ezio vai até o Vaticano para recuperar a Maçã das mãos de Rodrigo Borgia (líder dos Templários que tornou-se Papa com o passar dos anos no jogo). Derrotando o Papa, Ezio poupa sua vida (burro pra dedéu) e entra no Vault com a Maçã, onde tem uma conversa um tanto quanto estranha com uma entidade que aparece em sua frente: Minerva. Ela conta sobre o surgimento dos humanos, feitos a partir da aparência de sua raça, de como foram traídos por suas criações e sobre o perigo que o Mundo corre nas mãos da Cruz. Curiosamente, Minerva fica boa parte do tempo olhando para o “nada” (dorgas?) e diz que a salvação do Mundo está nas mãos de DESMOND, deixando Ezio a ver navios, não entendendo lhufas.

Minerva "olhando" para Desmond, passando uma mensagem a ele através de Ezio.

Depois do evento, agora em AC Brotherhood, Ezio nota que Rodrigo desapareceu e foge de Roma na companhia de seu tio Mario rumo à Vila Auditore, onde se encontra com os outros membros da Ordem dos Assassinos.

E Desmond? Bom, tudo isso que ele vê no começo do jogo é através do Animus 2.0 instalado dentro de uma Van durante sua fuga do Abstergo, já que a empresa (vulgo os Templários) encontraram seu esconderijo. Depois de matar alguns soldados e verem Vidik fugir, Rebecca, Shaun, Lucy e Desmond fogem também. Adivinhem onde que eles se escondem? Na Vila Auditore, em 2012, mais especificamente no Santuário dos Assassinos, que continua intacto! NOSTÁLGICO!

Obs da Clá: Essa parte do jogo me deu um aperto no coração, ver a casa do Mario destruída depois do ataque mas ainda lá…snif.

Obs da Vivi: Essa parte do jogo foi um enorme “WTF?” pra mim (pensei: “que p… de cidade é essa?), já que ainda não tinha jogado o ACII quando começei o Brotherhood, rs.

O vilão da vez

Depois de ter feito a imensa CAGADA de deixar Rodrigo vivo (Vivi: se fosse comigo o “Digão” estaria em pedaços), a Vila Auditore é atacada por Cesare Borgia e seus homens. Cesare recupera a Maçã das mãos de Mario e o mata (NÃÃÃÃOOO!!). Com o ataque, todos os habitantes da Vila são obrigados a fugir, inclusive Ezio, que fica gravemente ferido com um tiro no ombro.

Desmaiando no meio do caminho, Ezio é levado para Roma e acorda na casa de uma estranha, sendo tratado por ela. Ao levantar-se, ele se depara com uma hidden blade e vestimentas de Assassino. Bora recuperar a Maçã e matar Cesare! Mas é claro que não vai ser tão simples assim…

Jogabilidade

Continua praticamente a mesma coisa: pula, escala, mata, nada, essas coisas, mas com algumas coisas a mais:

– Tá véio, tio: Ezio já não é mais um garotão, isso é fato! Ele não está mais tão rápido e ágil, e também não pula mais tão longe, sem falar que geme DEMAIS (ui) quando cai de um lugar um pouco mais alto.

– Pocotó: Agora dá para cavalgar dentro da cidade, que delícia! Só tem que tomar cuidado para não atropelar ninguém (Vivi: mas essa é a parte legal Clá! rs). E se Ezio está longe de algum estábulo e não tem nenhum cavalo por perto, é só assobiar que o Pé de Pano vem correndo, atropelando todo mundo. Uma observação interessante sobre isso é que os cavalos devem atravessar uma espécie de “Star Gate” pra chegar até você tão rápido. Não importa se você está no alto de um morro ou numa ruína isolada, assoviou e o bicho pipoca do além no seu mapa.

– Brincando de Sim City… de novo: Com Roma em pandareco sob o poder dos Borgia, cabe a Ezio reconstrui-la, mas não é fácil como foi no jogo anterior. Para recupear um estabelecimento (Alfaiate, Pintor, Médico, etc) temos que primeiro destruir a Torre Borgia mais perto do local que você quer melhorar, senão simplesmente não vai (essa tarefa vira brincadeira de criança quando você já pode chamar seus Assassinos). Para destruir as torres é preciso matar o Capitão de cada uma antes de atear fogo nela. Aí é só ir para os locais indicados no mapa e correr pro abraço.

– Recrutas: Como Cesare é um pouco mais espertinho, Roma está repleta de soldados e Ezio não pode com eles sozinho, nem mesmo com a ajuda dos Mercenários que ele contrata. Com a influência dos Borgia sobre Roma e a cidade praticamente em ruínas, Ezio precisa recrutar alguns rebeldas como novos assassinos. No primeiro AC, se Altair salvasse algum cidadão que era atacado por soldados, ele ganhava aliados que o ajudavam caso ele fosse atacado também ou precisasse fugir. Em Brotherhood é praticamente a mesma coisa: o cidadão é atacado, você o salva e ele se dispõe a lutar ao seu lado. Quanto mais Torres você destruir, mais Assassinos você recruta.

Obs da Clá: uma coisa que demorei um pouco para entender foi como usá-los. Sempre que os chamava, a maioria morria! Aí que vi que tenho que mandá-los em missões para aumentarem de nível (o mais alto é o nível “Assassin”, e você até ganha troféu/conquista por isso), melhorar armadura e equipamentos, para aí sim serem mais efetivos quando Ezio precisar de ajuda.

Obs da Vivi: o macete no início, para upar seus Assassinos mais rapidamente, é sempre colocá-los em alguma missão. Assim que começar a recrutá-los, você não terá uma necessidade tão grande de usá-los e poderá contar com o mercenários sem problemas. Os recrutas ganham XP mais rápido se estiverem em missões (que você acessa na gaiola dos pombos piolhentos), em detrimento de estarem com você diretamente. Usar seus Assassinos (graduados) para matar os Capitães das Torres vai te poupar muito tempo e estresse. Só não os use em missões especiais, caso você queira atingir 100% de sincronização em missões do tipo “mate somente com o crossbow”, isso porque eles caem de hidden blade em todo mundo! rs.

– Subject 16 e seus símbolos: e os símbolos non-sense do Subject 16 estão de volta, ainda mais chatos de achar. Encontrando todos e resolvendo todos os Puzzles, conseguimos ver mais uma mensagem do maluquinho.

– Sincronismo e memórias: Agora o sistema de sincronismo está um pouco mais rígido. Para um sincronismo COMPLETO, você tem que fazer EXATAMENTE o que o jogo manda, senão ou a memória reinicia (o que é um pé no saco ter que fazer tudo de novo) ou fica 50% e continua em frente. Caso você queira jogar a memória de nobo, dê Pause, vá em DNA e escolha e memória que você quer rever.

Obs da Vivi: malditos sejam os que inventaram esse negócio de dessincronizar a missão “caso você seja notado”. Quem não sofreu com isso nas missões secundárias do Leonardo Da Vinci que atire a primeira pedra!

– Bunda quadrada nunca mais: Se você estiver de saco cheio de olhar pra cara do Ezio e está com vontade de jogar com o Desmond, é só ir no menu do Pause e sair do Animus. Simples, não? Só não fique fora por muito tempo, senão a Abstergo te acha.

Gráficos

Se em AC2 os gráficos já impressionavam, não precisamos nem comentar sobre Brotherhood. O pontos turísticos de Roma foram bem elaborados em comparação com as estruturas originais, dando mais realidade ao cenário. A pobreza que assola Roma na “Era Borgia” é bem detalhada com personagens maltrapilhos e casas em ruínas, que ganham vida aos poucos conforme a cidade é reconstruída.

Sobre os personagens, estão bem mais expressivos que no jogo anterior, combinando perfeitamente com a atuação dos dubladores, que continua excelente.

Matança online

Agora chegou a parte que realmente chamou MUITO a atenção de vários gamers para este jogo: o MULTIPLAYER ONLINE!

Em um primeiro momento, pelo menos para treinar, você conecta no servidor de AC Brotherhood e conecta a uma sessão introdutória. Caso você se perca  um pouquinho, no menu do Multiplayer é disponibilizado um Manual do Usuário para ajudá-lo (la).

Em “Play” temos várias opções como:

– Ranked Match: nessa opção conectamos em alguma missão qualquer que está aberta no servidor (um saco conectar), ou podemos criar uma sessão para outros estranhos entrarem (isso soou estranho).

– Player Match: podemos conectar a um jogo já existente, jogando sozinho ou com um grupo de amigos. Pode ser competitivo (mata quem tá na mira e dane-se) ou cooperativo (vamos matar os outros fulaninhos, menos a gente).

– Private Match: é onde você cria a sala para os seus amigos conectarem e começar a matança. O único porém é que nessa opção NÃO ganhamos pontos de experiência, ou seja, não aumenta o nível do nosso personagem no servidor da Ubisoft.

Os modos de jogo disponíveis são:

– Wanted: nesse caso você tem que seguir um alvo sorteado pelo jogo. Para achar o infeliz é preciso seguir uma bússola localizada na parte central inferior da tela. Se a luz azul fica clara, é que você está perto de seu alvo, e conforme a bússola vai ficando inteira azul e brilhando é sinal que você está VENDO ele. Um indicador do lado da foto do escolhido mostra se ele está te vendo ou não, e isso conta pontos no final de cada missão.

– Chest Capture: formado de dois times com quatro integrantes, um time tem que assassinar o outro que tem que escapar e roubar baús escondidos no cenário. Quem tiver mais pontos, ganha.

– Manhunt: os jogadores da sessão são divididos em dois times de quatro integrantes. Nesse modo um dos times tem que assassinar o outro que tem a missão de se esconder. A cada ação bem sucedida partindo dos dois times, o jogador ganha pontos.

– Alliance: com três times com dois jogadores cada (seis jogadores na sala no total), se o seu colega é a próxima vítima, você tem que protegê-lo ou se a vítima é de outro time, vocês têm que agir em conjunto para matá-lo.

– Advanced Wanted e Advanced Alliance: São iguais aos modos Wanted e Alliance, só que um pouco mais difícil.

– Escort: um personagem controlado pelo computador é sorteado para ser assassinado. Neste modo, um time composto de quatro jogadores tem que assassinar o alvo enquanto o outro tem que protegê-lo.

– Assassinate: este modo é uma total zona. Meio parecido com o modo Wanted, neste caso o jogo não sorteia o jogador a ser assassinado, mas sim ele é escolhido POR NÓS. Você encontra o jogador, “mira” nele e vai matar o infeliz! Tomem cuidado porque alguém pode mirar em você também, aí tem que fugir.

Podemos também editar nosso personagem online melhorando suas habilidades que vamos desbloqueando ao aumentarmos de nível. Dá até para nos disfarçarmos como outra pessoa se caso a mira dos assassinos está “pintada” nas nossas costas. Dá para confundi-los e fugir. Além disso, dá até pra mexer na cor da roupa dos personagens. Ai, que fashion!

Assassin’s Creed Brotherhood seguiu a mesma receita de seu antecessor. Com gráficos, trilha sonora e enredo impecáveis, juntando com um modo multiplayer online, foi mais que merecido o título de um dos melhores de 2010! Este ano a Ubisoft vai anunciar mais um jogo da série. Só nos resta aguardar ansiosamente.

– Confira a segunda parte desse especial, com a entrevista dos produtores, AQUI.

 

Edição de colecionador da Clá (foto tirada na cozinha, não tenho lugar melhor pra tirar xD)

O Ezio da Vivi agarrando a Morrigan

Ezio da Clá chegando no Alucard. Meu, ele tem cabelo comprido, MAS NÃO É MOÇA! hunf! u.ú

 

Clarice dos Santos
Share on Tumblr
Feed do Post
33 Comentários em "Assassin’s Creed Brotherhood – Parte I: Análise"
  1. Caiosanq
    20/03/2011

    *—*
    Acabei de conhecer o girlsofwar e me apaixonei pelo site, sério, muito bom *—-*

    agora sobre o post -q

    Eu nunca joguei Assassin’s Creed, não joguei por… preguiça, eu acho.
    Mas me aparenta mesmo ser um jogo muito bom, vou começar a jogar o/
    e amei mesmo o girlsofwar, continuem assim o

    • 20/03/2011

      Valeu Caio! ^^ E cara jogue o AC 2 e o Brotherhood são ótimos mesmo! Não curto muito o primeiro, mas os sucessores merecem ser jogados!

      bjao

      • 20/03/2011

        É Caio, jogue o 2 primeiro e o Brotherhood. Se você tiver um saquinho extra, aí você tenta o primeiro pra entender só um pouquinho mais da história…rs.
        Obrigada pelo carinho e seja bem-vindo!!!

  2. Hélio
    20/03/2011

    É, parece q o Altair fkou no passado mesmo…Resolveram usar o Ezio como protagonista da série.
    Ainda preciso arranjar ânimo pra gostar de AC. Até hoje não consigo lhar prum game da série sem me entediar.

    • 20/03/2011

      juro pra vc q eu pensava igualzinho. mas um dia resolvi dar uma chance do tipo: “é… vou jogar só um pouquinho pra ver como é…” e esse um pouquinho se transformou em horas!!! rs

      • Hélio
        20/03/2011

        Sério? Q bom, acho q o problema é q original de PS3 é o olho da cara, então se eu não gostar, me dou bem mal. Mas depois de comprar uns gamezinhos q já estão na fila, talvez eu dê uma chance pra AC.

        • 20/03/2011

          Compra o 2, Hélio! O DOIS!!!!!!
          o/

        • 20/03/2011

          o jogo é caro se vc comprar no Brasil, infelizmente. Tenta comprar lá fora que sai muito mais em conta.

        • 29/03/2011

          O preço dos jogos originais de PS3 são os mesmos do xbox 360 O.O
          Recomendo comprar o terceiro primeiro.
          É mais complexo.

  3. Mih
    20/03/2011

    Ótima review,Clá e Vivi ^^

    Ainda não joguei AC pq…tá,admito:falta de grana,de video game e preguiça u___u’

    “O Ezio da Vivi agarrando a Morrigan”Eita,o Ezio mal chegou e já tá agarrando a Morrigan?

    “Meu, ele tem cabelo comprido, MAS NÃO É MOÇA!”Pois é!!!o Alucard é macho sim!!!!

    P.s:amei a edição de colecionador *O*

  4. 20/03/2011

    Clá, gamei naquele bonequinho que você ganhou da edição especial *_*
    O Ezio da Vivi também é muito manero
    (No final, eu olhei mais pra os bonecos que pra o jogo :/)

    • 20/03/2011

      Lindo o meu Doctor,nééééé????
      *-*
      Muito tchutchuquinho ele!!! Eu queria o Harlequin, mas veio esse que é mais lindo ainda!!!!
      XD~

  5. Eduardo
    21/03/2011

    Olá meninas! Trabalho com games e seus comentários sobre eles são os melhores que já vi até hoje em qualquer site! (incluindo os sites yankees) Continuem assim, virei leitor assíduo agora!

  6. Ortega
    22/03/2011

    Realmente esse jogo vale a pena! Também nunca tinha jogado ele e resolvi pegar emprestado o 2 com um amigo, depois disso viciei total! O jogo é fantástico mesmo, e esse também não devia deixar de ser!
    O multi dele é muito criativo, só tive alguns bugs e problemas com os servers, do resto é bem bacana mesmo!

  7. 22/03/2011

    Recentemente eu comprei o jogo e estou aguardando chegar.

    Andei dando uma olhada em análises e matérias sobre ele, de tanto que TODO MUNDO (em qualquer lugar do planeta) fala bem dele, eu já tava achando que a Ubisoft pagou pra todos os blogueiros falarem bem dele.

    Mas posso garantir, de todas as análises que vi, essa foi a que resumiu mais as informações que precisamos saber.

    Parabéns.

  8. 25/03/2011

    Hey Vivix e Cla =)

    Eu sou apaixonada pelo Ezio (a ponto disso http://twitpic.com/2qw5ua). I’m a fangirl. E o mais engraçado que meu marido (que se parece um pouco com ele) tb o adora, então tá tudo em casa.

    Tb tenho um boneco do Ezio e ele é meu modelo favorito (http://twitpic.com/3vxy1b)

    [SPOILERS]

    Eu torci para ele dar um trato na Lucrezia… mas além de estar meio caidinho (como vc disse, tá véio), ele se mostrando apaixonado pela Cat me deixou meio frustrada. Desculpe o termo, mas eu gostava do Ezio galinha XD

    Jogar com ele mais velho deu angústia no começo. O mais legal do 2 era o Ezio leve!

    Sinceramente, não gostei do final, achei que poderiam ter caprichado mais… achei q ficou um vazio. Não sei se senti isso por gostar tanto do Ezio…

    Sei que AC Bhood é uma despedida, até porque é meu personagem preferido. Não vou falar que Ezio não pode ser superado, pois disse isso em DMC a respeito do Dante (o 2 favorito, sim, sofri com o que fizeram com ele recentemente) e logo após me apaixonei pelo Nero.

    AC Bhood me deu a mesma sensação de quando joguei Bayonetta e Halo Reach pela primeira vez “Uau, que lindo, estou apaixonada” rs. O modo online é ótimo, o problema é sair dele.

    Ah, meu avatar da Live usa a roupinha de cortesã com a coroa do Fable III =D

    É meu primeiro coment aqui no blog, queria dizer que gostei do post =) Desculpe pelo testamento.

    Sucesso, meninas!

    • 25/03/2011

      Valeu Gaby! Tb achei o final meio mééé… e espero ainda ver o Ezio no próximo jogo. será?

      um beijão e não se preocupe com o testamento, nós adoramos! ^^

  9. 29/03/2011

    Esse jogo é monstruoso . Foi o primeiro game do meu PS3.
    Não troco ele e nem vendo.
    Sem contar que é quase impossível completar 100 % e a jogatina online extende muito o gameplay.

  10. Marcelo
    01/06/2011

    O Ezio vai ta no proximo AC… quem reclamou dele velho… no proximo ele vai ta na faixa dos 50 anos rsrsrsrsr

  11. P
    18/09/2011

    Cara algue saberia me dizer como faço pra poder jogar o que falta fazer apos ter acabado o history mode? Nao consigo voltar nas partes que ainda faltam eu finalizar.

  12. Hélio
    23/01/2012

    Ontem à noite, eu resolvi começar a jogar Assassin’s Creed Brotherhood. Gostei demais do 2, então meu hype pra esse está lá nas alturas!
    E o game me impressionou demais com o seu visual belíssimo, a história, a ação muito rápida, a cena da Catarina na cama rsrs
    Estou apaixonado, talvez tenha até superado AC2.
    Meu único ponto de reclamação é q o combate está irritante em alguns momentos, pois eu cansei de apertar os botões e eles falharam em momentos cruciais, me obrigando a repetir missões e garantindo muito xingamento na tela da TV.
    Mesmo assim, gostei demais, o restante do jogo está soberbo e mesmo o combate funciona na maioria das vezes. Gostei de ver como Ezio está mais maduro e cool. E a irmã dele, a Claudia, está linda, eu até estranhei pq no AC2 ela parecia q tinha o rosto meio cheio, mas agora está no ponto. rsrs
    O Machiavel está perfeitamente fiel às pinturas q o retratam. Até a voz combina com perfeição!
    Realmente, se existe uma série q eu me enganei redondamente ao julgar mal no passado, essa série é AC! Fantástica e muito bem bolada, amei. *-*

  13. Hélio
    26/01/2012

    Terminei AC Brotherhood! :D
    Meu Deus, q jogo foda, melhorou tudo q eu já tinha visto no AC 2! Maravilhoso, q história, q personagens carismáticos, q eventos épicos!
    Assim q eu jogar Uncharted 3(sim, ainda sem ele – snif…), pegarei Revelations sem nem piscar!
    Assassin’s Creed se tornou, depois de Heavy Rain e Uncharted, a minha série preferida entre as craidas nesta geração!
    P.S.: E a Lucy é linda. rsrs

    • 26/01/2012

      AÊ! \o/

      Viu como a galera tinha razão em recomendar²³¹²³³²¹ o ACII né? :D
      E o Brotherhood, putz, sem palavras mesmo. É o II com um nitro f*d* que melhorou tudo o que já era bom!

      Eu joguei o de um amigo, por isso infelizmente não consegui jogar online (tem aquela coisa chata de online pass e meu amigo já tinha usado o dele), mas consegui terminar. Além de tudo, o Brotherhood tem muito mais “o que fazer” depois de terminar, você fica quase doido tentando conseguir 100% nas missões e tal XD

      Oxe, você ainda não tem Uncharted 3? :O
      CORRE, cara! xD
      Mas sem querer dar spoiler, na minha humilde opinião, talvez você ache ele mais fraco que o 2. Simplesmente pela história, que é fraquinha e “rápida”, mas no resto, ave, tem nem comparação. Os gráficos e o multiplayer online, principalmente, ficaram ridiculamente melhores :D

      Um “extra” aqui: você curtia Uncharted antes de curtir AC? Se sim, também achou “estranhas” as fases do Brotherhood onde joga com o Desmond? TODA vez que jogava com ele, eu não conseguia parar de rir… ouvia a voz e, na minha cabeça, eu via o Nate jogando (até as piadinhas e tiradinhas de se achar o bonzão são iguais! XDDD).

      E que venha $$$ pra eu poder jogar o Revelations! TT-TT

      • Hélio
        26/01/2012

        rsrsrsrs James, vc tirou as palavras da minha boca! As fases do Desmond me lembraram demais o UN2!
        Tipo, lembra q ele fala: “give me a boost” pra Lucy? Foi aí q eu comecei a ver uma semelhança atrás da outra, acho até q foi proposital, alguma brincadeira da Ubisoft com Uncharted rsrs
        A galera tinha toda a razão, eu realmente estava enganado ao achar q AC não seria legal.
        Eu gostei demais mesmo, vc se entusiasma com a história, as figuras famosas como os Médici, a família Borgia e Leonardo da Vinci, Maquiavel… Muito show! Eu quero Revelations o mais rápido possível.
        Puxa, a Kristen Bell serviu de modelo pra Lucy? Nunca tinha reparado, realmente ela é bem linda mesmo.
        Qto a Uncharted, pois é, já faz uns dois meses do lançamento, mas eu não consegui, tá meio complicado. Acho q agora no início de fevereiro vai!

        • 26/01/2012

          Não lembro exatamente das falas, mas sei que é parecido DEMAIS com Uncharted. Ele fica se gabando pra Lucy, pedindo ajuda pra atravessar e você fica alternando entre jogar com ele e esperar ela atravessar o cenário pra ajudar (isso “nem” lembra o U2… :P).

          O que realmente mais me chamou a atenção na série AC foi exatamente o aspecto histórico. Claro que a jogabilidade e os outros atributos são ótimos, mas eu gamei mesmo foi em poder jogar no Coliseu, na Capela Sistina e em nhentosmil locais históricos (e reais!) da Itália \o/

          A Kristen Bell serviu de modelo desde o primeiro AC, ó: http://media.giantbomb.com/uploads/0/727/522746-lucy1.jpg
          Óbvio que no Brotherhood ela tá com mais cara de gente, afinal os gráficos são cavalos XD

          • Hélio
            26/01/2012

            Eu achei bem interessante o seguinte, James: eu pesquisei um pouco sobre as figuras centrais dos games da série e descobri q, salvo alguns detalhes, as histórias batem com a contada no jogo! :0
            Por exemplo, a Catarina Sforza realmente foi presa por um ano exatament no Castelo Sant’ângelo! (mas óbvio q a história do Ezio ir resgatá-la é só no jogo rsrs). O César Bórgia é suspeito de incesto com a irmã Lucrécia, assim como no jogo tbm!
            Realmente, eu gostei de todos esses detalhes, fora q poucos games te dão a sensação única de ir pra um tempo tão passado como a Renascença e visitar lugares milimetricamente construídos de acordo com os originais.
            Me empolguei mesmo, acho q agora vou dar um jeito de ir jogando o AC 2 Discovery no DS tbm, enquanto não pego o Revelations. ;)AC no ônibus deve ser ótimo tbm.

    • 26/01/2012

      DUH pra mim, esqueci de comentar seu P.S. ¬¬
      A Kristen Bell que é linda, né? ;D

  14. Hélio
    26/01/2012

    Gostei demais da missão em q vc tem q salvar a esposa do Bartolomeo. Muito épica! E aquela guerra no final, contra o Cesare, foi MUITO fooooooooooooooooda!
    Ezio é um cara q merece todo respeito. Mal posso esperar por Revelations agora! :D

  15. Hélio
    26/01/2012

    Só tem uma coisa q me deixou bem triste nesse jogo q eu esqueci de comentar: a Lucy acaba daquele jeito mesmo? :( Estou torcendo por ela em Revelations. Puxa, gostei tanto dela, a Ubi é má…

  16. Leandro
    08/03/2012

    Muito bom a análise de vocês Girls, muito mais divertida e descontraída.
    Só para constar, quero dizer que na minha opinião todos os ACs valem a pena. O AC1 com Altair também acho muito bom apesar de “tecnológicamente falando” e na jogabilidade ser um pouco inferior. Mas é isso, foi o primeiro e a tendência é sempre melhorar. Sair matando os templários no AC1 que guardam os baús era muito massa.

  17. Leandro
    08/03/2012

    Ah, e feliz Dia da Mulher!!!

  18. Gugu-shark
    29/05/2012

    Legal o site. Parabéns pelo estilo massa de falar dos games. Continue assim… Virei fã!!

  19. Vinilokovk
    12/08/2013

    vc e uma boa comentadora

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.